Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI A RECEPCIONISTA DO HOSPITAL

Este fato ocorreu há vários anos, somente agora estou relatando, Estava com minha mãe internada no hospital e minha esposa estava fazendo companhia, e à noite sempre ia para ver como estava e se precisavam de alguma coisa. Neste meio tempo, para não ficar no quarto,com luz apagada e o cheiro de remédios me incomodava, então ia para o setor de atendimento, onde tinham duas recepcionistas. Uma delas era negra, corpo esguio, bem distribuído e parecia muito com a globeleza. O papo era sempre quase o mesmo todos os dias, e nisto o contato foi tornando mais chegado, a ponto de dar uma carona para a bela negrinha gostosa. Numa dessas caronas, onde levava-a até sua casa, foi quando disse-lhe que precisava passar em minha casa,para ver se não tinha alguma novidade. Lá chegando, guardei o carro no abrigo e convidei-a para entrar, o que ela aceitou. Mal entramos, na sala, abracei-a e fui logo dando um beijo, que de pronto fui correspondido e pude sentir que ela realmente era quente, dos beijos passamos para as carícias, com as mãos passando pela suas nádegas, pude sentir que eram firmes e muito bem torneadas, redondas, em poucos segundos já estávamos no quarto. Lá chegando, fui me despindo e depois ajudei para ela ficar livre de suas calças, as calcinhas saíram junto, e me pus em chupá-la, sua bocetinha estava toda melada, ao abrir seus lábios vaginais, pude ver a cor rásea e seu clitáris estava excitado, com o toque da minha língua. Aí, a Alice ficou toda mole e começou a gemer baixinho, murmurando que estava gostando e pedia para não parar, que já estava gozando em minha boca.Em poucos minutos abri-lhe suas pernas, e posicionei o meu caralho na portinha da sua xana, coisa maravilhosa, estava toda molhada e escorrendo pelo seu cuzinho, não resisti e voltei a chupar mais um pouco sua fruta do amor. Alice foi ao delírio quando minha língua voltou a tocar sua bucetinha, ela tinha feito depilação no dia anterior, parecia uma xaninha de menina, nem parecia que já tinha dois filhos. Não aguentando mais, gemendo muito de prazer pelas chupadas, dizendo que tinha gozado mais de suas vezes na minha boca, suplicou que lhe fodesse por completo. Coisa fantástica, Alice, se contorcia toda, movimenta suas cadeiras tentando fazer que minha lígua penetrasse-a mais profundo possível. Nisto, escorei suas pernas nos meus hombros e iniciei a penetração com meu pau naquela grutinha toda melada e ela gemia baixinho, pedindo mais e mais que lhe fodesse com força. Não deixei passar vontade, nem me importei com as horas, ficamos nesta penetração por um bom tempo, quando estava a ponto de gozar, disse-lhe: "Alice, vou gozar...!" Ela me abraçou forte e falou nos meus ouvidos: "Fode, me fode com força, pode gozar, põem fundo, que já gozei mais de três vezes, estou até fraca, não aguento mais...!" Em segundos, senti que meu gozo estava vindo, avisei: "Alice, é agora, estou gozando, bem dentro de sua buceta, vou enchê-la com minha porra!" Ela me respondeu: Pode gozar meu amor, que este pau me mata de prazer!" Foi quando dei um grito que estava inundando-a, e em seguida pude sentir que ela também estava tendo um orgasmo junto, passei minha mão por baixo de sua buceta, sentindo que estava escorrendo um líquido quente, que era seu gozo e junto saiu um pouco da minha porra. Ficamos por alguns minutos nesta posição até que meu pau amoleceu e saiu de sua buceta, todo melado com seu gozo e junto com minha porra, aí, ela se levantou e ficou de joelhos no lado da cama e me chupou por completo, limpando o meu caralho, não ficou nenhum vestígio de porra.Alice, me olhou nos olhos e falou em seguida: "Sou casada, tenho dois filhos, não me importo se ficar grávida de você, pois me fez sentir uma mulher de verdade, gozei como nunca na minha vida. Tenho recebido cantadas de muitos lá no hospital, mas apenas você é quem resolvi em dar uma trepada, desde o primeiro momento que o vi lá na recepção."

Daí foi ao banheiro para se limpar e vestir suas calças, e levei-a para sua casa. Nos encontramos mais vezes, onde eu comi seu cuzinho, que por sinal era apertado, e que ela não dava o rabo para seu marido, que não gostava, e que era o que mais sentia tesão.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto foda com cachorroContos com espermamaisexo vidio de zoofilia com travestiscontos homem casado chupa picq homem casadocontos eroticos voltei com meu excontos viado arrombadoconto a idosa tinha uma buceta e.ormecontos estuprosnovinho delirando na primeira gozadacontos eróticos traindo com meu sobrinhoContos eroticos de comi a bunda do professorcontos bem quente de casada e sua intida lesbica pegueimeu amigocomendo o cu da minha mulherComendo cu de mulher dormindo conto eroticoContos homem casado se veste de munher e da cucontos eróticos de gays novinhos bonitos loiras namorado com muitos beijos nacomi minha tia contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemora Nana bem gostosa da bundona bem grandes eu dental bem deliciosa néfudida por incomendaContos eróticos surubascontos eroticos traindo marido na Salacontos eroticos motoqueiros violentam mulhercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto gay pirocudo da academiahttp://comtos eroticos de estuprocontos eroticos excitado por minha filhaContos eróticos de tio sopinhascontos eroticos de incesto de pai pasto e filhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecastigo boquete contossurra vaginal amordaçada contoler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiacontos chorei na picacontos eróticos sobre sobrinhabucetudacontos eroticos com animaiscontos eróticos minha bundacontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosconto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriasmadrinhas branca da bunda empinadacu de bebado não tem dono contos eróticos gaycontos eróticos gay dei o cú sem quererconto erotico dotado fortão acabando com a novinha casada e safadaconto transando com pau grandecontoseroticos sogra e genro na agua da praiafogosá taradaContos eróticos no cu não amorso contos eroticos sadomasoquismo com maridos e esposascomo fazer pra minha namorada veste shortinho curtoContos de estupro na praiaContos eroticos fui viajar sozinha de onibus e pati uma pro estranhotraiminha namorada com o pau na cara contos relatos estorias eriticosursao tio roludo conto gaytitia ficar mandando o sobrinho que está bem contos eróticosapanhando e gozando contoscontos erótico com enfermeiracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto erótico minha irmã me chamou pra ir ver a porta do guarda fato que quebrou e ela enpinou a bunda pra mimcontos xoxota peluda da minha maeempregada humilhada contosconto gay sozinho em casa pepinoencoxada no onibus conto eroticolascabucetaveio ate meu quarto pelada e me agsrrouhomem pelado e mulher pelada gostosa transando buchudocontos eroticos familiacomenho a vinsinhA e gozando drntro de lacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de coroa com novinhoconto meu patrao mim comeu e comeu minha filha