Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI UMA DESCONHECIDA NO CARNAVAL DENTRO DO CARRO,

Sou loiro tenho cerca de 1,76 alt. 85 kg olhos verdes. Tenho 24 anosrne moro na cidade de Ponta Grossa Paraná.rnVamos ao conto...rnAgora dia 20 fui passear em termas de jurema,no carnaval com minha namorada.rnChegamos La, pelas 20:00 horas e fomos nos acomodar no quarto. Terminamos de arrumar as coisas no quarto, aquela esfregação e coisa e tal,acabamos dando uma. E logo apás um belo banho, fomos jantar. Ver os outros hospedes.rnSentamos à mesa, e para a minha desilusão, sá havia pessoas idosas no hotel. Terminamos a janta, e fomos para o quarto descansar da longa viajem de Ponta Grossa ate iretama.rnNo dia seguinte durante o café da manha eu vi um casal chegando. Ele um loiro meio gordinho, cabeludo, com cara de azedo. Ela uma morena magrinha,+- 47 kg, 1, 60alt, aparentando uns 19 anos olhos verdes,cabelos longos lisos, que até brilhavam com as luzes do restaurante, peito pequenos mas com os biquinhos duros por baixo daquela blusinha branca, e aquele shorts florido que mostrava as coxas. Uma delicia de menina.rnMais que depressa e disfarçadamente peguei meu prato na mesa e fui ao lado dela na mesa de frios no café, para sentir o cheiro do perfume dela. Ela me olhou e com um sorriso no rosto me disse bom dia...eu respondi bom dia...e voltei a minha mesa, para não dar bandeira a minha namorada.rnLogo apás o almoço, fomos para as piscinas. E aquele casal chegou perto de nos e começou a puxar papo, pois afinal éramos os únicos casal jovens. ( eu com 24 minha namorada com 22) e eles ( ela 19 e ele 25).rnConversamos fizemos amizades. Ela se chamava Fábia e ele André. Ficamos juntos nos 4 ate a hora do jantar. Quando iria ter o baile de carnaval no Hotel, logo apás o jantar. Nessa hora já sabíamos tudo quase da vida de cada um,bebíamos e dávamos risadas. Pois o jantar já tínhamos tomado muita cerveja.rnFomos para o baile, eu estava alegre, minha namorada estava até meio mal, pois tinha passado a tarde bêbedo caipirinha de morango na piscina, daí misturou com a cerveja...assim como o namorado da Fábia.rnAndre começou a passar da conta, e percebeu e foi dormir. Deixando eu a minha namorada e a Fábia ali no salão dançando. Logo passou o garçom oferecendo amarula, nossa aqui sim foi pra matar. A mistura que fizemos de bebida. Percebi que Fábia também estava se alterando, e falando tudo sobre as intimidades deles. Que eles brigão de mais...Ele foi o único namorado dela..bla bla bla. Esses assuntos de mulher bêbada.rnLogo percebi que minha namorada, estava também mal, e eu tive que levar ela no quarto. E eu tava muito animado não queria ir dormir,e resolvi voltar. Mal eu sai do quarto já tinha visto minha namorada dormindo de tão bêbada. Quando fechei a porta do quarto, vi a Fábia do meu lado reclamando que nos tínhamos deixado ela sozinha lá. Voltamos nos dois e começamos a dançar, eu como tava com um tesão pela aquela gata, me aproveitei. Me esfregava passava a Mao nela, e ela não se importava. Tinha momentos que eu não sabia se ela estava se abrindo, ou se era o álcool, ou se era o jeito dela mesmo. Dançávamos muito e fomos indo para um canto do salão mais afastado. Quando eu menos esperava ela me abraça, dando risada e falando que tava com vergonha do que ia me dizer.rn-Nossa Leo, você acredita que eu estou molhada ? ( ela dava risada de meio bêbada )rnEu mais que depressão não poderia deixar de passar uma oportunidade dessas.rn- Serio ? Deixa eu ver !!!rnColoquei a Mao por dentro do calção dela, naquela bucetinha peluda... E estava mesmo com tesão, a gostosa. Comecei a meter o dedo, ela me da uma leve mordidinha na minha orelha e diz: Continua...rnEra o meu sinal tinha que comer ela...mas onde ? O meu quarto estava minha namorada, no AP dela estava o namorado dela bêbado. Resolvi levar ela dentro do meu carro.rnEu dentro do salão dava beijo nela, passava a Mao nela, ate que de mãos dadas fomos para o meu carro,no estacionamento, em baixo de umas arvores, no meio do mato, um local bem escuro. Entramos nos agarrando...ela me dizendo:rn- Não acredito que vou fazer isso, mas eu quero sentir outro homem. Você será o meu segundo homem . Não terei outra chance ou oportunidade.rnMeu pau, dava cabeçada dentro da cueca. Não aguentei e tirei toda minha roupa dentro do carro. ( não eh fácil isso) Ela do lado também tirando toda a roupa. ( É uma sensação estranha você ficando pelado ao lado de alguém que você mal conhece e essa pessoa também ficando pelado do lado. Não é a mesma coisa que eu tirando a roupa dela.rnQuando eu vi ela sá de meia, no banco do passageiro, aquela buceta peluda, meti a boca, chupava ela, enfiava a língua La dentro, chuva o grelinho dela, e girava a língua naquela buceta, ela me puxava pelos cabelos, parecia que tentava colocar minha cabeça dentro da buceta dela.rnNum ato explosivo, ela me joga no banco do motorista, e começa me chupar. Que língua, na verdade ela me lambia. Passava a língua desde a cabeça do meu pau ate a base. Eu avisei que ia gozar, ela parou tudo, com a língua veio me lambendo a barriga, umbigo, peito, pescoço beijo minha boca, sentou no meu colo e sentou no meu pau. Ela deu uma gemida na minha orelha, que eu me segurei para na gozar sá com a gemida dela...Ele entrou tão fácil. Nem deu tempo de eu pensar em por uma camisinha. Logo aquela gostosa começou a cavalgar... Gemia, e gozava muito. Eu ate me assustei umas horas...Ela quando gozava ela fica se tremendo...com se estivesse com frio...E logo começava a pular...rnEu estava quase gozando, e queria mais. Coloquei ela de frango assado no banco do passageiro e de joelhos no chão, coloquei fundo meu pau na bucetinha dela... Ela com a Mao direita segurava o peito,e com a esquerda ficava tocando uma siririca na minha frente enquanto eu metia nela...era muito gostoso.rnTirei meu pau da buceta dela, coloquei ela de joelho no chão do carro, e com a barriga no acento do banco ficando de 4 pra mim, e coloquei na buceta dela... Ela rebolava aquela bunda no meu pau, olhava o cuzinho dela piscando, resolvi colocar o dedo para amaciar e comer aquela bunda...Quando eu falei isso, ela recusou. Falou que ali doía demais e ela não sentia prazer nenhum sá nojo. Eu respeitei. Continuei a meter naquela buceta, que logo ela falou se eu não poderia gozar logo, pois a bucetinha dela tava começando a doer.... Nossa eu me senti o cara mais pauzudo. Comecei a gozar dentro dela, afundei o Maximo que pude meu pau dentro dela, pois afinal não queria era sujar meu carro também.rnFicamos encaixados ate meu pau amolecer dentro dela...Colocamos a roupas e saímos do carro. Foi algo entranho de novo. Saímos do carro nem conseguindo um olhar para a cara do outro. Cada um foi para o seu quarto. No dia seguinte no café da manha eles, nem sentaram na nossa mesa. Minha namorada estranhou, e eu mais que depressa falei: Aposto que ficaram com vergonha da bebedeira de ontem...rnE assim foi os restante dos dias... Sá nos falando o básico... Para mim foi átimo.rnGente essa foi minha historia que aconteceu nesse carnava, e vim aqui contar, para voces. É verdadeira, e gostaria que vocês, votassem pelo conto, e não pelo português.rnMeninas Qualquer coisa, podem me [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos mamae rabao gordinha de biquinevelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhacontos eroticos aventura em resendefudeno a amanda e nanda duas gostosinha mobiletias coroas em festa despedida de solteiracontos: puto dando ao ar livrecontos sexo minhas duas tias me espiando meu pausaoconto erótico meu marido bobão marido de pau pequenocontos eróticos de casadas rabudas traindo seuconto erotico encoxada irresistívelconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos eroticos bem safados e essitante arronbarao meu cusinho com um pepinoVirgenzinha contosconto eroticos.chupfilha apaixonada pelo pai contos eroticismoleque broxou e nao meteu e de o cuestuprada por quatro cachorros conto eroticoarrombando a enteada contos eroticosencoxadas socando com força reçentecontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhacontos meu vizinho tira o pau pra foraFui confessar e comi a madre contoscontos de esposa peitudas amamentando varioscontos eroticos de marido melher cunhadinha e a primawww.flogdesexo.compauloelizabethcontos eroticos de despedidas de solteiracontos de coroas carentes traindo seus maridos com jovensconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primacontos os peitos e o rabo da minha filha me seduziu comi elaloucuras do carnaval varias pessoas fudendo juntas no dalaoconto erotico comi mae e filha com chantagemmasturbei meu melhor amigo contos gaycontos eroticos gratis estupro masoquismoconto erotico minha sogra dando banho em mim23cm e um czino virgemestiquei os peitos da gostosa contoscontos devorei minha filha putqcontos noiva dando o rabo pro patraocontos eróticos gay marombasamiga cusudas da escala ensito o dotadoBaixar videos de molecotes novinhos sendo estrupados de penis durocontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comiconto minha enteada de sete anos sentava no meu colocontos dei o cu pro agricultor pauzudomolhadinha de tesao com pica dos animaisrelato erótico real- a visitacontos eroticos de incesto veridicocontos papai me arromboumarcio o trinador me enrqbouComtoeortico calcinha da entiadinhasafadinha novinha me surpreendeu contoscontoseroticos negaoContos eroticos cunhada safada jeovacontos eróticos com o vizinho q mora sozinhoContos eróticos de gay comi o filho do meu patrãocontos porno filho do amigo secretomeu padrasto foi n meu quarto conoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos traindo marido na SalaAdoro ser cdzinhacontos eroticos gay novinhocontos eroticos com vovoContos de sexo minha esposa deu a buceta pra os pirralhosContos eroticos enteadascontos bdsm a porca marianacontos eroticos arrombando a gordamenines sendo encoxadas no onibus lotado/casadoscontostravesti gozando no próprio sutiãcontos bunda cu bebadacontos eróticos com idosaChuoada com gossdasbunda grandíssima contos eróticos chupando os peitos da minha sogra e f****** elaconto erotico lesbica masculina escraviza mae e filhaContos eroticos humilhado seiosconhecemos travesti linda e dotada casal bi contopraia de nudismo mulheres casadas fica louquinha quando ver os bem dotados dá para eles bem gostoso escondido do marido