Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU TIO COMEU MINHA EMPREGADA

Meu tio e minha empregada casada.

Trabalhava numa empresa publica de telecomunicações, quando recebi carta azul, apás a sua privatização, como tantos outros colegas, que ficaram na rua da amargura. Tinha um bom emprego, com salário razoável e um padrão de vida bem confortável, com casa prápria, carro e duas lojas alugadas, que rendiam um dinheiro extra para as despesas.

Fazia parte dessa vida a Carmen, minha mulher e meu filho, na época com quatro anos, e uma empregada, que cuidava da casa e do meu filho. Cristina era muito querida e gozava de toda a confiança nossa, inclusive do meu filho de quem gostava muito. Era casada, não tinha filhos, talvez por isso fosse tão apegada ao Danilo. Minha mulher chegava do trabalho as quatro e meia e logo a Tina ia embora, às cinco. Meu tio, morava no interior de Goiás e veio passar uma temporada conosco para tratar de uma enfermidade. Suas consultas, exames e fisioterapia pela manhã e à tarde livre, ficava vendo tv. Assim era a sua rotina. Ele tinha 39 anos e Tina vinte e dois.

Um dia não estava passando bem e resolvi vir mais cedo pra casa. Morava no Cruzeiro, cidade satélite de Brasília, e trabalhava no Setor Comercial Sul. O trânsito não era esse inferno que é hoje e logo estava em casa, por volta das três da tarde. Morava no quarto andar, um apartamento bem amplo de quatro quartos. Abri a porta da sala e entrei. Não encontrei meu tio na sala, deu uma meia hora, me dei conta de que também não vi a empregada. Levantei da cama onde tava descançando e fui vasculhar a casa. Ao chegar nos fundos, ouvi sons diferentes do habitual e me dirigir rumo à área de serviços. Os sons vinham do quartinho de empregada. Mesmo assim imaginei que fosse a Tina fazendo alguma coisa. O som era diferente, gemidos, então fui mais cauteloso. Olhei pela janelinha e estava a safada sentada na cama e meu tio com uma senhora rola fora da bermuda. Ela segurava naquele troço e agasalhava a cabeça na boca, já que não aguentava enfiar toda na garganta. Acho que devia medir uns vinte e cinco ou mais. Mal de família, pois o meu mesmo mais modesto mede vinte centímetro e é bem grosso. O coroa mantinha os olhos fechados e apenas balbuciava para a morena chupar mais rápido: “chupa, safada. Ta gostando da minha jeba, ne, sua putinha ordinária. Chupa que quero gozar na tua boca”. E realmente ela demonstrava um prazer intenso. Lambia e chupava. Mordia com os lábios e dizia pra ele gozar na boca dela, que ela queria sentir o sabor do leite goiano. Ele ainda perguntou o que o corno devia ta fazendo naquela hora e ela cinicamente respondeu que trabalhando pra comprar comida. Meu tio parece que não cansava nunca e mexia como se tivesse fudendo a boca da puta. Ela pediu pra ele parar pois não tava mais aguentando o cacete na boca. Ele mandou que ela virasse e ficasse de quatro na beira da cama e deu umas lambidas na bunda e na buceta escura da vadia e meteu de uma vez o cacete, arrancando um AI!!! Bem alto da casada adultera.

O cacete ia e vinha na xoxota dela e chegava a fazer barulho, também das batidas da barriga do tio na bunda da empregada. Ora ele aumentava o ritmo e depois parava e ficava bem lento, era quando ela gostava mais e emitia gemidos e palavrões, xingando o velho de safado, puto, cachorro, fodedor de casadas e tudo mais, e isso aumentava o tesão do tio e ele aumentava o ritmo novamente.

Mexe, vagabunda, queu vou gozar na tua buceta. Vai sentir mnha porra lá dentro, mexe..... vou gozar, safada.......ahhhhhh, to gozannndo, piranha safada.

E gozou dentro da buceta da Tina, e ainda sobrou pra derramar sobre suas costas

Ainda deu uma palmadas bem forte na bunda da morena e disse “ vai se limpar, minha putinha, que amanha tem mais”

Eu também sair de fininho e fui tomar um banho para abaixar o fogo que me queimava e daí pra frente passe a olhar a empregada com outros olhos. Ela morou conosco por mais de cinco anos. Nesse período não precisei de outra puta, pois tinha em casa duas.



Célio Abrantes



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2pornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadasconto erotico de comi a amiga da minha filhacontos comadres lesbicasviajando com a sogra conto eroticoContos eroticos dei minha munher pro negãoContos dei para meu filho roludocomendo o primo e olhando pela janela treze aninhos muita orgia contosContos erótico genro pegando a sograavo peladas toda melada de maegarinaContos porno um gigante quase coube no meu cuzinhocontos eróticos lésbicas casada vira escrava da vizinhaGay fui mulher de um amigo negro contos eroticosfotos e vidio e contos eroticos estava sucegado em casa quando minha irmã começou a me procarconto titia e eu no banhocomendo cunhada depois de sarrasexo contos eu e meu filho adotivo fizemos sexotanguinhas usadas contoscomi minha mae na frente da minha vo contos eroticosContos eroticos... Minha sogra ouviu os gemidos da filhaminha mãe e minha avó junta conto eróticoconto erotico com padrastoporno lésbicas cuidado da minha mãe em contos meu pai viaja pornodoidoconto porno puta suja de estradaminha sogra/contoquero ver no boa f*** de mulheres com shortinho todo enfiado no rabocontos eroticos coroa abusadacontos eroticos fodida pelo deficientefui encoxada no tremnamoradinha virgem do amigo contos eroticosLóira safada narra conto metendo na coberturaContos pornos mendingosxv leke dormindo .com madrstapeguei minha sobrinha no colo e direi seu cabaço contosfotos de fodas de buceta gostosa do precinpio ao fim todas as coloca?.contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com vovocontos eróticos de negrinhas que gosta de fuder com homem brancos mais velhosconto erotico eu peguei meu pai comendo cu da nossa empregada na marranovinha teen sofrendo na mao do patrao pornoconto erótico Gabriela Cravo e Canelacontos eroticos prima 32nosKl contis eroticos com pastor da a minha igrejacontos gays abusadocontos comadres lesbicascanto de esposa e cornos na academiacontos sobrinho moreno loiracontos eroticos gay problemas mentaiscontos de gay passivo dando pro machocontos o namorado da minha maepequenina conto eroticocontos eroticos arrombando a gordatirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandeflagrei meu pai cheirando minha calcinha nijadacontos eróticos do marido e sua esposaContos eroticos dei minha munher pro negãocontos eroticos ai ai ai mete safado2amigas fodendo muito com o primo e fixandoconto etotico com poneiContos travestis com mulherclimax contos encoxando a.mae dormindoContos eroticos gay timido gatocache:Ivt619KDxEcJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_7_incesto.html contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de relatado por mulher de corno e viadoaregasando a b da ncontos eroticos meu cunhado de cuecafilm caseiro mulhe casada zoofiiliaa trois com minha cunhada contos de mulheres ninfomaniaca por sexocontoseroticos primo transou com a prima e ela ficou gravidacontos gay sentou no coloConto herotico lesbica entre mãe e filhinhacontos eroticos paulo e bruna parte 2contos eroticos meu priminho gordinho