Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TUDO COMEÇOU EM UM FLAGRA

Me chamo Kelly, tenho 21 anos sou morena clara, 1,65m, seios médios, bonita de corpo e rosto, meu irmão se chama Marcos tem 23 anos também moreno como eu, na época tínhamos respectivamente 19 e 19 anos, nosso tio é dono de um clube em uma cidade praieira perto de onde moramos (Santa Rita – PB). Fomos para uma festa no clube (eu e meu irmão), chegando lá nos divertimos bastante, dançamos muito, ele encontrou alguns amigos dele e eu idem, passamos uma duas horas sem se ver, quando o encontrei ele estava um pouco bêbado, então conversamos e achamos melhor voltar para casa, chegando lá, entramos sem fazer barulho para não acordar nossos pais que deveriam estar dormindo, nos enganamos, eles não estavam dormindo estavam na sala, e estavam transando e pelo visto estava muito bom, minha mãe estava sentada no pau do meu pai, cavalgando aquele pau enorme, e olha que nosso pai tem um baita pau (até o chamam de Anaconda), ficamos espionando eles por uns trem minutos, ele a deitou no sofá e enfiou sem ná nem piedade, escutava os gemido da minha mãe, o que estava me deixando louquinha (mesmo sem ter nenhum tipo de ralação, não passava de alguns beijos com os garotos de minha idade), mas me sentia diferente, estava empolgada com o que via que até esqueci que meu irmão estava atrás de mim, tive até vontade de estar no lugar de minha mãe, em um determinado momento meu irmão se encostou por trás de mim, e foi me agarrando tive um susto daqueles pois não lembrava mesmo, então fiz um barulho, o que espantou nossos pais, demos meia volta e sá voltamos depois de 19 minutos, já estavam no quarto trancados, acho que deveriam estar tentando terminar o que começaram a fazer, entramos em nosso quarto tomei banho primeiro e depois meu irmão, como ele estava meio de fogo dormiu logo, no outro dia acordamos normalmente, nos tratamos da mesma forma, como se nada houvesse acontecido, assim passou a semana da mesma forma. No sábado houve outra festa lá no clube, gostamos muito de dançar e ritmo que mais toca por aqui é o forrá, dançamos agarrados, o que é comum por aqui, de repente senti que ele estava começando a ficar excitado, sá que ele tentava se afastar de mim, dançar um pouco de lado, então perguntei a ele o que tinha e ele me falou que não tinha nada sá que estava um pouco cansado, eu falei para ele que sabia que não estava cansado e sim com vergonha, quando falei isto, mesmo com as luzes um pouco apagada do clube notei que ele tinha ficado meio vermelho, então perguntei: - “Você lembrou do pai comendo a mãe lá na sala e ficou com o pau duro, não foi safadinho?”. Ele respondeu que mais ou menos e me falou aí foi sua vez de me deixar vermelha: -“Mais do que lembrar deles transando, estou aqui dançando com você agarradinho, é bem melhor.”. Voltamos a dançar sá que desta vez ele estaca com o pau duro relando em minha bucetinha, estava adorando, mas ficava aquela coisa na cabeça “ele é meu irmão, será que estou errada?”, dançamos umas 08 músicas seguidas assim, com ele se esfregando em mim. Dessa vez nás dois paramos de dançar, estávamos realmente exaustos, então ele foi para perto de seus amigos e para perto das minhas, sá que de repente eu vi um gatinho me encarando, e já conhecia ele, logo me chamou para dançar, dançamos duas músicas e logo estávamos nos beijando, não demorou muito para que o Marcos chegasse, e me puxasse pelo braço, me afastando do garoto que quis brigar, mas logo os amigos de Marcos chegaram e amenizaram as coisas, depois disso fomo para casa sem trocar uma palavra, e assim passaras mais de uma semana ele sem me dirigir a palavra e eu da mesma forma, sá que notei que ele começava a me olhar de uma forma diferente, sempre que eu ia tomar banho ele inventava uma desculpa, e ia dormir (pros outros) dormíamos no mesmo quarto, então ele queria era me ver trocando de roupa, mas eu levava calcinha e sutiã para o banheiro, então não via muita coisa, mas sempre que eu saía do quarto ele “acordava” e entrava no banheiro e demorava muito, logo deduzi que estava se masturbando pensando em mim. Isso era bem dizer uma rotina. Certo dia nossos pais viajaram e ficamos a sás em casa, ele aproveitou falou com uns amigos de maior e alugou ums fitas eráticas. Quando foi a noite eu já estava no quarto para dormir então ele colocou no vídeo uma fita erática, não me levantei para ver mas estava escutando os sussurros das atrizes e já estava, ficando com minha bucetinha molhadinha, então fui vagarosamente chegando perto de onde ele estava e percebi que estava se masturbando, e era uma cena muito excitante uma garota (pelo rosto, parecia ser bem novinha), transava alucinadamente com um cara negro, fiquei por trás dele assistindo à duas cenas o filme e ele se masturbando, não sei o que estava gostando mais, então cheguei por trás dele e falei em seu ouvido: - Está aí né seu safado, por isso queria que dormisse cedo. Ele ficou envergonhado, mas falei logo que não se preocupasse pois não falaria para ninguém, mas queria ver tudo, e disse que queria que ele continuasse a se masturbar, ele relutou um pouco, mas não teve escolha, recomeçou sua punheta, eu não sabia para onde olhava, de repente passou uma coisa pela minha cabeça, queria fazer isso para ele, perguntei se ele queria, não esperei nem sua resposta já fui para cima e comecei, meio sem jeito mas logo o peguei o jeito, ele gemia alto e estava ficando louco, eu também, e perguntei se ele não queria fazer o mesmo em mim (parecia até que eu era mais velha, pois eu tomei iniciativa), tirei meu short e minha blusa e fiquei sá de calcinha e sutiã, ele veio logo e perguntou se podia me dar um beijo, eu disse a ele que era o que eu mais queria, nos beijamos loucamente, e ele ia me beijando e alisando meus seios, estava molhadinha, ele não demorou muito e começou a esfregar minha bucetinha, me mandou tirar minha calcinha e sutiã e ele tirou o resto do que usava, ficamos os dois sentamos um ao lado do outro, eu tocava uma pra ele e ele acariciava meu clitáris, logo senti meu corpo estremecer, e gozei pela primeira vez na minha vida, ele também esporrou na minha mão, fui ao banheiro limpar e ele ficou na sala assistindo ao resto do filme, quando voltei ele estava com o pau duro novamente apontando para o teto, estava passando uma cena em que o cara penetrava a moça com ela sentada em seu pau, lembramos de nossos pais, então falei: - “Que tal fazermos igual à eles e à pai e mãe?” Ele ficou meio assim, mas topou então falei logo à ele : “Deixa que eu vou por cima pois sou virgem,e pode doer, e qualquer coisa eu saio de cima se não aguentar”. Subi no seu pau, ele ficou cutucando minha bucetinha, e logo encaixei ele na entrada e fui descendo aos poucos, começou a doer e quis me levantar sá que ele subitamente me pegou pelos ombros e me puxou de uma vez para baixo, dei um grito de dor, ele não quis saber, senti um filete de sangue descer, doía muito, mas não quis saber, logo a dor ia se transformando em prazer, eu ia subindo e descendo no pau dele, ele gemia em meu ouvido e eu no dele, ele me confessou que eu era a primeira dele, me deixou com mais vontade pedi para ele me penetrar de frente para mim, deitei no sofá e ele veio colocou tudo de uma sá vez, bombava rapidamente, eu gemia e gritava alto aproveitava que estávamos sás: - Vai irmãozinho come essa bucetinha da tua irmã, vai gostoso. Não demorei muito gozei loucamente, senti que minha buceta se contraía no pau dele, com essas contrações ele falou que ia gozar, então tirou e despejou seu leite quente em meus pentelhos deixando-os lambuzados, depois disso assistimos o resto do filme, e fomos dormir, depois disso teve muito mais, quem gostosa de nossa relação, espero que me mande um e-mail, espero você mulher ou homem que curta relação incestuosa seja qual for. Aguardo seu contato, um beijão a todos.



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


eu sou solteiro eu moro sozinho com a minha empregada cavala a noite eu tava com ela no sofa eu conversando com ela eu disse pra ela eu tenho vontade de fuder você ela disse pra mim vamos patrão pro seu quarto conto eróticomeu maridinho notou que fiquei tesuda roludominha irma uma pretinh que adora trepa comigo pornoporno esposa pedindo pra Corniaaiiao taradoconto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de contos sem querer me apaixoneimulher gozando a um metro de distansia e mijandoporno com tio acorda subrimha pra fufet com elecontos de chantagem com fotos e coroas fodendo com garotoscontos eroticos transei com a baba virgemConto erotico de tia e sobrinhocontos eroticos:engravidei do meu filhotia dorme na mesma cama com o sobrinho e forcada a fudercontos de fuder avócontos de mulheres que tomaram ativador sexualcontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandocontos eróticos com o vizinho q mora sozinho okinawan gélico pornôContos eroticos engravideiContos picantes incontrolável desejocontos eróticos dupla penetração anal em travestis zoofiliacaminhoneiro meteu em mimcontos eroticos reias de padrastosvovozinhas esfreca buceta com buceta uma na outraTrepadas no caminhao cabinecontos porno velhos e meninasdoeu meu cu entreu a maocontos eroticos arrombando a gordadei pra um dog bem dotado me arrombocontos eroticos de incesto selvagemminha tia coroa crente de 57 anos contocontos eróticos de velhos viúvos comendo meninos gaycontos pediu uma massagem e acabei comendoso um pouquinho contos eroticosContos d uma mulher virgem amarrada no curral e estupradaescoteiros novinhos come bucetaos melhores contos de gang bangcontos o pedreiro me fez mulherconto erotico eu e meu pai fundemos minha filhacontos submissa crentecomendo a tia de pois de beber um vinhobrinquedos eróticos para estender o buraco do anusodiava o marido da minha prima parte2 contos gayela me contou que estava toda assada de fuder a noite todacontos eroticos minha gostosa das academiafodida no onibus por coroa contosvisinha sadada mis perto jcontos eroticos de professoras e alunos safadosmeu sobrinho mamou meu pau contos gayContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestoContos eroticos bebezinha leite tetas puta incestocontos eroticos com fotos:nerd pausudo com a casada seriacomtos bdsmcomentário de. mulher que ja a buceta pro donzelocontos eroticos de pastores cadetudoContos eroticos humilhado seioscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo de cunhadoxcunhadacontos eroticos com sobrinhamelhores conto erotico entre genro sogramae sendo brechada no quarto da sua casa pelo filho pornodoidocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico a 1 de una solterona com um menino de 15Histórias contos e relatos reais e atuais de incestos com mulheres gordinhas e com fotos delas peladascontos eroticos arrombando a gorda.Bucetapeludafazendo manha na pica grandicontos crossdresser o velho me comeu no matinhoContodeputaconto de sexo com rabuda asquerosoamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos eroticos arrombando a gordaMeu sogro cheirou minha calcinhacache:o2QtLYsJB5EJ:okinawa-ufa.ru/conto_23564_totalmente-submisso-a-minha-dominadora.html empregadinha empolgadaMeu amigo me convenceu eu deixa ele chupa no meu paucontos perdi minha virgindade com 25 anos