Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA GAROTINHA

A muito tempo vinha eu tentando conduzir minha garotinha (esposa) a participar de um sexo a três, quatro ou mesmo uma festa. Porem moça de interior com ar de dona de casa jamais aceitou e falou que aquilo seria um sonho que eu jamais iria realizar. Mas o sonho dela era ver um sexo ao vivo igual a esses de filmes pornograficos. Fiz então o que ela queria e em uma linda noite a levei a uma boate na cidade práxima e apás o espetaculo pude perceber que ela estava muito excitada, mas fiz de conta que não percebi, no caminho pra casa passamos em uma choparia e começamos a tomar umas e outras e quando já estavamos indo embora aparece um rapaz nos pedindo carona. Apesar de não podermos confiar hoje em dia nas pessoas olhei pra minha esposa e ela achou que nada poderia acontecer de mal, pois o garçon alegou que conhecia o rapaz. Saimos então da choparia e o rapaz se apresentou como Roberto, sentou no banco de traz e começou a conversa com a gente entre os bancos. Parei o carro em um posto de gasolina alegando uma ligação e fui até um telefone publico, fiquei observando que Roberto afastou-se e encostou no banco trazeiro, mandei então uma mensagem para o celular de minha esposa com o texto "passa para o banco de traz e seja feliz, pois ti amo muito". Quando voltei para o veículo e começamos a sair o telefone dela recebe a mensagem e então, pra meu contentamento e até sei lá o que, pois o tesão já subia cerebro a fora, ela pede para que eu pare o carro no acostamento, me da um beijo e com infantilidade ela fala "não conta jamais pra ninguem", dei um sorriso de felicidade ela me deu outro beijo bem gostoso e falou não sei se vou me sair bem, mas vou fazer o possível principalmente por você. Ela então pergunta do lado de fora do carro pra Roberto se pode entrar, ele sem entender o que se passava afastou para o canto e ela sentou-se, os dois ficaram timidos e calados, aumentei um pouco o som do carro colocando uma musica bem suave e gostosa da Roxete. Roberto percebeu o que estava acontecendo e falou! nunca fiz isso mas gostaria muito, continuei dirigindo e olhando pelo retrovisor o que acontecia no banco de traz do carro. Ela o beijou no pescoço passando a lingua, ele logo de imediato retirou sua camiseta ficando apenas de calça, com um volume enorme. Ele pegou ela e a beijou quase que a força, ela não queria temendo que eu poderia ficar com ciumes ou coisa parecida. Continuei dirigindo, ele começou a tirar a roupa dela deixando-a completamente nua no banco do carro, com os peitos durinhos e suas perninhas grossas a mostra, além de ser muito linda de rosto. Roberto, diante daquele pequeno monumento de apenas 1,55m de altura ficou louco. Ele desceu a calça até os pés e acomodou-se no meio do banco, momento em que pedi para que eles acendessem a luz interna, fiquei de cara com o tamanho do instrumento minha garotinha mais ainda, ela então colocou um terço do menino na boca, passando a lambe-lo fervorosamente e punhetando aquela enorme peça. Acostumada com apenas 15cm ela ficou nervosa pude perceber mais tentou encarar assim mesmo. Depois de muito tempo chupando e sem querer largar. Roberto, percebeu o que acontecia e então meio descontrolado a puxou para cima e a abraçando começou a tentar penetra-la, ela não resistia e se entregava mas a medida que o instrumento entrava ela gritava, sendo seus gritos abafados por beijos de Roberto e pelo som do carro que eu havia aumentado um pouco mais, ficando apenas seus gemidos e seu choro. Pensei em interfir mais o que fiz mesmo foi parar o carro e começar a tocar uma punheta, me virando para traz e percebendo realmente o quanto era grande aquele instrumento. Que Roberto já louco e percebendo que iria gozar retirou o enorme e afastou para o canto do banco e colocou ela então para engolir seu mastro que já começava a gozar, me avisando que estava com o dedo enfiado no cuzinho dela, ela então fez uma coisa que jamais tinha visto, engoliu todo o leite derramado. Roberto, passou a dar uns tapinhas na cara dela e de chama-la de safadinha, ela é logico ainda com aquela torre boca adentro. Resolvi sair com o carro, e os dois se vestiram e chegando na avenida principal Roberto desceu e deu um beijo e um tchazinho para ela esquecendo da minha pessoa que estava dirigindo. Ela desceu e passou para o banco da frente e falou "o que você achou?" deu um sorriso e disse coisa de cinema, ela me disse adorei, so não gostei dos beijos. Mais uma vez ela me surpreende dizendo estou com um cartão dele e vamos sair mais uma vez nás três, sá que quero você também e quero uma penetração dupla, foi quando passamos por baixo de um poste e pude ver que seu rosto ainda estava todo melado, corrir pra casa e antes que ela tomasse banho pedi um boquete igualzinho e ela não se fez de rogada chupando meu pequeno mestre e quando comecei a gozar retirei de sua boca e terminei de lhe sujar a face, ela deu um sorrozinho e foi pro banho, que loucura, agora estou esperando ela fazer o novo contato com Roberto para que eu possa narrar pra voces a nossa práxima aventura. JB

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de machos q experimentou um boquete no primoconto xoxota novinharelatos eroticos de lesbicas minha mulher e outracontos tia da banho em sobrinho.contos eroticos minha mulher apanhaconto porno gay putinha de várioscantos erotico casada com lixeiroamiga cusudas da escala ensito o dotadodois primos durmino juntos a foda rolouminha namorada perguntou se eu era gay contoconto chantageei minha irma evangelicacontos menina do papaiContos eróticos mãe e filho cu regacadoTenho um cuzinho guloso contos eróticosContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiaespiando asmininas trocando de roupas pornoconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duascontos eroticos comi minha sogra evangélica maduracontos eróticos ele sempre me molestavacontos eroticos ela come porracontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maetransei com meu paicontos eróticos esposa de bebado não tem donohomem gritado de dor porno abertando suas bolascontos minha esposinha tomou uma varetadacunhado encochando contoscontos eróticos relatados por mulheresconto erótico viadinho usa shortinho de lycra e calcinhacontos a pica do comedor pingandoconto eroticos sem maldade senti que os dedos tocavam minha xoxorapapai mim comeu contosnegrosfudedo gay novinhocontos eróticos irmão mais novoconto enteada cabacocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erodico com mae gostosaEsposa puta pagou a conta contosconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem doconto erótico trabalhando numa crecheContos comi mae bebadaTia perucas com a calcinha rnfiada na buceta gozadacontos/fudi tia e primascontos eróticos irmão mais novocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher fudeu com o parceiro da quadrilha contocontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cusexo grupal flagrante incesto usando calcinha contoscontos da amiguinha que nos dava a bundinha na infânciacontos eroticos so no cuzinhos das meninascontos eróticos trair namorado atrãonem peitinho teen grita na pau do voconto erotico com comadre pintelhudaminha esposa com dois negros dotados contos e relatos eroticos com fotoscontos er¨®ticos cu da estudante novinha de Fortalezameu cu ficou rasgado e sangrando contoscontos eroticos rasgando rabo da gordinhaContos gays de cinta liga e fio dentalcontos de esposas putasmalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadaconto erótico irmão vomitou roupacontos eroticis sexo bucetinha e cu no estradacontos eroticos mullher carecacontoseroticos fiz chantagem com minha chefecontos eroticos arrombando a gordaconto erotico meu aniversario comi minha sogra e minha esposacrente viciada em engolirprimeiro adulto contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentechupando seios contos eroticoswww.ver contos eroticos de professoras gostosas ruivas de 20 ate 30 anos tranzando com seu alunos de 16 a 19 anos de idadeconto erótico de mãe transformando filho em mocinha