Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DP COM MEU MARIDO E AMIGO

Oi pessoal, sou eu mais uma vez, a Bárbara para contar como foi a minha primeira dupla penetração com meu marido e meu ex-colega de trabalho. Ele é na verdade aquele que trepei quando ainda morava no Rio de Janeiro, logo depois que meu ex-chefe me comeu, voces lembram? Com certeza, até o final desse conto, terei de dar uma paradinha estratégica para gozar mais uma vez, pois como não sou de ferro vou me deliciar nos meus dedos. Bem, então vamos la. O nome desse meu ex-colega de trabalho é Luiz e se voces se lembram,ele sempre foi de falar coisas que deixam qualquer mulher feliz e cheia de tesão. Quando chegamos no Rio de Janeiro disse ao meu marido que gostaria de encontrar o Luiz novamente e meu marido topou na hora. Telefonei para o Luiz e marcamos assistir o desfile das escolas de samba na casa dele e que estava louca de vontade de ver a mangueira entrar. rsrsrsrsrs. Chegamos então na casa do Luiz na segunda-feira de carnaval e depois de colocar o papo em dia e bebermos nossa cervejinha gelada fomos "assistir" o desfile. Eu estava com um vestido de alças, sem sutiã, com uma calcinha branca e sandálias de salto alto, o que me deixa bem mais interessante do que sou, e olha que me acho bem interessante. Sentamos no sofa sendo eu no meio dos meus dois homens. Ficamos vendo o desfile com a luz apagada quando meu marido começou a bolinar meus seios. Estava ele dando um sinal que a sacanagem iria começar. Ele abaixou as alças do meu vestido me deixando com os seios de fora e depois de apalpar primeiro o direito e depois o esquerdo, passou a chupar me fazendo gemer e ficar toda arripiada. Luiz colocou a mão entre as minhas pernas e foi colocando o dedo na minha buceta já então encharcada de tesão. Ele puxou a minha calcinha para o lado e ficou brincando com o meu grelo me fazendo gozar pela primeira vez. Foi então que disse ao meu marido que a minha calcinha estava me incomodando. Ele parou de mamar meus seios e sem falar nada levantou o meu vestido e tirou a minha calcinha me deixando toda a berta as olhos do Luiz. Meu marido voltou a mamar meus seios e o Luiz se colocou entre as minhas pernas e caiu de boca na minha buceta, chupando e mordendo de leve meu grelo. Fiquei ali aproveitando o prazer que eles me proporcionavam e apertando a cabeça do Luiz entre as minhas pernas gozei mais uma vez. Luiz, já completamente nu e de pau duro, sentou novamente no sofa e achei que deveria recompensar o meu prazer. Segurei o pau dele e primeiro dei uma lambida na cabeça do pau e com a língua fui descendo até chegar as bolas dele e chupei uma de cada vez. Depois voltei pelo mesmo caminho até chegar novamente a cabeça do pau e enfiei todo ele na boca e passei a mamar aquele pau duro e grosso que me dava tanto prazer. Junto com as chupadas eu tocava de leve uma punhetinha fazendo o Luiz gemer de prazer. Com o pau dele todo na boca senti que ele estava começando a inchar o que significava que o Luiz ia gozar logo. Meu marido assistia tudo com seu pau na mão e quando o Luiz disse que iria gozar, ele segurou a minha cabeça e forçou para baixo não me deixando tirar o pau do Luiz da boca. Comecei a sentir os jatos de porra sendo despejados na minha boca e apesar de não gostar engoli tudo, pois quando é pra dar prazer ao parceiro eu não tenho pudores. Quando Luiz acabou de gozar e eu de engolir toda porra dele, passei a dar lambidas na cabeça do pau dele pra limpar de vez todo o pau e não deixar uma gotinha de porra. Vieri para o meu marido e dei um beijo de na sua boca, fazendo ele sentir o gosto do pau do Luiz e o sabor da sua porra. Luiz então se posicionou por trás e passaou a enfiar seu pau dentro da minha buceta. Ele enfiava e tirava bem vagarosamente me fazendo sentir cada centímetro de pica dentro de mim enquanto eu continuava a beijar meu marido. Depois de algumas estocadas cada vez mais forte, Luiz não aguentou e gozou dentro de mim. Não sei se voces sabem mas adoro sentir um jato de porra dentor da buceta. Isso me da o maior tesão. Então virei para o meu marido e comecei a chupar o pau dele da mesma maneira que tinha feito com o Luiz. Desta vez fiz mais rápido para meu marido gozar logo, pois ele estava sem gozar desde que começamos e eu não estava muito afim de esperar. Meu marido gozou uma enormidade de porra na minha boca e pra não rolar ciúmes ou coisa parecida, engoli tudo também. Aí foi a vez de fazer o Luiz sentir o gosto do meu marido e fui beijar ele na boca como tinha feito com o meu marido. Paramos pra descansar e comer alguma coisa pois o esforço abriu o nosso apetite. Fui a cozinha e peguei alguns quitutes com as cervejas e ficamos beliscando e bebendo enquanto via o desfile. Eu estava de vestido ainda e meu marido e o Luiz estavam nus. Meu marido então tirou o meu vestido me deixando nua como eles estavam. O pau do meu marido estava duro de novo e o do Luiz começando a endurecer. Meu marido então deitou no tapete de costa e com o pau duro me chamou para sentar nele. Passei minhas pernas por cima dele e encachei seu pau na entrada da minha buceta. Fui descendo lentamente até sentir as bolas do meu marido encostando nos meus lábios vaginais e então comecei a cavalgar. Luiz veio para minha frente e colocou o pau na minha boca. Passei a mamar aquele pau até deixar completamente duro. Eu não pretendia fazer nada além daquilo que estava fazendo quando meu marido pediu para o Luiz ir pra trás de mim. Confesso que fiquei sem entender o que estava pra acontecer mas quando meu marido abriu a minha bunda deixando meu anelzinho exposto fiquei assustada. Claro que sempre quiz experimentar uma dupla penetração mas não estava esperando para aquele dia, pois tudo que fazemos, eu e meu marido, é combinado primeiro. Luiz estava de pau duro atrás de mim e eu com o pau do meu marido todo enfiado na minha buceta e com a bunda aberta convidando o Luiz a entrar. Senti o Luiz passar um líquido no meu cú e enfiar seu dedo que entrou facilmente. Bem, eu estava ali com o cú lubrificado e esperando ser penetrado pelo pau do Luiz. Ele se ajeitou e colocou a cabeça do pau na entrada do meu cu e pediu para o meu marido parar com os movimentos e passou a entrar lentamente. Não sei se por medo me tranquei toda o que fez a penetração ser mais dolorosa do que prazerosa. O Luiz continuou enfiando até eu sentir todo o pau dele dentro da minha bunda. Relaxei então e comecei a aproveitar a nove experiencia que estava sentindo. Meu marido e o Luiz reverzavam a penetração e enquanto um entrava o outro saia. Aquilo foi ficando deliciosamente gostoso e acabei esquecendo as dores e sentindo muito prazer. Meu marido gozou dentro da minha buceta mas continuou com o pau duro dentro dela até o Luiz me inundar a bunda de porra. Depois caiu por cima de mim me fazendo de recheio de sanduiche de homem. Ficamos deitados descansando um do lado do outro, mas eu sentia sair porra por todos os lados e resolvi ir tomar um banho. Cheguei no banheiro e liguei o chuveiro deixando a água cair no chão e lembrando da loucura que tinha acabado de fazer e mesmo que não quizesse lembrar meu cuzinho não me deixava esquecer. Enqunto lembrava fui ficando cheia de tesão e doida pra trepar de novo quando vejo o Luiz entrar no banheiro com uma tolha limpa pra mim. Perguntei pelo meu marido e ele disse que estava dormindo. Perguntei se ele então não queria tomar banho comigo e ele disse que essa era a sua intensão. Entramos debaixo da água e começamos a nos beijar. Seu pau estava duro novamente encostando na minha barriga e eu me ajoelhando passei a chupar seu pau. Ele segurava a minha cabeça e fudia a minha boca como se fode uma buceta. Não sei se a intensão dele era gozar de novo na minha boca mas eu queria sentir a porra dentro do meu corpo. Perguntei se ele não queria fuder a minha bunda novamente e ele me levantou e jogou o sabonete no chão me pedindo pra pegar. Fiquei curvada com as mãos no chão e o Luiz dirigiu seu pau para entrada do meu cu enfiando desta vez sem dá e nem piedade. O pau dele entro de uma vez e me segurando pela cintura me levandou e passou a fuder a minha bunda estocando sempre fundo o seu pau dentro de mim. Ficamos nessa posição até que ele no meu ouvido disse que estava adorando o carnaval e que iria gozar novamente dentro da minha bunda. Os jatos foram fortes e ele continuou ainda alguns segundos metendo seu pau até retirar ele de vez e ficar com ele na minha bunda e massageando meus seios. Eu gozei tantas vezes que nem sei qual foi a melhor gozada. Acho que todas foram maravilhosas. Depois de terminarmos nosso banho em que um assaboou o outro, fomos para a sala onde meu marido dormia e ficamos vendo o desfile.rn Quando meu marido acordou, eu já estava arruamada. Ele foi ao banheiro, tomou um banho rápido e fomos embora pra casa. O Luiz disse que foi a melhor trepada da sua vida e pelas vezes que ele gozou, deve ter sido mesmo. Eu achei que não poderia ter sido melhor. Meu marido disso que tinha realizado mais um sonho dele que era fuder a minha buceta com um pau enfiado no meu cú. Claro que ainda trepamos de novo quando chegamos em casa e desta vez era eu e ele, o homem que eu amo. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


papai chupou meu cabazo video gratis agoracontoContos erotico com o meu avo na fazendaContos erotico desvirginei as filhas do meu amigocontos eroticos sendo virgem dei pro jardineirotios velhos gay contospeitinhocontoscontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contoscontos eróticos cantei minha tia coroaConto Erótico Amiga PEITUDAContos eróticos estuprada no ónibusFui estuprada com penis de borracha contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos humilhado seiosContos eroticos de travetis negra do pau grande e gostosos.contos eróticos comi minha vizinhacontos eróticos esposa gostosa de motorista de carretameu primo e minha amiga contos eróticosconto erotico doce bruninha novinha no colocontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gaycontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos eroticos Coroas Gordas peladasconto erotico vendo meu subrinho mamando pedi um pouco para minha irmaconto erotico minha namorada cuidado de mimviadinho e o andarilho velho negro contos eroticoscontos de coroa com novinhoconto erotico de tia coroa negra gostosapraia guaratuba contos sexopirulito do titio contos inocenteContos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossaconto: crente safada da ccb em swingquero tua jeba rasgando meu cuconto erótico Gabriela Cravo e CanelaContos eroticos vendidabucetinha virgem bem pequenininho viscosaminha mulher foi enrabada e me contouver travesti de shortinho bem curtinho e bem dotadacontos esposa nua frente familiacontos veridico de priminhaContos eróticos família liberal.2,Historias eroticas Swingminha sogra falou que tem dificuldade para gozarcolocando a prizilha na bucetaContos eroticos dei a minha buceta para negrocontos eróticos de casadas evangelicas vagabundas dando tudo por tesãodepilano a buceta dela io cara comi elaExibindo contos eroticosconto erotico meu amigo e minha namorada torciam para o mesmo time contos erotico sou cazada beti punheta pro meu amigo pornocdzinha passiva. viciada em sexo contoMulher quadril fino buçeta arreganhada contos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netashttp://okinawa-ufa.ru/conto_77_papai-me-pegou-de-surpresa.htmlconto de o tenente me chupou muito gaydentista sonifero encoxadaCercada por varios contos eroticosfiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contoscontos erotico negro goza na buceta da noiva para o cornoperdi o cabacinho da xana dormindo contossexo grupal flagrante incesto usando calcinha contoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosComo ter pernas grossas e quadril largo em 1 mêsconto eritico gay bebadosobrinho do meu marido mais nao queria 3 contos eroticos.contos comida com meu namorado na cachoeiraconto amigo do meu marido tem uma rola enormefotos de fodas de buceta gostosa do precinpio ao fim todas as coloca?.Meu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .porno tio roludo viaja dd onibus com sobrinhacontos casada negaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecú guloso contos reaisvídeos de sexo com mulher da b***** bem chorona e o cubo empinadinho bem durinhoconto porno todos abusaram de mimzoofilia cachorro montando com forçacomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexual