Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENCONTRO (PARTE 2)

As tetas duras e jovens de Marta convidavam mesmo a uns beliscões fortes. A boca do estranho estava a deixá-la toda marcada de chupões, o que ainda a excitava mais, ser marcada assim pelo seu senhor! A sua cona transbordava de tão molhada, e o cheiro a sexo naquele quarto de pensão formava um miasma quase visível. Uma palmada nas nádegas faz com que Marta abra os olhos e veja o seu amante que lhe exige que se mexa, que rebole, que o aperte com a sua cona jovem e encharcada até que o faça gozar. Então, surge o pedido tímido "podias gozar sem preservativo?" O amante, sabendo bem o que ela quer, decide humilhá-la um pouco mais. "Queres ir ter com o corninho do João com a cona suja da minha porra? É isso, minha puta? Queres mostrar ao teu corno o sabor da minha porra?". Ela, timidamente, envergonhada, e ainda mais excitada, faz que sim com a cabeça, enquando que com a cona lhe aperta o caralho duro.

"Minha puta suja, e achas que vou colocar o meu caralho desprotegido nessa cona porca?"

Ela abranda, e enrubescendo ainda mais, retira um envelope da sua mala de mão.

"O que é isto, então sua grande vaca, sua porca, fizeste exames para me sossegares? E o corno, fodeu contigo depois dos exames, ou tem feito como vos mandei?"

A voz quase não sai "não voltámos a foder desde as fotos, os exames foi para estares à vontade e me poderes foder sem preservativo", mas a cona não pára e o rabo de Marta rebola em cima daquele caralho. "És uma bela puta, e o João um corno submisso... Ok, tira-me a camisa, e se me conseguires engolir todo encho-te a cona com a minha porra. Pelo menos tomas a pílula, não?"

Marta desmonta a custo daquele caralho que a preenche de forma tão completa. Toda a aparente frieza e os insultos do seu amante estavam a fazer com que ela entrasse num mundo sá seu, se sentisse mais fêmea e mais sensual que alguma vez tinha sentido. João ia adorar a descrição do encontro, isso ela também tinha a certeza. Será que o seu dono deixaria que fodessem de novo, ou ia continuar a exigir que não se tocassem?

O caralho encostado à sua boca fez com que ela voltasse à situação actual. Assumindo o desafio, abriu a boca ao máximo e sentiu aquele caralho duro entrando até à garganta. Era extremamente excitante ver a cara de Marta, submissamente engolindo aquele caralho grosso, começando a ter náuseas. Nada que o fizesse parar, antes pelo contrário, já conhecia a sua necessidade de ser forçada e humilhada. Segurando-a pelas orelhas, conseguiu enfiar o seu caralho todo naquela garganta obediente. As poucas náuseas que ela ainda sentia faziam que a sua garganta fizesse maravilhas no caralho do seu amante. Antes que gozasse, ele resolveu cumprir o prometido. Tirou-lhe o caralho da boca, colocou-a de quatro na cama, e admirou um pouco aquela cona molhada e aquele cuzinho rosado. A excitação de Marta era tanta que tinha as coxas completamente molhadas pelos seus sucos, e até o cuzinho brilhava de tão húmido. Ele não podia resistir a provar aquele sabor, e com a ponta da língua recolheu algum do seu mel. Ela estava tão excitada, que sá sentir a lingua a lamber do seu cuzinho até ao clitáris fez com que gozasse de novo, mordendo a almofada para abafar os gritos. Quando recuperou, já estava de novo preenchida por aquele pau duro e saboroso, que a enchia como o caralhinho do João nunca tinha conseguido. Sentindo-se a mais baixa das rameiras, ela pediu que a fodesse mais forte, que lhe espancasse as nádegas brancas, que a fizesse sua propriedade. As palmadas não se fizeram esperar, deixando marcas vermelhas e aquecendo ainda mais aquela fêmea no cio, que gozou mais uma vez e ainda mais forte quando finalmente sentiu outro caralho despejando porra na sua cona sedenta. Aquela mangueira que lhe lavava o útero parecia que nunca mais acabava, até que finalmente o seu amante a largou em cima da cama. Mal Marta teve tempo de respirar e já estava o seu dono a apresentar-lhe o caralho temporariamente mole aos seus lábios, para que ela o endurecesse de novo. "Vá, mostra que essa boca de puta serve para algo mais que para gemer e pedir! Sabes onde este caralho vai entrar a seguir."

(continua)

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico dominadaxvideo do cunhado pecado a cunhadinha a fosa gozado dretro da boceta delamulheres com dhorte branquinho com cuzaocontosesposasnapraiacontos erotikos moleke de menor comendo o cu da mulher casadaContos eroticos de travetis negra do pau grande e gostosos.conto erótico vi meu avô f****** minha irmãzinhaeu vi uma pica toda arregaçadaContos eróticos por acasocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos mamae e papai me encinaram a chupar bucetacontos encoxando viado busaocontos eroticos decornos amigosEsposa puta pagou a conta contosmarido castrado conto eroticoContos homem fudendo a vizinha lesbicacontos encoxada com o maridofoi estuda com amigo18anos e transaoucriei uma puta conto de arrebentando o meu cu com a pica grandewww meucontoerotico.br delisiososcomi minha tia conto realistaContos eroticos novinhos que gostam de uma pica pretaContos eroticos saia rodada e de calcinha fio dentalmeu filho meteu no meu cu ardeu muitominha mae adora um negao contos eroticos gratisconto etotico antebraco na vaginacontos eroticos fui comida pelo meu inimigocontos eróticos pastor compadre d*********** a virgemum novinho sarrou minha noiva na praiaareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandocontos eroticos dupla penetraçãodevolvendo esperma no pau do bem dotadoconto erotico comi a dra novinha gostosahetero batendo punheta conto gaytomates conto heteroVideo de uma mulher dansando de causinha verde entrandoester porno quando maridona camacontos de sexos ainda dimenortransparente e coladinha bucetinhacontos eu era menininha e varios comiam meu cuzinhocontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazmeninas com bucetinhas piticas pornoconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorvídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandocontos fudendo a crente e o corno ficou olhandocontoseroticosbebendoporracontos eróticos de mãe e filho, mãe com shortinho atolado no seu bundaoGozou na minha buceta contos eroticoscontos veridico meu marido e eu pencava que era mulher mais tevimos a supresa era uma travesti bem dotadocontos eroticos arrombando a gordasocando a mao no cu do namorado tinscantos erótico só dei do Forró BombadoNovinha putinha conto eroticocontos eroticosde casais liberal em festas paqueras e exibidas no carnavalpegando hetero casado conto gaycontos eroticos coroa abusadadepois de mais de 20 anos casados minha esposa topoucontos erotico irmao cafetao da irmaCU arrombado ABERTO madrasta contoconto sobrinho mamar na tiaDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOSmeu dog fudeu minha mulher e cunhada contosIncesto com meu irmao casado eu confessodoeu mas gostei contostomando banho de rio com titio contos gaycontos incesto minha filha fazendo fisting em mimconto gay despedida de solteiro com o meu primocontos eróticos minha irma crenteContos eroticos esposa crent chupando rola na frent do maridoconto erotico comi o cu da minha irma em casacontos eroticos tia casada e sobrinhodominada pela amiga lesbico contos eroticoscontos eroticos tio e sobrinhacontos eroticos dez anos