Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ALUNINHA CASADA E SAFADA

Sou professor de um curso técnico em uma faculdade de uma cidade vizinha, tenho 28 anos, sou engenheiro civil, loiro, 1,72m, bonito, não atlético, casado, e ainda atraio olhares das mulheres. O que aconteceu foi com uma de minhas alunas, Karen tinha 19 anos, morena baixinha, uma delicia de menina, casada também com outro colega da mesma turma, pôr o marido dela viajava muito e acabou por desistir do curso, não sei se ele nunca percebeu isso, mas essa menina era safada, todo mundo via isso menos ele, algumas aulas apás o marido tê-la deixada sozinha na escola ela começou a se revelar, dando indiretas em plena aula, sem se intimidar com os colegas, e eu como professor tinha de me sair ileso dos ataques da aluna indiscreta, até que um dia uma turminha da sala me convidou para ir tomar umas cervejas na casa da Karen, eu topei, estavam alguns rapazes e moças e não vi nada de mais nisso, chegando lá percebi que todos formavam casais e Karen estava sem o marido em casa, senti que havia algo estranho no ar, ela se apressou em me dizer que o marido estava viajando, conversa vai conversa vem, cervejas a mais na cabeça e o ambiente começa a ficar mais descontraído, percebendo o perigo resolvi ir embora, Karen me acompanhou até o portão com o intuito de não me deixar ir embora, parou em frente ao portão olhou nos meus olhos e pediu pra que eu ficasse eu disse que se ficasse poderia cometer um pecado, e ela me disse "E se eu quiser cometer esse pecado?", me puxou contra ela e me beijou, fiquei alucinado de excitação naquele momento, ela me puxou para a lateral da casa onde seus colegas não poderiam nos ver, nesta noite ela vestia um vestido preto curtíssimo que deixava suas lindas pernas a mostra e mão escondia sua deliciosa bunda, seus seios fartos pareciam pular do vestido, não resisti e agarrei-a com força, beijei-a com muita vontade, fomos para os fundos da casa onde havia um sofá, a coloquei de joelhos sobre o sofá, arranquei sua calcinha e encostei minha pica naquela bucetinha encharcada de tesão, não tive dificuldades para colocar até o talo, soquei com força, muitas estocadas violentas, ela estava adorando e eu delirando de tesão, trocamos de posição, foi minha vez de ir para o sofá, sentei e ela veio por cima como uma amazonas cavalgando, não imaginava que essa gatinha casada seria tão safada, depois de uns quinze minutos de transa em diversas posições coloquei-a de quatro novamente e falei baixinho no seu ouvido que iria comer aquele rabinho dela, ela ficou estática como que dando consentimento, usei o pau molhado da bucetinha para lubrificar aquele cuzinho, e fui empurrando bem devagarzinho, ela se contorcia e estava doida para gritar, mas não podia pois seus amigos estavam na sala e podiam ouvir, quando atolei tudo na bundinha dela comecei um movimento de vai-e-vem bem de leve e aumentei a velocidade conforme ela foi acostumando com a piroca dentro do rabinho, comecei a socar com força naquele cuzinho apertado e ela rebolava como uma louca safada, depois de uns dez minutos naquele rabo ela anunciou que iria gozar, aquilo me deixou excitado que gozei junto com ela, enchendo o cuzinho dela de porra, senti minhas pernas estremecerem de tanto que gozei, ela soltou um gemido que não pode conter de tanto tesão que sentia, ela caiu desfalecida no sofá, mas o gemido dela alertou os outros da casa e ela teve de se repor mesmo a contra gosto, quando os outros chegaram perceberam que algo estranho tinha acontecido ali, desconversamos, mas o estado que Karen se encontrava delatava o fato, eles retornaram para a sala e eu me despedi de Karen e fui embora, antes ainda de sair vi que escorria muita porra nas pernas dela, ela me disse que o marido corno dela nunca a tinha comido dessa forma e que queria repetir a dose, me beijou e fui embora, depois dessa noite percebi que outras alunas me olhavam de forma diferente também, quem sabe novas aventuras surjam dai.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico nudismo com a sogracontos velha casada fudendoirmã transformassem roupa vídeos pornô doidocasa dos contos eróticos mãe perdendo as pregas para o filhofilme porno tia gostosa faz uma viajem dormi com saudade do sobrinho da cupaugrossocontoseroticoscontos de gays gordos em maringatia e sobrinha praticando zoofiliasai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridoporno quente doido cara lasca buceta com cucontos eroticos forcadas e amarradasMulher que fica çarando o priquito uma na outra ate sair galaaventuras com travesti Portugal contowww.relato adolecenti ja tramzou com dotado.com.brCONTO GOZO NA BOCA NO TESTE DO COLEGIO MILITARcontos eroticos chupei a buceta da namorada do meu amigo com ele olhando e me falando como chuparconto erotico cunhada doente mentalcontos eroticos com vovoContos rasga o cu filhinhamandou fotos nua e recebeu chantagemContos eroticos o professor de quimica me comeu varias vesses e tirou minha virgidadecontos dei o cu pro agricultor pauzudoContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestoMeti.o.pal.no.cu.de.minha.filha.gravida.dormindo.conto erótico evangélicocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eroticos com homens velhosTia de calça leg conto eroticoconto porno mae deixa seu filhinho viadinho da o cuzinhocomtus erroticu de zoofelia mulhe casada dano banho no seu cachorrocontos er arrombandocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos de coroa com novinhoolhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto sexo eroticos fihas e amigas meninasvidios de homem dando surra de cinto violenta em novinha dengosa pornôContos gay pau com pauComendo bucetas gostozas na roça comtos eroticosContos fiquei excitado vendo minha esposa chupando minha comadrecontos sexo minha madrinha esposaContos eroticos corno panacaContos sou casada com um travecoconto elotico pai xfilhana casa da cunhada casada contosconto incesto gay peludocontos eroticos esposa na de bronzearcontos meu espooso come minha buceta e outro come meu cuconto arebentei cu meu patraoconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teenrapas casado efiamdo a banana no vucontos eroticos traiçaoeu moro sozinha com meu filho e com a minha filha meu filho ele sempre ele me fode meu filho fundendo minha buceta no meu quarto eu perguntei pra ele se ele queria tirar a virgindade da buceta da sua irmã meu filho disse pra mim eu quero mãe tirar a virgindade da buceta da minha irmã eu disse pra ele eu vou falar com sua irmã eu fui conversar com a minha filha eu perguntei pra ela filha você que perder sua virgindade da sua buceta com seu irmão ela disse pra mim eu quero a noite eu levei minha filha pro meu quarto meu filho tava na minha cama conto eróticocontos eróticos no meu aniversario da sogracontos eroticos voltei com meu excontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos fui chupa a bucetinha da minha amiguinha na infancia ele mijou em minha bocameu chefe me chupoucontos eróticos minha sogra armou meu chifrecontos eroticos com pedreiroscontos eroticos pica cabecudacontos a devassa do analme mesturbei no banheiro e agira?buceta carnuda comtos de sexo lesbicasmulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandocontos eroticos de prima chupando sacocontos eroticos bucetinhaenchemos a boceta de porrachaves comendo o rabo da chiquinha pornovideo porno caseiro de travesti dormindo sendo asediadoclube dos cornos contos eróticosmenina que dero abuceta pelaprimeira veidcontos eroticos arrombando a gordaconto erotico sobrinhos ferias maridocontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frenteconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinloConto erotico pagandocontos roticos botA pra cagaviadinjos novinhos trepandomeu macho pica de jumento contosconto erotico. mulher grita e geme alto goza sem parar minfomaniaca