Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VERIDICO - DUAS LOIRAS VIRGENS DO CUZINHO

Meu nome é Renato, sou moreno 1.78alt 85kg, cabelos curtos, olhos castanhos escuros, 29 anos, modesta parte sou muito bonito, a experiência maravilhosa aconteceu em Janeiro de 2005, na praia de Guaratuba ( Litoral do Paraná), quando fui passar um fim de semana,no hotel Rota do Sol, hotel beira mar, sozinho, pois andava cansado da rotina do dia a dia em Curitiba,em uma tarde decidi caminhar um pouco no calçadão beira mar, local de movimento, pessoas bonitas, barzinhos, point da galera, entrei em um bar qualquer pedi uma cerveja, e fiquei em uma mesa em um canto apreciando a paisagem, quando senta na mesa ao meu lado uma loira linda, sozinha, calção apertado, top sem sutiein, pernas roliças, cabelos longos, pediu uma caipira ao garçom, que prontamente lhe serviu, tomou a sua caipira, quando acabou, pedimos uma cerveja ao mesmo tempo, nos olhamos e rimos, com essa situação começamos a conversar, pedi para que ela sentasse junto a minha mesa, ela recusou e solicitou para que eu sentasse em sua mesa, nos apresentamos, seu nome é Vanessa, 25 anos, lindo nome,começamos a conversar sobre o local, o calor que estava fazendo, ela perguntou onde eu estava hospedado? porque eu estava sozinho?E assim também foram as minhas perguntas, ela também estava sozinha nesse dia, pois sua prima chegaria no final da tarde, e estava hospedada na casa de sua prima, local proximo ao Morro do Cristo (local movimentado), tomamos mais algumas cervejas, e ela me convidou para tomarmos um banho de mar, pois o calor era insuportável, cruzamos a rua sentido a praia, quando estávamos na beira da praia, ela parou e tirou seu calção, que visão maravilhosa, bunda e pernas torneadas, com pelinhos loirinhos que brilhavam no sol, eu tirei minha camiseta, ela pediu minha mão e entramos no mar, ela se arrepiava toda, quando molhou seu top, ficou transparente e os bicos dos seus grandes seios estavam durinhos, fiquei de pau duro na hora, quando ela percebeu a transparencia de seu top, me pediu para abraça-la pois a praia estava movimentada, prontamente eu obedeci e encostei o pau em sua coxa ela com olhar malicioso ela falou, nossa que volume voce tem aí,eu não estava mais aguentando meu pau ja estava doendo de tanto tesão, também não era para menos, uma semana na seca, entramos um pouco mais a frente dos banhistas, pois eu estava de calção de banho e e não seria legal sair da água naquele estado, ficamos abraçados por uns 19 minutos, rimos brincamos, e ela fazia questão de se esfregar para me procar, eu ja estava ficando louco, como estávamos em um local mais fundo ela abraçada em mim, cruzou suas pernas em minha cintura, assim esfregando aquela bucetinha no meu pau, ela começou a gemer baixinho, coloquei minha mão em sua bunda e por baixo do buquini encostava em seu cuzinho, ela tirou meu pau para fora do calção por baixo da água, e esfregava em sua xaninha, os banhistas ja estavam percebendo a movimentação, ela me convidou para ir até a casa que ela esta hospedada, eu recusei, pois sua prima chegaria à qualquer momento, convidei-a para irmos ao hotel, ela aceitou e fomos caminhando pela praia, quase sem conversar, eu não estava acreditando no que iria acontecer, chegamos no hotel, po volta de 16:30hrs eu abri a porta do quarto, e rapidamente puxei ela pelos cabelos, dando -lhe um longo e molhado beijo, apalpando aquela maravilhosa bunda, ela me jogou na cama e tirou seu top ( pulando para fora aqueles seios apetitosos), tirou seu calção e subiu em cima de mim me beijando eu ja estva quase gozando, tirei ela de cima de mim, e fui em cima dela, tirei seu biquini, e me deparei com uma bucetinha lizinha, rosadinha, sem demorar caí de boca, chupava aquela buceta toda, mordiscava seu grelinho, antes dela gozar enfiei um dedo em seu cuzinho, e voltei a chupá-la, ela escandalosamente gozou, me empurrou, tirou meu calção de banho, e começou a chupar meu pau, olhava para mim com um olhar de satisfação, colocava meu pau inteiro na boca, chupava com maestria, virei-a para fazermos um 69, ela estava delirando com minhas chupadas em sua bucetinha, não aguentando mais de tesão ela sentou sobre meu mastro, e começou a cavalgar lentamente, enquanto eu chupara seus seios, eu dava tapas em sua bunda, chamava-a de vagabunda, piranha, ela delirava, coloquei o dedo em seu rabinho, ela gemia alto, e rebolava demais, tirei o pau de sua buceta, fiz ela chupar novamente, coloquei-a de quatro e voltei a chupar sua buceta toda molhada, ela implorava para que eu a fodesse, coloquei em sua buceta novamente e bombava olhando aquele cuzinho piscando, aquela bunda espetacular, ela gozou novamente, tendo espasmos, e com respiração ofegante, eu não parava de socar, ela pedia mais, dizia que nunca havia conhecido ninguém con tanta disposição, tirei meu pau para fora e fiz ela chupar novamente, ela chupava e eu tocara uma siririca para ela, fiz ela ficar em pé apoiada de frente para a parade, e voltei a socar em sua buceta enquanto apertava seu seios, falei em seu ouvido agora vou comer seu cuzinho, lambi toda a sua bunda, seu cuzinho e sua bucetinha, ela pediu para que eu ir devagar, pois nunca havia feito sexo anal, pedi para que ela continuasse em pé, ela arrebitou sua maravilhosa bunda, eu encostei na portinha do seu cuzinho rosado, ele piscava come cei a empurrar lentamente, ela gemia forte e empurrava sua bunda para tras e dizia esta doendo muito, mas não para que dorzinha gostosa, fode esse cu, me rasga inteira filho da puta me come me come, e gozou muito escorria por suas pernas, eu socava mais e mais, ela sentou-se na cama pois suas pernas estavam moles, fiz ela chupar meu pau com força, avisei que eu ia gozar, ela segurou com mais força puxava meu pau contra sua boca eu enchi sua boca de porra, ela cuspiu tudo de volta em meu pau e chupou tudo novamente. Fomos tomar um banho, com muitos beijos e carícias, logo apás sua prima ligou avisando que ja estava em casa, Vanessa pediu para que fosse buscá-la no hotel, pois gostaria de me apresentar para ela, tiramos um cochilo, logo sua prima ligou novamente informando que ja estava em frente ao hotel, fomos em direção ao seu carro, quando sua prima nos avistou ela saiu de dentro do carro com um belo sorriso, abraçou a Vanessa, que nos apresentou, seu nome é Vania, uma loira de 23 anos baixinha de seios firmes trocamos algumas palavras e Vania nos convidou para irmos até sua casa, pois queria tomar um banho, entramos no carro e fomos, chegando na casa, a Vania começou a perguntar como nos conhecemos, onde eu morava, e essas coisas, tumamos algumas cervejas, e Vania foi tomar um banho em sua banheira, eu e Vanessa ficamos na sala trocando beijos e nos acareciando, momentos depois Vania chamou a vanessa até o banheiro, conversaram e riram por uns 5 minutos, Vanessa retounou à sala totalmente nua, pegou-me pela mão e fomos até o quarto, com a porta aberta, ela abaixou minha bermuda e começou a chupar meu pau passava a lingua em toda a extensão, chupava sem pressa, então ela falou; hoje voce tera uma surpresa, imaginei mais uma surpresa? Deitei na cama e ela voltou a chupar meu pau, passava ele em seus seios lentamente, quando percebi a Vania estava nos assistindo, e perguntou se poderia participar, Vanessa olhou para mim e disse; essa é a surpresa, Vania deixou cair a toalha e veio em nossa direção, deu um beijo em Vanessa, e falou, ele tem um lindo e apetitoso CARALHO, vou chupar ele todinho, e caiu de boca no meu pau enquanto vanessa lambia sua buceta, logo as duas estavam me chupando, deitei Vania na cama e comecei a chupar aquela minuscula bucetinha, enquanto Vanessa sentava na cara de Vania para ela chupar, comecei a socar sem dá na buceta de Vania, era apertadinha, Vanessa veio em minha direção e falou em meu ouvido que havia contado a sua prima sobre sua experiência anal, e que Vania ficoi interessada, pois nunca havia dado o seu rabinho, eu continuava socar, Vania gritava de tesão, eu tirava o pau da buceta de Vania e fazia a Vanessa chupar, pedi para ver as duas se beijar novamente, deitadas na cama, deitaram e começaram se amassar eu olhava aquilo e me masturbava, chupava a Vanessa, e socava em Vania, apás virei Vanessa de quatro, e peguei um creme que havia em cima do criado mudo Vania sentou em cima da cara de Vanessa para chupar sua buceta, era uma visão expetacular, peguei o creme passei no meu pau e coloquei novamente na entrada do cu de Vanessa, ela empinou bem a bunda em relachou deixando meu pau entrar todo dentro daquele cuzinho, eu chingava, dava tapas fortes em sua bunda ela estava quase gozando, quendo Vania falou agora é minha vez, colocou-se de quatro, eu passei mais um porco do creme em meu pau e Vanessa guiou meu pau até o cuzinho de Vania, comecei a colocar be lentamente, vania sentia muita dor, vanessa chegou proximo ao ouvido de Vania e falou calma, relaxa, tirei o pau do cu de Vania deitei na cama e Vanessa sentou em cima guiando o instrumento até seu cuzinho, ela rebolava no meu pau, enquanto Vania sentava na minha cara, novamente Vania decidiu me dar o cú, estava louca para sentar nele, ela veio por cima e com jeito encaixou a cabeca pa portonha do cu e sentou bem devagar, eu chupava e buceta de Vanessa enquanto ela beijava Vania, ficamos assim por um bom tempo, coloquei vania novamente de quatro, soquei todo meu pau em seu cú, ela deu um grito, mas não era de dor, eu socava violentamente em seu rabo até que ela começou a gozar, gozava como louca, caiu exausta, Vanessa falou que ainda não havia gozado, fiz ela se escostar novamente na parede e comecei a socar em sua buceta, socava forte, ela gemia muito e avisou que havia gozado muito, vania exausta começava a se recompor veio em nossa direção e abria a bunda da Vanessa para ver meu pau entrando e saindo daquela buceta, Vania pegava meu pau chupava um pouco e colocava na buceta de vanessa, eu falei que queria gozar dentro do cu de Vania, prontamente, vanessa, pediu para que eu gozasse em seu cu, coloquei ela de quatro na cama e soquei em seu rabo, ela pedia mais, e mais, Vania estava de quatro do meu lado se masturbando eu com dois dedos em sua buceta, vania pediu para chupar meu pau, eu deixei, engolia inteiro, vanessa também chupava não resisti e acabei gozando dentro da boca de Vania, que chupava com muito volúpia, gozei demais, e ficamos os três estendidos na cama, logo levantei e fui tomar um banho, quando voltei do banho as duas estavam se chupando novamente, e por minha sorte começou tudo novamente...





Essa historia é verdadeira.

Mulheres, que queiram uma duversão me escrevam;

[email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico fui fudida em uma lan housecontos de mulheres ninfomaniaca por sexoconto levei um comedor pra minha esposacontos eroticos de casadas d rio grande do norteWww.garotinhasafada.comeu minha esposa e uma puta contoContos erotico eu e minha tia no jogo da garrafaconto erotico com tia gravidaninfetas cor de jambo no video mobileCasadoscontos zoofilia gia de abusando no metrominha cunhada gosta de piroca grossa,contos e relatos eroticoscontos eroticos teens eu baixinha i peituda com meu tio no carrover contos erótico mãe gordinha concebido gostosa s*****como enfiar caralho na conaComi uma porca no cio contoscontos mulher casada da o cu pro cãocontos eroticos cornossobrinho dopa sua tia historia eroticacomo supa a boceta ligada tonadocontos eróticos no cu com cachorrocontos eroticos estuproscoroas de bucetas grandes conto eróticoscontos dando banho no meu filhinho chupei o pintinho delechupando pintaoooconto erotico como convenci a minha enteada novinhaconto erotico da desvirginadasou a putinha da familia do meu marido contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteFilinha chupa pau do papaiaconto eróticosde mendigocontos tia me devesequestro e muitas lambidas no greloContos eroticos de mulher casada de manausconto erotico eu de toalha com meu cachorrocontos eróticos o filho do caseirocomendo cunhada depois de sarraconto erótica- meus amigos fuderam minha noivadeixa eu botar meu pau na sua bandeirinha conto eróticoContos sexo com pai da amiga e engravideirelatos eroticos minha descobri que era corno foi arrombadaViciado em sadomasoquismo fodi minha pequenininha a força contos eroticosContos erótico minha maninhaContos eroticos no sitio mas meu cunhado safadotive que comer a esposa do meu amigo contos eróticosContos o cu do gayscomto mesmo falando que era casada o policial me comeuContos eroticos de pai e filhinha pesadoscontos eroticos casada infelizconto o velho pauzudocontos horoticos verdadeiras pelotascontos eróticos com mulher vizinhasou puta do meu cachorroConto gozei dentro da lilianeContos eroticos assanhadasArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contosvideo porno no cinema julio dantascontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netascontos esposa me amordaçou conto foda com cachorrocontos eroticos dormindocontos de incesto pais deflorando filhascontos eroticos meu primo mauricinhomulhe cagando contonovinhas e tao depravadasContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadoContos pornos-esporrei na comida da cegaconto erotico cunhada doente mentalContos eroticos vizinha ve vizinho de pau durocontó gratis o roceiro chupou minha buceta