Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA CUNHADA TARADA POR ESPERMA - PARTE 2

Vocês devem se lembrar do primeiro conto que eu relatei, meu primeiro contato sexual, com minha cunhadinha delícia, contato este, sá feito pôr umas três chupadas maravilhosas que ela deu em meu cacete, no dia do meu aniversário chupando toda a minha porra em todas as vezes que eu havia gozado, nem a prápria irmã dela, (a qual eu namoro a mais de três anos ), já havia me proporcionado gozada tão gostosa, quanto a de minha cunhadinha. Depois de cinco meses, eu tive um novo contato com ela, agora já em sua prápria casa, ela já estava namorando um carinha, e no dia de seu aniversário, fizemos uma festa surpresa pra ela, ela se emocionou muito, com a nossa atenção (principalmente a minha né?). No desenrolar da festa que foi átimo, fizemos brincadeiras, dançamos, bebemos muito, principalmente a aniversariante que não descolava do copo de caipiroska (que eu havia feito caprichando com meu sémem). No final da festa, o namorado dela já estava totalmente grog, e ela me pediu para eu levar ele em casa, ela também já estava muito doida, então fomos, e para minha surpresa ela se desvencilhou da festa, e sem que ninguém notasse, ela foi comigo. O namorado dela morava a uns 20 km da casa dela, e no meio do caminho o carinha apagou no banco de trás . Então me aproveitei e coloquei a mão em suas pernas, descendo até a bucetinha, que já estava totalmente alagada e comecei a andar bem devagarinho para aproveitar aquela situação, quando ela disse: "adianta o lado pra gente largar logo essa mala em casa, pôr que eu quero beber seu leitinho", apalpando meu pau que a estas alturas já estava mais duro que cabo de enxada. Pisei o pé no acelerador, quando eu cheguei na porta da casa do cara, ele saiu do carro e ela o acompanhou até a porta dele, e ele de tão doido que tava começou a dar uns couros nela na minha frente, passando a mão pela bunda dela, pegando a mão dela e levando até seu pau, ela sabendo que ele sá iria largar ela quando gozasse, começou a bater uma punheta veloz e frenética no cara, que não aguentou e gozou logo na maozinha dela (acho que ele de tão doido que tava nem imaginava que eu estava olhando aquela sacanagem toda) ela olhou pra mim com a maior carinha de safada, enquanto terminava o vaivém na pica do carinha, deu um beijinho demorado nele e entrou no carro lambendo os dedos, feliz da vida, como se fosse uma criança que chupou um pirulito bem gostoso, mal saímos dali, ela foi apalpando meu pau dizendo: "agora é sua vez de gozar na minha boquinha", então eu disse: "não enquanto eu chupar essa bucetinha maravilhosa". Parei o carro, em um lugar deserto (onde todos que querem dar uma rapidinha param), começamos a conversar, eu disse a ela que fiquei muito excitado com a puetinha que acabara de assistir, e pedi pra ela bater em mim, ela começou e em menos de 3 minutos eu já tava querendo gozar, mandei que ela parasse, e fomos para o banco de trás, tirei sua roupinha e vi que monumento estava ali em minha frente, arranquei sua calcinha com os dentes e comecei a fuder aquela boceta com a língua, ela se contorcia de prazer e pedia que eu metesse nela, eu chupava cada vez mais forte proporcionando varias gozadas nela e ela não parava de dizer: "pôr favor mete logo", coloquei ela de quatro, peguei meu pau comecei a roçar naquela bucetinha e ela se jogando pra trás pra que meu pau entrasse logo e eu recuava, deixando ela doidinha de tesão, sua bocetinha pingava mais do que casa de pobre com goteira, quando eu atolei a pica de vez, eu não aguentei e disse que iria gozar, ela então disse: "Oba, mais leitinho" . Se virou pra mim, pegou meu pau ( que já esta ejaculando) dirigiu a sua boca e tornou a beber meu esperma, como sá ela sabe. Deu um tempinho, começou a chupar de novo até ficar duro e montou sobre ele, cavalgando como uma puta no cio, gozando loucamente em cima de meu cacete, ela saiu de cima e tornou a lambe-lo, deixando-o duro de novo, mas já era tarde e tinha-mos que voltar, pra não dar na pinta, chegando na casa dela, sá minha namorada me esperava (a sua irmazinha), pois ela estava doida pra trepar, dissemos que seu namorado tinha passado mal e levamos ele a uma clinica pra tomar glicose, desculpa esta que todos engoliram (devido também ao estado que o cara se encontrava festa antes de ir embora). Fomos dormir e ao acordar pela manhã, estava indo pro trabalho, e ela me pediu pra eu larga-la na casa do namorado disse que sá levava se ela pagasse um boquete, ela disse: "Ótimo, pois eu adoro tomar leite de manhã", Foi sair da garagem do prédio ela pegou no meu pau se abaixou e foi chupando gostoso, como eu tinha fudido a noite toda demorei um pouco pra gozar, chegando na porta da casa dele, parei o carro mais afastado, e ela chupando caprichosamente, segurou todo o esguicho de esperma que eu havia soltado em sua boca, foi maravilhoso vê-la soluçar com toda aquela porra na boca. Ela pediu pra eu buzinar, pois o namorado tem o sono muito forte, ele apareceu, recebeu ela com um forte beijo na boca e me acenou agradecendo pela carona. O pior desta histária, é que minha cunhadinha me enche o saco ( ou esvazia), toda vez que ela me ver de bobeira, ela quer uma gozada na boca. Gostaram de meu conto garotas, me escrevam meu e-mail é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos a pica do pacientecontos eróticos esposa de bebado não tem donocomi o padrecontos rola gigante na bucetinha da esposacavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadacomtus eroticu troca de esposa comvidamos um casal de amigu pra jantarconto erotico incesto sonifero filhaconto na praia com filho nusexo brasileiro com irmazinha gostosa na hora da malhaçaoComendo a patroa na estrada conto eroticosbebada conto eroticocontos eroticos arrombando a gordaeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus www.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandocontos mulher fode com vizinha e com a filha delacontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadascontos eroticos comendo o cu da vendedora da avoncontos eroticos chupei meu cunhado embaixo da mesa perto da minha familianegão comendo uma mulher tão Branca tão Branca dobrada fazendo sexocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentena brincadeira fez a amigagozarvoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos esposa de bebado não tem donoconto erotico realizei a fantasia do meu amigo comendo sua eaposinha novinhaconto gay viuvo heterocantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriasloira porno na praia ou no carro no capuoPorno conto mae vizinho neguinhohistória de sexo com utesilhos de sexo e um vibrador num cu virgemcontos eróticos traficanteminha prima malcriada contomulher dando e gritando pedindomais pau ate o uterocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepapai traindo mamae comigo contos eroticoscontos eroticos de quata feira de cinzaconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhachupava a noite inteira ele amarradofui comida feito uma vadia vacabunda e chingada de puta contos eroticosContos eroticos pega a força por pmEmpregada Triscando no meu pau contoVer buceta mulhere mas buntuda do mundo contos eroticos minha mulher de roupa curta e decotadacontos eroticos da esposa greluda e o ginecologista velhocunhado encochando contoscontos sou puta e insaciável por rolaesfrega conto heroticowww.cabaco loirinha e negao contoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto primeira suruba com minha esposacontos eroticos mulhersibha do papaicontos erotico minha mae me ensinou a se putaSexo anal "nunca mais fui a mesma"Contos eroticos de pai engravidou a filha peitudaconto festinha gayas antigas Sophie travestis masturbando na salacoroa gostosa e pega de surpresa por entregadorghupa ghupi porncontos masturbcontos eroticos de noracontos no orfanato gaycontos eroticosde casais liberal em festas paqueras e exibidas no carnavalcantos eróticos fodedo as tetas da mamãecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha irmã cuzudacontos ajudando a sogravelha da buceta grande contoscontos eroticoso cu da cadelinhaokinawa.ufa.ru conto erotico orgiasporno insesto na hora gue o tamanho do pau me asusteicontos eroticos dei tanto a bucetinho pro meu cunhado k engravideiminha mae adora um negao contos eroticos gratiscontos erotico brincandoiniciacao putaria bi conto eroticoContos eroticos da esposa safada com o marido deficientebelas picas brancas rosinha gozando gaysporno travesti rosadinha menininhacontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulher