Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA JAPONESA - KIT GOSTOSURA

Minha japonesa...Kit gostosura



Meu nome é Ricardo (Rica), e este conto se passou a um ano numa bela cidade do sul. Sou casado, alto, olhos verdes, corpo pro gasto.

A minha paixão são as mulheres japonesas, sim como eu as amo, venero e adoro. Tenho boa amizade com famílias de japoneses, e em uma especial tem uma japonesa que pra mim é demais com seu Kit gostosura, que sá as japinhas têm, ela se chama Akiko, tem cabelo curto liso e preto, aqueles olhinhos puxadinhos, a boquinha pequena, pele branquinha, baixinha, magrinha, aquele jeitinho delicadinho de gueixa, tem aproximadamente 51 anos, o marido há mais de 19 anos no Japão, tudo nela me encanta.

Sempre que vou na casa dela, o pensamento é sá um, COMÊ-LA. Nunca fui muito a fundo, por amizade e respeito para com ela e os seus, mas uma indireta aqui outra acolá, sempre dei, e ela sabe que eu gosto dela e a desejo, pois varias vezes quando na sala conversando, ela me pegou olhando fixamente para o meio das suas coxas, e então ela colocava uma almofada do sofá, no colo, e ai eu tirava os olhos e ela sorria. Até que um dia, no serviço minha esposa liga e pede se quando voltar levaria a Akiko para sua casa, pois ela estava lhe ajudando com alguns bordados, claro que disse sim. E já comecei a pensar numa cantada para degustar o meu Kit Gostosura, pensei, pensei, melhor mesmo é falar a verdade na "lata".

Cheguei em casa, me banhei, enquanto elas terminavam os bordados. A minha esposa disse que ia ficar para ir adiantando o jantar, e assim fomos. Já no primeiro sinaleiro, eu comentei que ela estava muito bonita e gostosa, e fiquei esperando a reação, pois nunca tinha falado assim, ela sorriu e agradeceu, e com meu coração super acelerado, pois naquele momento estava em jogo muita coisa, até o meu casamento, mais alguns segundos de silêncio, e falei na lata:-"AKIKO, EU GOSTO MUITO DE VOCÊ, E QUERO FAZER AMOR CONTIGO!" Pensei: Pronto, a cagada tá feita. Silêncio. Conduzi o veiculo por mais algumas quadras, sá silêncio. então parei, desliguei o motor, e olhei pra ela, estava chorando, comecei a me desculpar, pensando, a casa caiu de fato, então ela colocou sua mãozinha na minha boca, e disse: "Sim... eu também quero". Ufa, fiquei extasiado, alegre, feliz, etc...

Aquele seu jeitinho recatado típico de mulher japonesa, estava ali presente naquele momento, e então com ternura e carinho, sem pressa nos beijamos, coloquei a língua na sua boquinha, ela retribuiu e chupou gostosamente minha língua por alguns minutos, como é gostoso vc colocar a língua pra fora e a mulher chupá-la, minha pica ficou louca dentro da calça, dando piparotes, mas nada de pressa, eu e ela estávamos nos curtindo, beijando e chupando nossas línguas e bocas, deslizei lentamente a mão sobre suas tetinhas molinhas mas muito bonitas e macias, ela olhou pra mim e sorriu delicadamente, puxou as duas tetas pra fora da blusa e com as mãos ofereceu-as pra mim, ah... que gesto lindo, sedutor e tesudo .... abaixei a cabeça e comecei a beijar, e a mamar feito um neném, nossa eu estava atordoado de prazer e tesão, o sabor das tetas de Akiko era maravilhoso, a pele macia, os bicos durinhos, chupava e estalava a língua, lambuzando de saliva as duas tetinhas, enquanto ela me acariciava minha cabeça e murmurava: " Isso meu amor, chupa gostoso, mama bastante nessas tetinhas que são sá tua, vai mama, mama, assim, que delícia...". Então levantei a cabeça, ela olhou-me nos olhos e disse: " Eu te amo Rica, e sim, quero ser tua amante para sempre, quero muito dar para você." Nos beijamos gostosamente, meu pau estava duro, querendo estourar a cueca e calça, peguei sua mão e a coloquei sobre ele, ela o apertou por cima da calça e deu um gemido de felicidade, sugou minha língua e disse: " quero que você coma minha boca com esse pintão lindo e gostoso." Eu rapidamente baixei a calça e cueca, e Akiko sorrindo de alegria ficou contemplando aquela pica dura com a cabeça vermelha e brilhante, então tocou suavemente com sua mão esquerda, e esfregou aliança em toda a extensão do pênis, abaixou-se e com um beijo suave e delicado na glande começou a engolir meu pau, e com a mão direita acariciava as bolas, apás alguns segundos, levantou, reclinou o banco totalmente para traz, e disse:" Vem, fode gostoso com tua tora magnifica, essa boquinha que a partir de agora é sá tua." Eu obedeci de imediato, subi sobre seu rosto, e comecei um vai-e-vem gostoso e forte naquela boquinha japonesa linda, macia, quente, molhada e apertada, meu cacete ia até o fundo da garganta, eu espremia todo meu ventre e bolas na cara dela, que arregalava os olhinhos puxadinhos e gemia de prazer, dei uma pausa tirando da boca, ela respirou um pouco com a saliva escorrendo pelos cantos da boca, e também pelo nariz, os olhinhos lacrimejando de felicidade, ela sorrindo pediu para mim não parar e encher a boquinha dela com meu leitinho, sendo assim eu voltei a enterrar com força minha verga na sua boca, até que quando num lapso de segundos, quando Akiko acariciou meu ânus com o dedinho de sua mão esquerda, eu não aguentei e num urro de prazer e felicidade esporrei na sua boca e garganta, que para minha surpresa e deleite engoliu tudinho, lambendo meu cacete e olhando para mim abrindo a boca e mostrando que tinha tomado todo meu líquido precioso e delicioso, massageando sua barriguinha dizendo que estava todo dentro dela.

Então, beijou meu cacete, e disse: "Vamos, querido, tenho que chegar em casa e fazer o jantar para meus filhos, e a tua esposa também o aguarda." Sai de cima de seu rosto, não sem antes esfregar mais um pouquinho o pau no seu lindo rostinho, que foi retribuindo com beijinhos e afagos, ajeitei a cueca e calça, colocamos o cinto de segurança, e seguimos o trajeto felizes e nos acariciando, ela com a cabeça encostada no meu ombro com um sorriso de pura felicidade como eu também estava.

E foi assim que tudo começou, somos amantes apaixonados desde então, e sempre que nos encontramos, seja onde for, sempre damos um jeitinho de nos comer.

Março2007

[email protected]







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos filha e pai apaixonadoscontos travesti transando com cachorro filazoofilia garota de programa asustada com pauza do cavalo boneiconto porno puta suja de estradacontos eroticos sobrinha inocente na sacadafiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contoscontos eroticos, meu sogro come minha esposacontos eroticos de pai obrigando filho a foder com.outros homecontos eroticos ela come porraconto gay teencontos eroticos zoofilia gay usando calcinha e sainha da irma dando tinsobrinha pegar mae simastubando com amigahistoria de contos eroticos com pasteleirocontos eroticos nas prostitutas com mendigoscontos eroticos rasgandocontos de homem que comeu a sogra e a esposacontos corno empretei minha mulher para traveti e fikei vendocontos eróticos sobre filha bucetudaContos eróticos teens gays filho adotivo comendo pai adotivomulher só de fio-dental e buchudo querendo transando com homemcontos de gay passivo dando pro machocontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochilotitiocolocadevagarcontos eroticos com fotos mulher casada traindo corno gozada empresario chefeconto de dei o cu para uma pica grande do meu patrão que me rasgoucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo com velhos babõesconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos comi o cu da crentepraia guaratuba contos sexotravesti Juliana de primo metendosubi a saia da e comi minha empregada vadiacontos eroticos de primos com primas que engravidamconto erotico desconfiei de minha esposaconto erótico meu sogro bem dotadocomeu familia toda conto eroticocontos eroticos arrombando a gordavídeos pornô muller que esta usando vestido de veludo analtirei o c******** da minha enteada Camilamae e filha com vibrador na buceta contos eroticoscontos eróticos meu amigo me fez corno e também me comeupegado carona um casal com camionero contos eroticocontos dei a xota pro mendigocontos eróticos irmãos paicontos de danadinhas com homens casadosboafoda foi dormi com colega tomo feroporn dpois de ir a padaria com o visinhoRoseli gemendo com pau na b*****Contos eroticos estava de calcinha fio dental e fui fudida pelo mendingoComtos casadas fodidas pelos amigos do filhobucetinha piquinininha de adolecente pretinha escorrendo arregacadacontos lesbico meus pais viajaramfada do sexo morena de xorte gem apertado volume da bucetagostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecontos eróticos traficanteComeu marido viado e a esposacontopalhia de calcia preta nuaconto lesbico porque ela mim olha assim sao miguel?conto filha novinha com pepino no cucontos d zoof pegei minha sobrinha c um cachorrobunda enorme calcinha rendinha vai cuzudacontos gays festa de inauguacao do cuinhose eu deixar no seu sobrinho como é lá dentro da piscina e gozar na sua caramasagista se marturbando no meio do espediente porcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto real levei minha mae para ficar com um travesticontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos amorosa amigaconto de sexo com uma mendiga novinha que chorou com a pica bo cucontos eroticos arrombando a gordadeserto conto heterotenho maior tesão pela minha tia velha contos eróticosesposa liberando para amigos no acampamento contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos coroas terceira idadecomo faxersexooral