Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NEM A CUNHADA ESCAPOU...

No conto anterior contei como foi minha ?orgia incestuosa? com o Bruno e os pais dele na casa de Caraguatatuba. Até hoje guardo recordações boas daquele dia maluco. Se antes o Bruno era sá uma boa foda, hoje a coisa mudou de sentido, pois agora estamos namorando (ele me pediu isso no dia do meu aniversário de 25 anos), mas não temos o menor pudor em transar com outras pessoas.rnrnA prova disso aconteceu no feriado de Corpus Christi...rnrnNo feriado, ao invés de irmos pra Caraguatatuba de novo, fomos pra casa da irmã dele em Campos do Jordão, já que o tempo não estava legal. A Cláudia tem apenas três anos a mais do que o Bruno (ele é o caçula) e é separada do marido. Nem sei o motivo do casamento ter dado errado (o Bruno diz que o marido dela não valia nada, mas a dona Vera diz que a filha é uma puta), mas nem vinha ao caso.rnrnJá de cara notei que a Cláudia não foi muito com a minha cara, e eu nem sabia qual era a razão. A dona Vera sempre dava muita liberdade pra gente em Caraguá, mas ali era diferente e não dava pra saber o que fazer.rnrnChegamos lá na quarta-feira no final da tarde. Fazia frio desde a segunda-feira e estava todo mundo cansado. Já de cara, quando o Bruno disse o que eu era, a Cláudia já não gostou. Não sabia o porquê, mas na hora nem me veio ao caso.rnrnA Cláudia era uma chata mesmo, de acordo com o que o Bruno dizia. Ela ficava o tempo todo perto de mim e dele segurando vela. Era sá eu dar um beijo nele e ela começava a tossir como se fosse dizer ?Hei, eu tô aqui!?, sá pra atrapalhar. Chegou uma hora que isso irritou. rnrn- Bruno, a sua irmã tá sentindo falta de uma piroca, é? ? pergunteirn- Deve estar sentindo mesmo... Faz mais de um ano que aquele filho da puta largou ela...rn- Então por que ela não dá um segundo de paz pra gente?rnrnAproveitei um momento em que ela se distraiu e sentei no colo do Bruno, sem calcinha. Comecei a rebolar, sá pra atiçar e ver o que ele ia fazer. Não deu outra: ele colocou a piroca pra fora e socou tudo de uma vez na minha xana molhada. Cavalguei e deixei que ele metesse durante um bom tempo. Nessa hora a chata olhou e saiu pra falar pros pais. Nem nos importamos e continuamos nossa ?brincadeirinha? até que gozamos juntos.rnrnFui pro quarto tomar um banho, já que eu estava toda suja de porra do Bruno depois daquilo, e ele foi atrás, onde me enrabou debaixo do chuveiro. Mal ele se vestiu e saiu pra falar com o pai, a chata apareceu.rnrn- O que foi, encosto? Será que você não pode me deixar em paz?!rn- Já falei pra minha mãe que você e o Bruno estavam transando na sala!rn- E... ? rn- Ele é sá meu e eu não quero uma intrusa como você perto dele!rnrnEntendi porque ela não gostava de mim: antes de me conhecer, o Bruno já transava com ela. Os dois praticavam o incesto desde a adolescência, e pra disfarçar o que faziam ela se casou com outro homem, o Fernando. E o fato dela ter ficado assistindo o que eu fazia com o irmãozinho dela a deixou com ciúme.rn- Lamento, queridinha, mas agora, pra todos os efeitos, ele é meu macho, não o seu. E se não tá gostando disso, então foda-se...rnrnEla não gostou muito e já ia começar a brigar quando tive uma ideia pra fazer com que calasse a boca. rnrnEla veio pra cima de mim, pra me bater. Nisso a joguei na cama e dei dois tapas fortes em sua cara. Como eu tinha acabado de sair do banheiro e estava sá com a camisola, minha xana ficou à mostra quando subi em cima dela. Segurei-a pelos cabelos e enfiei seu rosto no meio das minhas pernas. Ela não queria me obedecer, mas eu tinha o controle.rnrn- O que você tem é falta de uma boa trepada, isso sim... Agora chupa tudinho, pra você saber como é gostoso...rnrnEla não queria, mas obedeceu. E até que a putinha chupava uma xana muito bem, igual à mãe... Mesmo eu tendo gozado e enchido sua cara com meu suco, ela não parou. Deitei na cama e ela ficou de quatro, o rabinho empinado na direção da porta, e ela me chupando. A porta se abriu e, ao invés de parar, fiz com que ela continuasse. O Bruno veio sorrateiro, andando devagar, e foi tirando a calça da irmã. Já estava de pau duro, e foi enfiando com tudo na xana dela, metendo com força. Mesmo me chupando a Cláudia gemia e pedia mais rola. A danada era uma puta mesmo! Sabia bem como fazer alguém gozar, pois vi bem a hora em que o Bruno tirou seu pau pra fora e gozou naquele rabinho branco e empinado.rnrn- Vem, agora me chupa... ? ele pediu, fazendo ela se agachar e abocanhar seu pau. ? Deixa limpinho...rnrnAté que a filha da mãe era átima no boquete, pois em segundos o pau dele ficou duro de novo. Ele me colocou de quatro na mesma hora.rnrn- Agora é a sua vez, minha putinha gostosa... Abre esse rabo, abre...rnrnCom tudo ele socou seu pau no meu cuzinho, que engoliu tudinho. Eu rebolava enquanto ele metia com força e dava tapas na minha bundinha. A Cláudia, sentada na cama, assistia a tudo e tocava uma siririca. Fiquei de frango assado e ele metia mais forte, ora no meu cu ora na minha xana, e não parava. Sá parou quando esporrou forte dentro do meu cuzinho e já estava molhado de suor. Trocamos um beijo entre os três e a Cláudia saiu, me deixando sozinha com o meu garanhão.rnrn- Gostou de experimentar com a minha irmãzinha? ? ele perguntou, com malícia.rn- Ela estava mesmo precisando de uma boa trepada, mas foi sensacional...rn- Não esquenta que mais tarde tem mais...rnrnE foi assim durante todo o feriado e a emenda dele. Fizemos muita sacanagem, e a Cláudia participou ativamente, até se divertiu fazendo uma DP com o irmão e o pai.rnrnPelo visto caí numa família incestuosa e não demorei a descobrir...rnrnrnrnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


pornocontossiriricaarregaçando conto heteroConto erotico violento mulher sendo caStigadavelha cavala virando olhoContos de leitores reais swingcunhada ariando a calçinha p mimfilio pasa a mam na boseta da sua maecontos eróticos do tio malvadoQuero o pau do meu filho no meu cuconto erotico mamando nos peitos cheio de maninhadona florinda putaa crente pelancuda porno eróticosEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulheres baixinha entroncadinho chupando rolaContos eroticos fui a putinha desde pequeninhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteenbreaguei minha irmã comi o cu delacontos eróticos carona pra pai e filha novinhanoiva fabiana cu pra 5contos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazconto eu meu filho e meu pai cumemos minha esposa rabudacontos oamigo do meu marido 2conto erótico "totalmente peladinha" ruacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anospapai descobriu contos eroticoswww.mulatanua.comconto erotico categoria sograwww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmacontos incestos c estrupos irmao c irma bem dotadoscome o cu da soggra adormecidavendo namorada pau grande grosso traindo gozada porra contosnamoradinha virgem do amigo contos eroticoscontos estoricos travedir fode marido e a esposa n salao d depilacaoContos de incesto minha mae fugiu com outro e eu fiquei com o meu paiincesto reais irmão tirando virgindade de irmã pequena em van escolarcontos erotico com minha sobrinha mais novacoroa se***** cagou no pau de Natáliacontos eroticos arrombando a gordavarios me comero s calsinha contos gayContos mamae me segurou para seu amante me comercontos erotico vovo e a vovo lamberam minja bucetachupando o pau e.lambendo o cinema caracontos eroticos gratis estupro submissãocasa dos contos eroticos o cadeirantedevolvendo esperma no pau do bem dotadoComtos mae e filha fodidas por um desconhecido Contos eróticos cumendo minha tia e lambendo seu cuzinho escurinhoContos eroticos filha rabudaAprendeu a dar cu no orfanato. Contoenteada é chantageada pelo padrastosexo porno meninas branca fundedo com mendigoscomtos arrobadaContos eróticos: acordava cedinho p levar rolavideos porno sobrinha branquinha fugindo dos tios negoescontos eroticos de choronascontos minha tia viuva sua amiguinhacavalonas de casa disse apertadaarregaçando conto hetero"ficou aberto" gay contose um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhacontos eroticos comi a noiva do visinhocontos a travesti e minha mae fudendox vidio comtos eroticos mães inocentePorno esposa pervertida sentou no colo do amigo na sala e marido do ladopode me chama de de puta decachora e salientecontos eroticos na marracontos eróticos executivo dominador come viadocontos eroticos depessoas normais reaisseduzindo a minha mae e irma conto eroticoTrempando em cima da lancha com o coroa conto eroticocontos erótico comi minha babáconto porno gay cinemacontos eroticos arrombando a gorda