Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI CORNO NO BANCO DE TRAZ DO CARRO E ADOREI

Os nomes retratados aqui nesse conto, são nomes fictícios. Me chamo Sergio tenho 38 anos, 1,84m 92kilos, cabelos castanhos claros, casado há 19 anos com Marli, uma morena de 42 anos, muito bonita, 1,70m 80kilos bem distribuídos, com seios proporcionais, coxas grossas e bunda grande.rnIniciamos nosso relacionamento de forma normal, ciúmes e muitas brigas como é normal na maioria dos relacionamentos.rnCom o passar dos anos fomos nos adaptando, e em nossas transas era normal falarmos uma besteira ou outra, mas sempre, caiamos na mesma fantasia, um ménage masculino, o tempo foi passando e cada vez mais nos excitava a ideia. Na hora da excitação, falávamos que iriamos a algum Club de swing, mas depois que terminávamos, nenhum dos dois tocava no assunto.rnEra claro, estávamos contagiados por aquele desejo, pois quando a relação pegava fogo, íamos a loucura, mais no dia seguinte, tudo voltava a estaca zero.rnComo é normal no relacionamento o tempo foi passando e as coisas esfriando, iniciaram-se as brigas, as desconfianças, enfim nada acontecia, mais cada dia um motivo diferente para uma nova briga. Todos sabem que apesar de apás uma briga sempre haver a reconciliação(que é uma delicia), as vezes falamos ou fazemos coisas que vão arranhando o relacionamento, muitas vezes esse arranhão se torna um grande problema, e quando percebemos se transforma em um grande amassado. Resumindo, inevitavelmente um dos dois por vingança ou até para se auto firmar acaba pisando na bola. Porque comigo seria diferente, me apressei e dei aquela pisada, acabei com tudo, coloquei em jogo tudo que conquistamos, e enfim nos separamos por aproximadamente 01(um) mês, claro puta cagada, estava com a mulher certa e não percebia isso sá enxergava os defeitos, mais a distancia acabou por abrir meus olhos, a saudade bateu e resolvi voltar pra casa. No inicio ela me aceitou, até por eu não ter mais onde ficar, porem, com muitas restrições, entre elas quarto separado e nada de relação.rnApos alguns dias de convivência na mesma casa, acabamos nos interessando um pelo outro novamente, porem ela deixou bem claro que iria se vingar de mim.rnNão demorou muito tempo, ela resolveu se arrumar e disse com todas as palavras que, iria se encontrar com um antigo namorado, e eu não deveria falar nada, pois eu errei muito e não tinha o direito de achar aquilo errado. Na hora foi o que realmente fiz, apesar de no inicio não aceitar, me calei para ver no que ia dar aquilo, até achava que ela não teria coragem de fazer nada, afinal estávamos quase que juntos novamente. Me lembro que na época eu trabalhava a noite e naquela noite tinha que trabalhar. E assim fui ao trabalho com uma mistura de raiva, desconfiança, mais com um fio de esperança que aquilo não passava de uma pegadinha, sá para ver o que eu iria fazer.rnAo chegar no trabalho, não conseguia me concentrar, sentia um frio na espinha e barriga, ficava imaginando o que minha esposa estaria fazendo naquele momento, não tinha como sair para ter certeza que ela estava em casa, e telefonar não seria a solução, pois se sua intenção era me testar de certo ela não iria atender o telefone, isso sá me deixava uma alternativa, esperar. Lá pelas tantas da noite, recebi um telefonema dela apenas para me dizer que ela já tinha chegado e estava bem, não aguentei e perguntei como tinha sido a noite, e ela apenas me respondeu átima, mais agora vou dormir, amanha nos falamos. Ai as coisas se complicaram minha concentração acabou de vez, não conseguia fazer mais nada, a não ser pensar naquilo tudo. rnNo dia seguinte quase sai antes do fim do horário de trabalho, estava ansioso em saber o que acontecera. rnAo chegar em casa, eu a vi na cama deitada, dormindo como um anjo, não aguentei e acordei-a para saber o que tinha acontecido, era possível ver em seus olhos a satisfação em ter saído na noite anterior e feito o que passou a relatar com um prazer enorme.rnEla disse que tinha se encontrado com seu ex-namorado, conversaram um pouco, e de lá entraram no carro dele e seguiram para um lugar calmo, mais precisamente na garagem de uma obra, onde resolveram me dar o merecido troco. Marli começou nesse momento me descrever tudo que tinha feito com Ricardo, disse que no inicio foram para o banco de traz, rebateram o banco da frente e começaram a se beijar, depois disso, ela já o apalpando fez uma deliciosa chupeta, em seguida ele a posicionou de quatro e começou a chupar sua bucetinha e cuzinho até que ela ficasse louca e implorasse para ele começar a come-la, o que segundo ela não demorou, disse que fuderam gostoso e que ele a comeu com muita vontade, e de várias formas, disse que certa hora ele passou a cabeça do pau no seu cuzinho e que aquilo havia deixado ela louca, e que apesar da vontade ela não deu o cuzinho pra ele, coisa que também nunca tinha feito pra mim, porem, não conseguia esquecer aquilo e que voltaria a sair com ele sá para dar o cuzinho bem gostoso.rnAo escutar seu relato fui tomado por uma vontade tão grande de possuir aquela puta pra mim, que não resisti, pulei em cima dela e comecei a fazer amor de uma forma desesperada, como nunca fiz antes. Por incrível que pareça me sentia feliz, realizado e não me conformava em não ter certeza que essa trepada teria acontecido realmente, porem, em quanto transava com ela e ela ia me contando tudo novamente sugeri que ela fosse novamente e que dessa vez me trouxesse provas de ter me corneado, pois aquilo havia me deixado muito feliz. E claro que depois de todo aquele tesão Marli disse que iria fazer mesmo, não porque eu pedi mais sim porque ela havia adorado me trair.rnMais essa nova aventura conto no práximo relato?!rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico coroacasado comendo onovinhocontos eroticos minha mulher piranhaquando me masturbei saiu bastante gosma da minha buceta será que gozei?Pega minha xerequinha tio contos eroticosIncesto com meu irmao casado eu confessocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos eroticos esposa do tioPaguei xom abuceta contosDei meu cuzinho para o papai contoscontos eroticos com coroas no cinema pornoconto erotico maecontos de mae vadia fazendo orgia com o filho e amigosconto erótico de gay dando o cuzinho pro primo aos dez anoscontos meu cuzinho aberto escorrendo porraempinadinhacontosComi a josi da bocaengravidei no mato contovisão da sogra e da cunhada e g****** na boca das duas s*****Contos eroticos-lesbica plugconto comeu afamilha todaContos eroticos cunhada safada jeovaesposa surpreende marido com casal para fazerem swingConto erotico vizinha veia carentegoogleweblight língua no c* da gordavelhos viciados contos eroticoconto erotico desde pequena fui putinha do meu paiDescabelada porra bolas corninho contodia dos namorados incesto contoLuizinho meninos novinhos um transando com outro pela primeira vez de dois primos transando comFilha babando pau do pai contoseroticosirma incesto contosconto erotico me vesti de mulherzinha e fui a piranha da festaconto enfiei a cueca no cucontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosContos eroticos ,meu filho quando me ve de camisola fica louco com penis grandaosafadas gostando de ser tateadanotei que na hora que falei maridinho ficou de pau durogostei de ser abusada contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaconto mae e filho bebados fazem sexo depois na valta de uma festahomen dando cu para a gradeucontos eroticostio e sobrinhaconto duas irmas novatas e safadasrelatos minha esposa dando a bundinha eu chupando a x******lésbicas ninfetas comendo peitorais de travestisfilme pornô com gordinhas empadãoestrupei minha tia e engravidei ela contos heroticosminha bucetonae e muito apertadinha contoseroticosfui enrabado pe lo o yravesti na baladacontos cdzinha apanhar submissacontos de viuvinhas crentesconto erotico mulher buceta grànde traindo marido mendingocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos gay putinha pedreiroscontos eróticos vendadacontos eróticos sequestrada por um velhocontos eroticos enrabada pelo professor de academiacontos/fudi tia e primasContos de travestis pauzudoscontos eroticos castigo da filhamulher com bundão roçando no cobertorhistoria porno gay, paguei boquete no amigo carlosbuceta ebumdaocontos eróticos - dando carona pra duascontos eroticos gay game apostaContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cuconto erótico Gabriela Cravo e CanelaContos eroticos campingContos eroticos de mendigocontos eroticos arrombando a gordadevagarsinho entrou tudo no cuzinho contos