Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MADRUGADA DO PRAZER

Nove da noite, o telefone toca, era ele me ligando. Atendi com entusiasmo, afinal de contas estava com muita saudade. Já fazia um tempo que não o via e naquela noite ele seria todinho meu. Tudo conspirava ao meu favor, estaria sozinha em casa e dominada por um fogo que me consumia já há algum tempo.

Já no primeiro instante em que ouvi aquela linda voz de homem, meu corpo arrepiou. Ele ligou para dizer que estava na porta do meu prédio. Sem demora fui abrir a porta. Quando me viu, ele se animou, pois estava usando apenas uma calcinha e um sutiã vermelho, que por sinal valorizava meu corpo contrastando com minha pele clara e meus cabelos castanhos.

Ele estava muito cheiroso, de longe senti seu cheiro, mas quando o abracei me perdi naquele aroma bom de homem feito. Então um beijo aconteceu. Um beijo intenso, quente e molhado, lábios se tocavam numa sintonia incrível, produzindo uma onda de calor que percorria por nossos corpos famintos.

Sem parar de beijar, nos sentamos no sofá, era desejo demais, saudade demais. Suas mãos escorregavam pelo meu corpo macio e gostoso, enquanto as minhas procuravam seu prazer escondido debaixo da calça. Ele tirou a camisa e as coisas facilitaram, pude sentir seu peitoral delicioso e nisso roçar meu corpo no dele. As coisas esquentaram ainda mais quando ele tirou a calça e veio pra cima de mim. Deitados no sofá, ele me beijava intensamente, tocava meus seios e roçava seu pau duro no meio das minhas pernas. Tirei meu sutiã e ele apertou meus peitos com vontade, deu umas lambidas nos mamilos, beijou meu pescoço e voltou pra minha boca enfiando sua língua safada. Seu pau duríssimo esfregava na minha buceta melada me proporcionando um tesão louco. Que delícia aquele sarro.

Ele sentou, agora já sem cueca, avancei pra cima dele, beijando muito e segurando seu cacete com muita vontade. Na verdade o que eu queria mesmo era cair de boca nele, e foi justamente o que fiz. Comecei a mamar gostoso aquela piroca dura, grande e grossa. Quase não conseguia engolir ele todo de tão grande e duro, mas fiz questão que ele tocasse minha garganta com aquela cabeçona suculenta. No meio da chupada, ele sugeriu fazermos um 69. Topei na hora, ele deitou e eu subi em cima dele encaixando minha bucetinha naquela boca linda e carnuda. Abocanhava o pau dele enquanto ele dava umas linguadas gostosas no meu grelinho. Pedi pra ele dar umas cuspidas no meu rabinho, pois já desejava sentir seu pauzão arrombando ele. Assim, enquanto ele babava no meu cuzinho, eu babava no seu caralho deixando ele bem molhado.

Quando senti que estava tudo preparado, me apoiei no sofá empinando minha bunda pra ele que estava de pé. Segurei no seu pauzão, colocando a cabeça na portinha do meu cu. Bem devagar fui sentindo aquele caralho entrar e me rasgar toda. Quando entrou mais ou menos a metade, tirei ele da bunda e dei mais umas chupadas, babando mais naquela pica já com gostinho de cuzinho. Voltei pra posição de cachorra e então ele enfiou tudo. Dei um gemido alto, num misto de prazer e de dor, que caralho grande. Meu cuzinho apertadinho engolia aquela pica desejosa, faminta, ele adorava comer rabo de piranha. Me dominava com vontade no meu sofá.

Ficamos nessa delícia por um tempinho e depois partimos para o quarto. Eu o beijava muito, passando a língua por seu pescoço, seus mamilos, barriga até chegar na área de lazer. Como eu me deliciava chupando aquela piroca. Sugava a cabeça, engolia até a base e segurava nas bolas, depois batia uma punheta safada e lambia seu peito. Ele era meu parque de diversão. De repente ele levantou, me pegou de jeito e enfiou seu pau na minha buceta, que delícia, fiquei maluca e pedi pra ele me comer mais e mais. Na posição clássica, papai e mamãe, ele me pegou de jeito. Metia com muita vontade e eu delirava, beijando sua boca, ajudando ele a foder, abraçando com as pernas. Não mais aguentando de tanto tesão, ele anunciou que iria gozar, tirou o pau da minha xana e mirou na minha boca, que saudade eu estava de beber aquela porra quente.

Depois da gozada, descansamos um pouco, mas eu queria mais, muito mais. Começamos a nos beijar novamente, rapidinho as coisas esquentaram. Esfregava meu corpo no dele, dei umas chupadas no seu pau e ele veio tocando meu grelinho com as mãos. Que siririca gostosa, ele me masturbava e eu chupava aquela pica maravilhosa, não resisti e acabei gozando nos seus dedos, lambuzando eles com o mel da minha buceta. Mas, não parou por ai, eu tenho fogo demais, eu queria mais pica no rabo. Subi em cima dele, encaixei seu pau no meu cu e comecei uma cavalgada louca e deliciosa. Seu pauzão arrombava meu rabinho, me proporcionando dor e prazer, que sensação boa. Melhor ainda era ver o prazer estampado nos olhos dele, que homem tesudo eu dominava. Ele ficou tão alucinado de tesão que acabou gozando, nem deu tempo de ir receber seu leitinho com a boca.

Você acha que acabou? Nada disso. Esse homem tem o dom de me deixar maluca de tesão. E cada foda é sempre melhor que a outra. A gente se excitava fácil demais e rapidinho o pau dele já ficava pronto pra mim. Em pé, ele me pegou de frango assado, socou forte, seu pauzão tocava meu útero, me fazendo miar. Depois disso, fiquei de quatro, que encaixe perfeito. Ele fodia com gosto, minha buceta apertava seu caralho, como ela gostava de sentir aquela piroca. Foi então que pedi para ele se deitar, rapidamente subi em cima dele. Cavalgar naquele caralho todo me deixava tesuda demais. Agora encaixando ele na buceta, esfregava meu grelo no corpo dele e seu pau invadia minha xana, tocando meu útero com a cabeça. Rebolava intensamente, feito uma putinha, ele dava umas mamadas nas minhas tetinhas dos biquinhos rosados. Estava uma delícia, pirados de tanto tesão, acabamos gozando juntos. Foi um orgasmo forte, gostoso, tesudo que terminou com muitos beijos.

Que potência, que fogo, que tesão. Descansamos um pouco até o sarro começar novamente. Agora de ladinho, ele me dominava. Enfiou seu caralho na minha buceta apertada e encaixamos gostoso. Minha xana melava muito, seu pau escorregava gostoso, num entra e sai de puro tesão. Ele colava seu corpo no meu, eu empinava minha bunda grande e o encaixe ficava ainda mais perfeito. Falava sacanagem em meu ouvido, ele me fazia muito mulher. Que macho gostoso eu tenho.

Pedi para ele me pegar de bruços, adoro essa posição. Amo sentir o peso do corpo do meu macho tesudo sobre o meu, me dominando, me possuindo, socando gostoso, batendo com as bolas na minha xana pequena, carnudinha e melada. Ele socou bastante. Saiu de cima, tornei a beijá-lo e tocar seu corpo, não me aguentei e desci para chupá-lo. Depois de muito devorar aquele pau com a boca, ele se levantou e iniciou uma punheta muito safada. Enquanto ele batia punheta, eu lambia seu saco bem gostoso, ele podia ver as curvas do meu corpo e meu rosto angelical mamando suas bolas. Ele acabou despejando seu leite todo em minha boquinha, quando gozou abri a boca e mostrei a porra toda, e num gole sá tomei seu milk shake de prazer.

Essa foi minha madrugada do prazer. Madrugada quente, com meu homem, meu macho, meu safado, que me deixa louca por mais uma dose.





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


aregasando a b da nbuceta carnuda comtos de sexo lesbicascontos eróticos miha mulhere fica masturbando vendo travestiContos os velhos chupam melhor uma bucetaconto erotico masticou minha buceta estrubocontos transex mobileContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistaContos eroticos sadomasoquismos so com maridos e esposas submisascontos de filho comendo a mae no carro do pai pra lercontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos no elevadorcontos meu marido nem percebeucontos eroticos menino arrombadocontos eroticos cdzinhacontos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gayscontos eroticos adoro sentir o gosto do amante delacontos eroticos gays com vaqueirosconto erótico nada ombinadocontos eróticos gozando na filha pequenacoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandecontos eroticos traindo na Lua de MelConto filha mete ai ai aiComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigovirei cadela contos gayschupando o pau e.lambendo o cinema caradia que dividi a cama com minha irmã contosconto erotico velha no cio dando buceta pro cachorrocontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavaloMinha bucha e grande dei muito em contos eróticoscontos eroticos eu transex e o elrtricista safadoWww.contoseroticosvirgindade.commulher faz strip antes de comecar zofiliacontos eróticos eu provocava meu primo novinhocontos eroticos agachada pra pegar frios no frezercontos um anjo de sobrinhaconto eu e meu marido fizemos suruba a forçaContos eroticos .eu usava uma sortinho indescente carro empuramdo estaca no cu da branqui.ha quostosaComtos empregados fodemdo a mulher do patraocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero verPorno conto casada no velorionovinha greluda e o ginecologista relatos reaisArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticocontos erotico gay comi meu pivetinhocontos eróticos padres heterossexuaisa foder a policial na rua contosfantasiarnrnhttp:www.swingbrasileiro.com.bralbum.phpestou ficando louco pela filha de minha mulher incestomeu pai comeu minha bucetinhaconto eroticofrutaporno sou casada mais nao fico sem fSexo contos visinhos virgindadecontos eroticos arrombando a gordadeixamos ela bebada e comemos gostosoContos erotico, sobrinho que pergou a tiamoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosconto erotíco fui sedusida nova e gosteicontos anal tio dotado tirou avirlésbicas chupando sopinhasfui desvirginada pelo meu namoradoconto tranzar com patraotia casada dando j cuconto porno puta suja de estradaconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhacontos meu tio pauzudo fodeu minha mulher e filhacontos eróticos a f*** demeu sobrinho gordinho e gay tetudobucetiha tihocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetransei com meu paicontos crossdressers no cinemaRelatos de sexo com primas novinhasContos eroticos de prostitutacontoseroticos madrastminha tia me convidou para jantarcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenotei que na hora que falei maridinho ficou de pau durocontos eroticos com mendingos