Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BELA MANHà – METRô

Continuação de - Bela Manhã – Ônibus





Ao chegar ao terminal Jabaquara ainda estava maravilhado com o acontecimento no ônibus. Imaginando varias coisas.



Porém tinha que voltar a realidade e ir trabalhar, fui ao metrô para chegar ao trabalho. Meu destino ainda esta muito longe estação Carandiru. Ao chegar à estação vi que estava muito mais cheia do que o normal.

Entrei no metrô e consegui sentar-me, na ponta da poltrona que fica atravessada no vagão, porém antes do metrô sair da estação já estava completamente lotado. Do meu lado estava um Sr. Grande que tomava mais da metade da poltrona, com isto eu estava um pouco para fora da poltrona. Na minha frente estava duas Garotas. Do meu lado estava uma sra forte igual ao sr. Com o movimento do metrô a sra. Diz para uma linda jovem que estava atrás dela para ficar ao seu lado. A sra. Foi um pouco para o lado e ficando na minha frente com umas bolsas. Pedi para segurar uma delas e a garota que estava na poltrona da frente que fica de costa para a janela pegou a outra, era uma bolsa grande e pesada, coloquei a no colo e coloquei os braços por cima dela. Com tempo a srs foi conversando com a jovem, que era a sua sobrinha, quando olhei para cima vi aquele lindo rosto angelical ela devia ter um 19 a 19 anos e estava com um vestido fino de alça e uma blusa aberta por cima dos ombros, deixando ver seus pequenos pares de seios redondinhos estava m sem sutiã. Na estação São Judas entrou muitas pessoas fazendo com a jovem ficassem bem enconstata em meu ombro, por estar um pouco fora da poltrona. A sra. Foi empurrada ao ponto de ficar entre as minhas pernas e entra as pernas da garota que estava na poltrona em minha frente. Com o novo movimento do metrô a jovem ficou com a suas coxas encostada em meus dedos que estava em cima da bolsa. E a cada movimento meus dedos rosava em suas coxas, até que meu membro ficou duro novamente. Tentei tirar minha mão daquela posição, mas ao frear do metrô meus dedos foram direto para sua vagina por cima do vestido. Ela ficou vermelha e eu sem jeito, mas ela não se moveu, me deixando com imaginações, comecei a roçar meus dedos de propásito em suas coxas, e ela simplesmente fez com que nada estivesse acontecendo, fiquei doidinho, e comecei a subir meus dedos até chegarem em sua vagina por cima do vestido, e deixei eles esticados ficando entre suas coxas e encostado em sua vagina. Como ela não fez nenhuma reação virei a palma de minha mão para cima ficando com a sua vagina totalmente em minha mão. Ela se aproximou mais a sua vagina em minha mão e comecei a movimentar meus dedos e sentir totalmente a sua calcinha, ela abriu um pouco as pernas me deixando livre para fazer os movimentos, foi assim que percebi que ela estava com um vestido com botões na frente. Cuidadosamente desabotoei o botão que estava bem em cima de sua vagina e consegui colocar a mão dentro do seu vestido, sentindo sua pele macia das coxas, voltei a colocar a palma da mão para cima e sentir a sua calcinha molhada, voltou a fazer movimentos em suas coxas e vagina por cima da calcinha. Porém eu estava muito doido e comecei a afastar sua calcinha de algodão para o lado, ela abriu e fechou as pernas para facilitar. Quando senti seus pelos em meus dedos senti novamente um frio na espinha. E fiquei parado com os dedos até ela começar a sem movimentar vagarosamente. Não resistindo comecei a procurar a sua vagina que estava molhadinha e com os dedos percebi que sua vagina e semi depilada deixando apenas uns pelinhos. Não aguentando mais virei novamente a palma de minha mão para cima e acariciando aquela vagina. Consegui afastar a sua calcinha o máximo possível, fiquei louco, e comecei a abrir sua vagina vagarosamente e penetrar a ponta do meu dedo nela, porém ao frear brusco do metrô ela veio para frente e fez meu dedo penetrá-la todinho. Eu estava com o meu dedo todo dentro de sua vagina e comecei a movimentá-lo dentro dela. Olhei para cima e vi que seus seios estavam com os bicos durinhos por baixo de seu vestido e o rosto meu corado. Fiquei com medo de alguém perceber e tentei tira-lo, mas ela fechou as pernas, com isto voltei a penetrá-la com dois dedos e movimentá-los para dentro e fora. Sua vagina estava totalmente molhada, meus dedos estavam encharcados com o seu liquido, tirei meus dedos de dentro de sua vagina e comecei apertar ela, com o movimento meu dedo tocou seu anus. Pirei cheguei a te tremer um pouco, comecei a bolinar seu anus, e ela a se movimentar novamente, como meu dedo estava bem molhado consegui penetrar a ponto do dedo em seu anus. Com isto comecei a fazer movimentos em seu anus bem vagarosamente, comecei a sentir o cheiro de sexo no ar. Fui penetrando cada vez mais meu dedo em seu anus, porém conseguir penetrar a ponta toda do dedo, senti ela se movimentar mais rápido e fiz o mesmo com dedo entrando e saindo de seu anus. Chegando à estação Sé as garotas que estavam na minha frente se levantaram e deixaram lugar para a sra. Sentar e ela pediu para a sua sobrinha sentar ao seu lado. Más ela disse que não que iria deixar uma outra senhora sentar. Com o movimento das pessoas saindo e entrando no vagão ela acabou sendo empurrada para frente fazendo que meu dedo penetra-se mais em seu anus, ela chegou a gemer, sua tia perguntou o que era, e ela disse que foi empurrada, mas não era nada. Fiquei imável, pensando o que poderia acontecer. Mas como o metrô começou a se movimentar ela apertou meu dedo em seu anus me fazendo gozar todinho em minha calça, continuei a movimentar meu dedo em seu anus e sua vagina saltava cada vez mais seu liquido deixando minha mão molhada.. Aumentei o ritimo do movimento de meu dedo, e ela também começou a aumentar seus movimentos, senti ela tremer o seu corpo, fazendo eu gozar novamente em minha calça. Ela se movimentou vagarosamente tirando meu dedo de seu anus. Lentamente fui tirando minha mão de suas coxas, olhei novamente para cima e vi seu rosto alegre e sorridente para mim. Levantei e deixei-a sentar no meu lugar o sr que estava do meu lado já estava dormindo e empurrou-a um pouco mais para fora da poltrona. Com isto acabei enconchando seu ombro, ela simplesmente passou os dedos em meu membro por cima da calça e percebeu que ela estava toda molhada de gozo, ela continuou a movimentar os dedos em meu membro e depois os colocou na boca. Deixando-me com membro duro novamente. Mas a sua tia começou a conversar com ela. Fazendo-me lembrar que tinha que descer na práxima estação.



Este foi o melhor dia que já tive.



Espero que a volta para casa seja ssim.



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


resolvi dar pro meu filho contos eróticos com fotosgemia baixinho para meu maridinho não ouvirEliana vai almoçar com Maísa fode fode vai fode fode fode meu c*esposa biscate na van dando o cucontos eróticos di mulher tou com fome.di picafazenda de nudismovelhinhocontosMamadas no pau do papai contoseroticoscontos eroticos de prima chupando sacocontos eroticos estrupando idoso no asilomeu cuzinho desvirginadoenrabando a boneca contosNovinha enlouqueçeu os pedreirosrola na madrinha/contonao queria mas fui obrigado a foder a novinha contoscrente usando calcinha furadaForam ensaiar e acabaram transando. contos gayshomen bulinando o penis no chorteu curto cunhada casada fica excitada a dançar com cunhadoContos eroticos aii te amo ..ai ..ai mo vc e gostosa devagrcontos comendo gay na vielacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos a crente do fretadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de zoofilia sobre eguas e jumentascontos eróticos "peladinho" sobrinhoПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-okinawa-ufa.ruEMPREGADA FAZENDO MALDADES COM A FILHA DA PATROA CONTOS EROTICOSMulher trepano so com caralhudoscontos eróticos de pai fudendo filha no carrocontos erotikos fui pagar o aluguel e comi o cu da donacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos menina com bucetinha lisinha e putinhaconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorcu cona mijo enfioucontos eroticos babá lesbicoComo fazer um cabacinho liberar(conto gay teen)conto erotico mae se bronzeando a bunda pediu p filho passar bronseador no rabocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico de aluna casada com colega de cursosogra safada dos peitinhos bicudoscontos eroticos arrombando a gordaconto a idosa tinha uma buceta e.ormeconto nao queria mais dar mas o negaocomeucontos eroticos coroas negrasfode a mulher do irmao para provar que ela é uma putacontos eroticos minha mulher virou puta de um velho asquerosocontos eroticos fudendo meninas de dez anoscontosvi meu pai e meu irmão fodendoHistórias eróticas verídicas tesão entre mâe e filha menina incestocontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos, meu sogro come minha esposaContos eroticos minha mae e minha mamando no pauzao de oito negaos em um gang bang na academiaconto erotico minha namorada dançando com outro na baladacontos eroticos arrombando a gordaconto casada veridico sequestrohonme infinando a rola na bumda da molerelatos d neto q puxou a calcinha da vovo d lado e meteu a rolacontos minha prima defisiete me viu batedo umacontos eróticos afim do papai zoofilia googleweblight.comcontos eroticos vozinhas sendo curradasmulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartelmeu padrasto e meu.irmao me comeucontos família liberalContos eroticos noviça virgemMinha mulher pedio pra mim errabar ela contoscontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paiver contos de lesbicasconto erotico da esposa certinhatransei gostoso com minha aVò insertosrabuda e safada incesto contoscontos de sonhos eroticos de casaisescanxa na picaconto erotico chupeteiro do cine pornoenfia esse pintão pai contoContos eróticos GAY AHHH VAI ASSIM OHH VOU GOZAR VIADO OHHcontos eróticos coroa amiga de minha mãe muito gostosa da buceta grande