Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENQUANTO MIHA MÃE FINGIA ESTAR DORMINDO

Tudo começou a já faz algum tempo eu de férias da faculdade comecei a passar um pouco mais de tempo na casa, por um lado foi bom comecei a passar mais tempo com minha mãe que depois de meu padrasto, não se interessou por outro homem. Já fazia muito tempo eu sentado ao lado da minha mãe em seu quarto (ela deitada) assistindo o jornal e conversando sobre coisas banais, certas vezes eu ficava até mais tarde, via a novela (que saco mais não tinha outra coisa para ver) e raras vezes quando era um filme bom assistíamos juntos.

Eu tenho um pequeno problema de saúde, as vezes pela manhã acordo com muita dor de ouvido, coisa que passa ligeiro é sá eu ir no banheiro e passar o remédio e tudo se resolve, e foi em um dia desses que eu levantei meio com pressa, apenas de cueca (o pau duro) e fui para o banheiro pensando que não tinha ninguém na cozinha, mas ela estava abrindo a geladeira era umas 6 da manhã não imaginava que tinha acordado tão cedo não é de seu costume. Na hora que eu estava passando vi seus olhos me olhando de um jeito que eu nunca tinha visto antes, me secando (o conteúdo da minha cueca) passei rápido e fui para o banheiro.

Pela tarde estava sozinho o dia tia transcorrido normalmente mas aquela imagem não saia de minha mente, fui tomar um banho para aliviar a tensão (ou tesão como seja), pensando nela ela sá com suas roupas intimas, me olhando, (esqueci de mencionar ela também tinha acabado de levantar e também não me esperava naquele lugar naquela hora), eu tirando o que lhe restava de roupa, possuindo seu corpo, nossa ... Foi um sentimento estranho mas não ruim.

Certo dia fazia um frio não um frio mais muito frio e eu cheio de blusa assistindo ela me perguntou porque eu não se cobria e deixava as blusas um pouco de lado, foi o que eu fiz. Eu com 1,80 de altura, meio forte, (gosto um pouco de musculação mas não sou nem um armário) fiquei assistindo com ela ao meu lado, ela sá com roupas intimas, por baixo da coberta eu com uma forte ereção novamente, em certo ponto do filme tinha uma cena em que rolava um sexo, a cena era um pouco forte, notei que ela deu um suspiro fundo, deu vontade de lhe abraçar ali mesmo e lhe dar o que ela queria. Ela estava deitada de lada e eu com as costas inteiras na cama. Mas como estávamos com muita coberta não pude identificar aonde estavam suas mãos, no momento que eu pensei isso, pensei na possibilidade de ela estar se masturbando, naquele momento, ao meu lado, como eu estava com o pau duro e fazendo certo volume nas cobertas aquela cena do filme, e masturbação para um pessoa que já está a certo tempo sozinha não é novidade, mas eu não podia arriscar, não dessa maneira, e se tudo não fosse apenas produto da minha imaginação, precisava esperar o momento certo.

No outro dia um pouco antes do jornal da noite estranhamente ela me ofereceu um pouco de vinho, coisa que eu aceitei de imediato, não fazia tanto frio mas ela me convidou a se deitar ao seu lado novamente, as coisas estavam ocorrendo como eu queria, o tempo vai o tempo vem ela me pergunta se eu não quero dormir ali com ela por causa do frio.

Lá estava eu na cama com minha mãe sá de calcinha e sutiã, eu com um calção que eu uso para dormir (não estava usando cueca, cheio de segundas intenções hehe) a tv já avia desligado há algum tempo ela de costas para mim, pelo tempo que se passara ela já deveria estar dormindo, resolvi passar a mão de leve em seu corpo, fiz isso em suas costas (se ela não estivesse dormindo não teria problema) esperei um pouco fui descendo, meu coração batendo mais forte o tesão me dominando, passei a mão em suas pernas, bem de leve, não nem uma reação, repousei a mão em sua coxa, nossa que vontade de come-la ali naquele momento, subi um pouco e comecei a apalpar a sua bunda, que bunda gostosa.

Eu já queria algo mais foi então que resolvi abraça-la e ver no que iria dar ela ali de costas eu passei meu braço por ela e encostei somente meu peito nas costas dela e deixei meu pau a uns poucos centímetros da onde eu queria que ele fosse, foi então que eu tive uma surpresa ela fingiu estar dormindo fez um movimento para frente com se estivesse sonolenta e outro para traz encaixando bem certinho, nossa... arrumei meu pau que até aquele momento estava de lado e o coloquei bem entre suas nádegas e a encaixei novamente, ela fingiu estar dormindo e fez um movimento com os quadris impinado a bunda de uma maneira eu quase sentia sua buceta, comecei lentamente bem lentamente um movimento de vai-e-vem com meu corpo, que em pouco tempo começou a ser correspondido, passei minha mão por baixo de seu braço e comecei a pegar em seu ceio, já estava quase gozando quando.

Me retirei um pouco meu corpo do dela coloquei minha mão na sua calcinha bem na sua bucetinha estava totalmente encharcada, puxei sua calcinha para o lado ela movimentou uma de suas pernas mais para a frente, eu comecei a brincar com ela coloquei a cabeça do meu pau bem na portinha da sua boceta e enfiava um pouquinho e puxava, e quando eu coloquei a cabeça inteira ela jogou os quadris para traz e encaixou tudo, não iria aguentar muita já iria gozar, mas ela não estava em situação muito diferente, dei algumas estocadas e ela se retorceu na cama, segurando minha mão em seu seio apertando ela mais forte, e contraindo a vagina em um orgasmo profundo.

Virei ela de frente para mim, com as costas para a cama, foi nesse momento nosso beijo, já estava descendo para seus seios sugando cada vez mais forte e ela gemendo de tesão segurando atrás da minha cabeça, coloquei uma de suas mãos em meu pênis ela começou a brincar com ela que já estava duro naquele momento, depois de um tempo naquele jeito ela me virou na cama e fez o que eu queria mas não sabia se ela seria capaz, me jogou de cima dela, ao seu lado começou a beijar meu pescoço e me chamar de safado, perguntando se gostou de comer a mamãezinha beijando e descendo mais e mais seus peitos encostando em mim quase fazendo uma “espanhola” ela falou que “queria sentir aquele pinto gostoso do filhinho da sua boca” e começou uma chupeta que eu nunca tinha sentido na vida fui ao delírio ela chupava e segurava meu pinto com força depois batia no seu rosto com ele, estava a ponto de gozar, ela olhou bem fundo nos meus olhos novamente com aquele olhar que eu vi naquela manhã sá que dessa vez, com muito mais tesão e percebendo o que iria acontecer egoliu o meu pau quase todo fez um movimento e gozei como nunca ela sugando cada gota de esperma sugando profundamente, me deu mais um beijo.

Deitou de costas na cama com seus olhos fechados e uma mão na boceta e a outra no seio, se masturbando ali pra mim aquela cena... não esperei muito, fui em cima dela, suguei seus seios e fui descendo, mais e mais passando pela sua barriga beijando ela e agora era a minha vez perguntei “se gostou do pinto do filhinho na sua boca?” ela respondeu “seu pinto é muito gostoso, eu já o queria fazia tempo, agora chupa a mamãe chupa gostoso isso...” Eu estava mordendo suas coxas bem devagar beijando e lambendo ao redor da seu clitáris, quando eu comecei a suga-lo ela ficou louca de tesão, gemia como uma louca me puxava pelos cabelos, e quando ela estava quase chegando ao orgasmo coloquei ela de costas com uma das mãos masturbando ela beijando e mordendo seu pescoço comecei a forçar no seu cuzinho, e que cuzinho gostoso, forcei mais um pouco ela louca de desejo empinou mais o corpo eu dei uma estocada e cabeça entrou ela gritou mas não recuou pelo contrario se empinou mais e coloquei devagar até a metade e retirei de novo e soquei até o final ela começou a rebolar e já tendo outro orgasmo pois eu a deixei bem louca ainda a pouco. Mas seu tesão não diminuiu ela gritava e rebolava pedindo “mais forte” e estávamos completamente entregues ao tesão, gozamos juntos mais uma vez, e outra e outra e outra e outra ...e nos outros dias não foi muito diferente, é claro que teve a sala... na cozinha..., no banheiro...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dei o cu pra varios homensconto ela apostou o cuzinho e perdeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos de bebados gayscontos de coroa com novinhoContos eroticos trai meu marido com travesti bem dotadoBaixar videos de molecotes novinhos sendo estrupados de penis durocrente velha chantageada contos eróticos video de cunhadoxcunhadaconto real tia se masturbando socontos comida com meu namorado na cachoeiracontos eroticos o namorado da minha filha mim bolinoperdi os sentidos contos eróticospau grande enfiadi. todo nicucontos de sexo picante violentoe ousadoconto e relato comendo o c****** da cunhadaconto erotico comi avizinha quarentonaele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaistravesti sadomasoquista na regiaoadotado pela sogra contoscontos eroticos virei amante do tio do meucontos eroticos apanhandocontos eroticos gay game apostaporn contos eroticos escrava sexual no barmeu sobrinho mamou meu pau contos gaycontos.eroticos.co.com a professora detalgadocontos eróticos minha mãe me ensinou putinhacontos gemi grita olha corninhocontos eroticos vizinha chamou pra tomar banho com elaminha buceta gosa de esguinxando contos eroticoscontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos chupando minha irmã gostosaos melhores contos de gang bangwww XVídeo pornô o tio f****** a sobrinha foi bonita e de Menornovinhas e tao depravadaseu meu irmaozinho e nossa cadela contos de sexocontos bebe safadacontos/arranquei as pregas da mae e o cabsco das filhasPiquena mais ja assanhadinha pelos coroas contos eroticoscojtos erotigos com fotos apimentantes isso me deica chupar sua buceta e rebola na minha caraDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãoconvidei minha irmã para tomar cerveja e acabamos indo pra um motel contos eróticosconto erotico lesbica masculina escraviza mae e filhacontos eróticos gay e casal bium p****** arrombou Eu e minha mulhercontos eróticos da irmazinhaas pamteras se fudeu rola crossa no cucontos eroticos - arrombando cuzinhoEsposa linda e gostosa buntuda nuaRelatos eróticos novinhasse um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhacontos eróticos cuzinho da filha da namoradadona de casa novinha sendo arrombada por varios amigo do namorado conto realse um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhaconto erotico de castigo com vovoContos eroticos de travesti pauzao estuprado meninostitia ficar mandando o sobrinho que está bem contos eróticoscontos erotico gay quando mim focarao a bebe leite de varioscontos eróticos peguei minha mãe no flagranteContos gays de cinta liga e fio dentalcontos pegando a secretaria novinha de minha mãemulher sobe em cima da pica do manequimTrav.goza.duaz.veszezconto erotico cunhada doente mentalconto erótico velho fode viadinhocomo tira pedra da teta sem para de tanto se matusbarcontos eroticos de casadas d rio grande do nortecontos bdsm erposas escrava submissadelirei com a pica entrando no meu cuzinhoadoro fazer gamg bamg desde novinha contos eroticosconto de comi o cuzinho da minha prima novinha que chorou com a pica grandemeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machoContos eroticos de de lindos travestis tarado por cucontos tia da banho em sobrinho.Conto porno gay: Pai Dotadao Cigarrocontos eróticos infânciaContos eroticos incentivei minha mulher a dar pro patrão dela