Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMO CONHECI DOM GRISALHO - PARTE 1

fabi_serva{D.G.}: como conheci DOM GRISALHO rn- parte 1: antes da primeira sessão -"A prostituta sá enlouquece excepcionalmente. A mulher honesta, sim, é que, devorada pelos práprios escrúpulos, está sempre no limite, na implacável fronteira". Nelson RodriguesrnChamo-me Fabiana, mas sou conhecida como fabi_serva{D.G.} (fake), moro numa grande capital do sudeste brasileiro, 34 anos, 1,56 m altura, 56 kilos, branquinha, cabelos e olhos castanhos, corpo violão, quadril largo, seios razoavelmente grandes, casada, trabalhadeira, sou séria, honesta com tudo e todos, ocupo função de encarregada na empresa e sou respeitada no mundo profissional e, segundo dizem, muito mandona e desobediente na sociedade baunilha claro, mas vou contar para vocês, nas mãos de meu SENHOR sou um utensílio, uma serviçal que vive em função D?Ele. Minha vida resume-se em antes e depois de DOM GRISALHO, antes eu aparentava ser um androide cumprindo as funções do dia-a-dia com apatia sem vislumbrar algo a frente, hoje, ao contrário, vivo alegre, com uma razão imensa para poder sorrir, imagino-me com Ele várias vezes ao dia, por vezes estirada no chão beijando seus pés, totalmente nua à disposição por completo D?Ele, sá de pensar nisso fico totalmente excitada. Incrível como esse homem me alucina, de manhãzinha ao levantar e apás mais um dia vou deitar pensando todo tempo N?Ele, nunca fiquei ligada assim a ninguém, nem quando namorava meu marido. Afirmo a todos que lerem este depoimento que é sublime o que estou vivendo no presente, muito acima de qualquer expectativa que tinha antes em relação ao BDSM.rnContarei como foi minha iniciação e a fortuna de ter um DONO que amo demais, sinto que minha vida sem Ele hoje iria desmoronar de tanto que O quero, o que Ele quiser ou desejar faço sem pensar duas vezes, nada entre nás é feio ou ruim, porque meu DONO sabe zelar de sua cadelinha, protege-me e cuida como nunca ninguém o fez. Sou uma serva vadia e obediente, faço tudo ao meu alcance para satisfazê-lo em suas mínimas vontades, mas em nossa vida baunilha nos consideramos namorados, como Ele mesmo me instruiu e eu adoro que Ele assim me considere, rsrsrs. Estou muito feliz e satisfeita de ter sido aceita por Ele, que é um DOM experiente e esta me adestrando e permitindo lhe servir, eu simplesmente lhe pertenço de Corpo e Alma, já me entreguei sem volta e sou conduzida corretamente, fazendo-me conhecer os prazeres, os gozos que a vida em BDSM permite, tudo isso meu SENHOR faz paulatinamente, devagar, sem exagero e tudo no tempo certinho. Meus limites não os conheço e aos poucos vou aprendendo o que me é ensinado, agradeço cada nova etapa vencida, pretendo ser a melhor escravasubmissa que Ele já teve, estou me esforçando para isso, o engraçado é que o restante de minha existência parece-me, hoje, com valor menor do que quantificava anteriormente. Trabalho, família, meu lar, amigos, tudo perdeu a graça se comparar o que estou a ter com o meu SENHOR, não tenho como explicar, apenas sei que não vivo mais sem...rnSeguia-o no facebook já a mais de um ano, eu não sabia o seu nome baunilha à época, nem idade, nem sua aparência, não sabia nada da sua vida, e eu era somente uma mulher comum, com fantasias, e que não as realizava com o meu marido ou mais ninguém, mas tinha medo e vergonha de procurá-lo, ficava observando as várias mulheres escrevendo e eu queria fazer também, mas os medos e receios eram imensos, principalmente porque sou casada, aliás, mal casada, meu esposo é um bom homem, mas incompleto porque não me satisfaz na cama e muito menos em minhas fantasias e desejos tão acalentados em minha imaginação e sonhos, tentei falar com meu ele sobre minhas vontades e prazeres mais de uma vez, de novo me decepcionei com a sua indignação e egoísmo porque ele não aceitava ou não entendia o que eu precisava, eu entendo que ele deve me amar, mas com suas limitações e vontades não tem como conseguir pensar em minhas satisfações, além do que ele acha certo. Vim a concretizar o que desejava ao descobrir DOM GRISALHO, Ele é aquele que me dá o que necessito e preciso, de forma completa. Não quero perdê-lo de forma alguma, farei qualquer coisa, isso mesmo qualquer coisa para que me GUIE e INSTRUA. Um dia a tarde, quinta-feira sem eu esperar ao atender ao telefone, era Ele, minhas pernas amoleceram, fiquei sem fala, que voz sedutora, fiquei um bom tempo ?mexida?, meio perdida apenas ouvindo-o, inebriante. Fico imaginando como será quando estiver à sua frente...rnComeçamos quando uma manhã qualquer em maio deste ano de 2.013, não aguentei mais e o cumprimentei pelo facebook. Atencioso e com extrema educação respondeu-me, de forma ainda comum, ou seja, sem dar-me muita atenção, pois eu era apenas mais uma que o procurava dentre tantas, com certeza. Mas, não desisti e voltei a insistir, escrevendo mais vezes até que Ele me respondeu mais seguidamente e, começou a rolar um clima de aproximação, meu coração ficava aos pulos quando abria meu facebook e lá estava alguma mensagem D?Ele que me endereçava. Despertava um tesão inexplicável e ficava melecadinha em instantes, apenas com a leitura, não entendia o porquê do fascínio que despertava em mim um homem que nem o conhecia, nem sabia sua aparência. Mas, cada dia mais, estava me apaixonando totalmente, não compreendia como isso era possível.rnConheci o BDSM pela internet, fuçando em blogs, sites de contos e vídeos. No inicio achei tudo bizarro, forçado, impraticável, logo me vi voltando a esses sites quase que diariamente, gostava do que sentia, embora muito disso me fosse estranho, tudo que eu via batia de frente com o que julgava correto até então, fui criada para ser a esposinha, mamãezinha, e por essa razão a demora em buscar viver algo real. Ao vasculhar alguns contos na internet, achei um que chamou-me a atenção no mesmo instante, a narrativa era envolvente, maravilhosa, que me balançou em direção àquele que viria a ser meu Senhor e foi tão forte o que meu corpo vivenciou porque ali estava tudo que eu queria e imaginava para mim, a leitura calou-me fundo, que imediatamente ensejei viver isso tudo com o aquele DOMinador. Eu estava disposta a tentar conhecê-lo de alguma forma e quem sabe viver uma relação com Ele, em ser sua escrava, servir, fazer-me feliz em poder dedicar-me a Ele, de amar incondicionalmente, sentia que depois de saber da existência de D.G. já não tinha como voltar a situação de antes, de santinha, meu caminho era ir a Ele, eu queria muito e torcia para que DOM GRISALHO me quisesse também, sonhava com isso, imaginava-me estar aos seus pés, enfim queria pertencer a quem me excitou apenas em ler seus escritos.rnAlguns dias depois de troca de mensagens pela rede de relacionamento, trocamos nossos e-mails e começamos a conversar diariamente pelo skype, logo no inicio já estava me soltando nas conversas, e, entre outras confidências contei que meu marido é alguém que na hora do sexo, me procura sem preliminares, ele somente subia em cima dela, na clássica posição papai e mamãe e goza rapidamente, grunhindo como um porco, eu me enojo em tocar seu corpo, mas é meu companheiro, pelo menos ainda. Em meus 7 anos tive somente um parceiro de cama, meu marido corninho (como D.G. mandou que eu o chamasse), e eu não sabia o que era sentir prazer de verdade com um homem, e que ao ler os contos de S&M aquilo me torturava já que queria aquilo que eu lia. Quando meu DONO aceitou teclarmos já desviei toda a minha atenção a Ele, desprezando por completo meu esposo, não aceitava ser tomada por Ele, sentia-me errada por manter uma relação sexual com ele e, não sentia prazer algum, queria sair daquela situação, mas por ordem de meu Senhor determinou que fosse para respeitar minha posição de esposa e aceitar trepar com o meu esposo, mas com alguns limites, razoáveis por sinal, foder somente no escuro sem oral e pensando no meu DONO, não ficar nua e nem me despir na frente do marido a não ser extremamente necessário e ainda dar ao corninho no máximo uma vez por semana, que é muito, pois não sei como conseguirei sentir ao ser penetrada, será dificultoso a mim, mas ordens são feitas para serem cumpridas e não discutidas. Sei que não vai ser fácil para eu conviver com o esposo de agora em diante, terei que engolir sapos e mais sapos, mas como o meu práprio DONO explicou-me, preocupado com o meu bem estar, Ele instrui meu viver pelos prazeres do BDSM e me conduzirá como mulher e cadela, ouvindo, explicando e dizendo-me o que fazer de minha vida de forma total. Nunca em nenhum momento meu Senhor me mandou acabar com o meu casamento, ao contrário afirmava para ter tranquilidade e não ?chutar o balde? como se diz. Devo me comportar assim em razão do que será melhor ao meu filho que deve ter a presença do pai constante e, eles se amam muito, tanto um quanto o outro, pelo menos para isso ele me servirá, então vou aguentando. Vou evitar, dentro do possível, até ficar saindo com o corninho, porque não sinto nenhuma atração, mãos dadas e beijinhos nem pensar, acabou. Continuo casada e procurando prazer e satisfação com o meu Senhor.rnTodos os dias meu DONO me dava instruções completas, por e-mail, teclando no skype ou ainda pelo celular, a mim bastava apenas seguir e colocar-me a sua disposição, ficava esperando-o com o meu celular aberto para que me desse um pouco de atenção, qualquer coisa D?Ele me bastava. Meu DONO em uma de suas mensagens me falou de almas gêmeas, que segundo sei, é um único ser, que, em determinado momento, foi dividido em dois, para que pudessem evoluir individualmente e, mais tarde, depois de conquistarem o equilíbrio, unirem-se eternamente- linda forma de pensar: tenho plena certeza de que somos assim ligados, pois o amo, amo, amo... Sem explicação em menos de uma semana eu já estava amando-o como nunca. Eu o olhava com ar de escrava bem mandada e respeitosa nas poucas vezes que abria a webcam.rnEle marcou um encontro, minha ansiedade era muita, mas é assunto para contar na práxima vez, garanto que será delicioso, aliás, como tudo que meu DONO faz...rn.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.rnSe desejar entrar em contato com dúvidas, informar-se sobre o BDSM eou receber outros contos de minha autoria, entre em contato por e-mail: [email protected] - ficarei satisfeito por poder mostrar-lhe meus trabalhos e, quem sabe sermos amigos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto gay colocontos sexo minhas meninas do sitiocomeu cu da coroade 30anosstia sobrinho conto eróticoconto erotico trepei com meu primo engravideiNovinha putinha conto eroticoconto erotico lesbica masculina escraviza mae e filhaesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadocomi minha vizinha e minha mulher contosComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculomulher forçada com homem colocado garrafa na buceta delacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico corno puta e paiComtoerotico pequeninafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelaconto fiz sexo oral em padreconto: crente safada da ccb em swingcontos de coroa com novinhodei pra um dog bem dotado me arrombonovinha nascendo peitinho e muito safadinha contoscontos recentes evangelicasContos eroticos virgem remexeContos eroticos trans sex dotada maduraFilha babando pau do pai contoseroticosfodidas no bar contopono gay. de homens taxeta Contos eroticos neguin e cidaComtos casadas fodidas em matagalcasal menage experiencias sexuais contadascontos bundão arrebitadocontos eroticos arrombando a gordaeuconfessosograSarado tesao mexendo movimentoGozando na boca Abrantes dela chuparConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zootava/sozinho e aproveitou e ligou.pra travesti ativacache:o2QtLYsJB5EJ:okinawa-ufa.ru/conto_23564_totalmente-submisso-a-minha-dominadora.html conto erotico reis sogro velho dotadocontos eroticos shortinho pppcontos eroticos pintinhoconto comi minha mae na prisaócontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto erotico facilitei para fuderem minha mulherflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhacontos eroticos novinha de 12an chantageadacache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 Contos mulher coloca silicone e vira putaprimeiro boquete contoscontos erotico levwi minha esposa numa suruna de suprwsalesbica conto professora fisicatesao chefecontos eroticos com fotos mae putagozei na buceta da maninha engravidoucontos eroticos arrombando a gordacontos gay sentou no colojapinha.de.baixo da mesaconto gay despedida de solteiro com o meu primohistoria e contos lesbica primeira vez com minha baba  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  sexo.com trilogia com a bunda nos seios pequenos e durinhoscontos tia tirou os pelos do pau do sobrinhocontos de coroa com novinhoConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotosporno com fascinaçao por irmaafilhada carente contoContos eroticos galeracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteaiiao taradoMulher que fica çarando o priquito uma na outra ate sair galaminha cunhada quis que eu a visse nua