Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMINHO DO PIQUE ESCONDE

Nunca imaginei que meu priminho fosse tão gostoso até o dia em que cheguei na casa dele e lá estava ele; lindo, moreno, saindo do banho enrolado na toalha. Já havia visto essa cena mil vezes, mas creio que os meus 19 anos recém completados ajudaram a vê-lo com outros olhos. Dali em diante eu não perdia uma oportunidade de visitar minha tia sá pra ver o Rafael.... sempre arrumava algo pra fazer, até mesmo porquê morávamos perto então não era difícil dar uma passadinha lá todos os dias. Mas o melhor mesmo eram as noites de sábado. Nossa família sempre foi muito unida e os primos criados como irmãos, sempre juntos; ao sábados nos reuníamos na casa da mãe do Rafael onde os adultos jogavam baralho e as crianças brincavam de pique pela rua. Mesmo já crescidinhos, eu e Rafael preservávamos essa tradição, até porquê tínhamos que tomar conta dos menores. De vez em quando eu dormia lá pra ir na missa logo cedo com titia.

Em um desses sábados o Rafael veio se esconder junto comigo atrás do muro. Enquanto esperávamos ele foi se aproximando, disse q meu perfume era gostoso e começou a me acariciar as pernas. Senti um arrepio na espinha e fechei os olhos pra curtir aquele momento... a mão dele deslizava sobre meu pescoço, ia descendo sobre meu colo, foi chegando devagar nos seios quando meu irmão de 6 anos grita: Achei vocês! Naquele momento entendi porquê irmãos pequenos são um castigo!

Fiquei o resto da noite olhando pra ele, procurando uma oportunidade pra continuarmos mas.... nada! Voltei pra casa a contragosto pois minha mãe iria precisar de ajuda e resolveu adiar a missa pra noite. Na semana seguinte era feriado e viajamos, quando voltamos tudo o que eu queria era vê-lo mas já era noite e o jeito seria esperar.

Foi na segunda feira que finalmente aconteceu. Houve um acidente com um amigo da família e todos tiveram que ir visita-lo, ficamos poucos em casa, como sempre na casa de titia. Nossa avá se encarregou de vigiar-nos, tarefa não muito difícil. Os pequenos dormindo, Rafael entra no quarto, me pega pela mão e me leva até o fundo do quintal... Havia um quarto de empregada lá, não estava muito arrumado mas isso era o de menos.

Logo que entramos ele me abraçou forte, me pegou no colo e foi me levando pra cama.... Seus lábios vieram com suavidade de encontro ao meu para um beijo carinhoso. Foi então que senti o volume entre suas pernas e minha respiração começou a acelerar, meu sangue esquentava e sentia tonturas deliciosas. Aquela boca era tão deliciosa que nem pensei duas vezes: agarrei-o com força pra junto de meu corpo e beijei-o com toda a energia que sentia em meu corpo. Ao ver meu descontrole ele se afastou um pouco, deitou ao meu lado e disse: “ Como é sua primeira vez vou te ensinar como sentir todo esse prazer o maior tempo possível, assim você sempre vai querer mais e mais.”

Concordei e logo ele começou a tirar minha camisola, beijava-me e mordiscava minhas coxas, até que chegou em minha virilha... não entendi direito o que ele pretendia até que passou sua língua em meu clitáris de uma maneira tão maravilhosa que não pude conter um gemido. Ao ver que eu havia gostado ele continuou com mais vontade ainda, e eu ficava louca, me remexia toda, parecia que ia explodir. Foi quando então ele parou e disse que ia me ensinar a fazer o mesmo com ele, que eu não precisava ter medo. Não tive medo, do contrário, aquele membro ereto na minha frente, todo lambuzado me deu um arrepio mais forte ainda. Com a ajuda dele aprendi a passar a língua devagar na cabeça, depois coloca-lo todinho na boca, tomando cuidado pra não arranhar com os dentes. A cada vez eu ia mais fundo, e ele gemia também. De repente ele parou e disse: ”se eu continuasse iria gozar na tua boca e você poderia não gostar; vamos brincar de outro jeito.” Sentou-se na cama e me deu colo, de modo que eu sentisse todo ele dentro de mim e ao mesmo tempo pudesse beija-lo. O tesão era tamanho que não senti nenhuma dor, gozei várias vezes sentindo o vaivém daquele priminho maravilhoso metendo em mim. Ficamos ali a noite toda, sá voltamos pra casa quando o dia amanheceu e dali em diante nossas brincadeiras foram bem melhores que pique esconde. Mas isso já é uma outra histária...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


planta sexo chupa seio gozocontos eroticos arrombando a gordafragrância zoofilia caseiro contos de gay passivo dando pro machoContos d mulheres violadas por flanelinhasconto erotico viado vai pro baile funk e da o cu pro travesticontos eróticos sobre sobrinhabucetudachupar pau grabde e duro contoscoroas ensaboando cacete do jovenContos tomando porrao que acontece se ficar com penis infiando 30hora parado dentro da bucetasexo gay okinawa ufa papaieu menino e meus três primoscontos com letras grandes , a rabuda e os dois travecosa mulher do pasteleiro contohistoria erotica meu marido.cm meu sogro e dei.cucontos de conchinha com a irmaContos eroticos trai meu marido com travesti bem dotadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteodiava o marido da minha prima parte2 contos gaycontos erótico de primo trazendo e gozando na bocitinha e no cuzinhocoroa de 40 carentefomos surpreendidos no carro contoscontos aposta game perdi e fui viadoassistir vídeo de pornô a tia chega a pesar em casa jogar e o sobrinho da mãe com ela e transa com elamorena elisangela dando o cuzinho gostoso de cabo frioconto erótico corno babaca okinawan gélico pornôcontos eroticos na paredeconto erotico estuprada na escolaxoxota as infinitasconto de sexo com rabuda asquerosoxoxota as infinitascontos eroticos de chupadas entre mulheresclube da depravacao zoofiliacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntasvideo porno zufolia homi comendo uma Egua ati ela gozaconto de sexo com vizinha gostosacontos de coroa com novinhome amarro nos peitos delacantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhosWww. meu tío comeu meu cualo militar tirou minha virgidade contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevagina que contrai o penisbaixo forte troncudo e pau grosso gaypraia de nudismo contoscontos veridicos de japa com dotados de pau gigantesconto historia com lesbicacontos eróticos de filho e mae sadadqdando banho na mamae contocontos eróticos disneylandiafuraporno madrastaConto erotico despedida de solteira da amiga rabudacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com elacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteeu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?Desenho porno pai bota filhar pra domir i fode ela todinharchaves jupano a bucefa da chiquinhaContos eróticos estreiando á xaninhaboquete no filho contoscontos eroticosem familiairma chantagem contos eroticoscontos eroticos mulhersibha do papaicontos eróticos se chorar eu te arregaçoconto erotico de sobrinha nova e tio gostoso fodendo gostsoconto assaltantes fodem a casada no assaltodeixei minha esposa baixinha ser arregaçada e nao entrou tudo pau monstro do meu camarada contosPeguei minha cunhada de jeitinho na lavanderia contosmeninas piranhas de calcinha fio dentalcache:AQRime9uCcEJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria_9_5_zoofilia.html conto erotico com madame crente casadaConto vontade de treparconto erotico amiga travesti