Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CEDI A CHANTAGEM TRANSEI COM MEU CUNHADO,

CEDI A CHANTAGEM TRANSEI COM MEU CUNHADO,rnMe chamo sueli, sou casada por razão profissional ainda não temos filhos, eu e meu marido nos damos bem na cama, mas meu marido é meio ciumento, mas nada demasiado.rnrnrnMinha historia aconteceu quando eu era recem casada, na verdade eu tinha menos de um ano de casada quando meu cunhado veio me chantagear, fiquei num beco sem saida, e aconeceu cerca de tres anos atraz, num fim de semana todos os familiares foram passar o fim de semana na casa de meus sogros que são aposentados e moram numa chacara é um lugar bem gostoso e arborizado, fizemos um churrasco depois de um almoço em familia, a turma toda estava jogando baralho como eu não jogo logo depois do almoço dá aquela preguiça naturas e eu fui deitar-me numa rede que estava estendida embaixo dumas arvores num cantinho isolado, eu estava quase cochilando quando meu cunhado mais novo tinha 19 anos, se aproximou de mim começou a embalar a rede suavemente eu estava até gostando daquilo, mas levei um choque quando ele falou, Sueli, eu sei o que rolou com o Rafael, fiquei sem jeito e sem saber o que fazer ou falar.rnrnPra resumir vou contar o que aconteceu pra que o leitor possa entender, eu fazia faculdade era o ultimo ano então fizemos uma excursão daquelas de fim de ano para comemorar, eu já era noiva do meu marido, e nessa excursão passamos dois dias no parque do Beto Carreiro em Santa Catarina durante o dia Rafael que foi um ex namorado meu que ficou ao meu lado o dia inteiro, confesso que eu ainda tinha uma quedinha por ele a noite fomos para uma pousada, mas a maioria ainda saiu pra uma balada e minha colega de quarto tambem foi, mas eu fiquei porque estava cansada, estava eu assentada numa varanda quando o Rafael se aproximou com um copo grande de caipirinha na mão, e eu perguntei vc não quiz ir com a turma? Ele respondeu que não, completou ainda que preferia me fazer cia, depois de tomar a caipirinha com ele ele buscou outra, ao fim de dois copos eu falei que ia pro quarto que estava sentindo meio tonta, ele me levou, e sem pedir autorização entrou comigo, me deitou na cama deitou-se ao meu lado e rnrn começou a beijar-me, eu disse não porque minha colega de quarto poderia chegar a qualquer hora, ele falou nem se preocupe eles foram dançar e não voltam tão cedo..... pra resumir a historia rolou um sexo muito bom entre a gente, até ai nada demais, o problema é que na volta nos assentamos no ultimo banco, e como era noite rolou o maior amasso entre nás, ele me pediu pra chupa-lo e como já tinhamos transado eu acabei por fazer-lhe um boquete, mesmo que disfarçadamente alguem deve ter percebido.rnrnBem, voltando, meu cunhado falou eu me fiz de desentendida e falei, Rafael é um colega de faculdade, aconteceu alguma coisa com ele?? Meu cunhado deu uma risada e disse aconteceu sim no ultimo ano da faculdade quando vc ainda era noiva.... percebi que eu estava sem saida, mas tantas coisas aconteceram, seja especifico, ele falou quer que eu seja especifico então lá vai, aconteceu no hotel lá no beto carreiro, e no onibus, perguntei quem tinha lhe contado ele respondeu um passarinho, não importa,rnrnEu estava sem saida porque apesar de ser antes de eu estar casada mas eu estava noiva, e porque meu marido era meio ciumento não sei qual seria a reação dele, prensei em contar-lhe mas ao mesmo tempo que eu achava que devia contar me dava medo da reação, as coisas iam se complicar pra mim, então lhe falei porque está dizendo isso agora, ele então respondeu não se preocupe não vou contar nada, mas tem um preço, falei que não tinha dinheiro e perguntei qual era o preço, ele sem cerimonias respondeu não quero dinheiro, eu quero voce, eu já esperava algo assim, falei-lhe que ele era meu cunhado e eu não podia transar com ele, foi quando ele ameaçou, voce que sabe esse é o preço do meu silencio, nunca te disse mas sou tarado por voce cunhada, mas se não quer então conta voce pro seu marido assim quando eu contar ele não vai ligar e deu uma risada falou pense no assunto ainda vou voltar a cobrar minha divida e saiu de perto, fiquei tremendo nas bases, e assim o fim de semana passou sem mais nenhum contratempo.rnrnAlgum tempo depois meu cunhado me ligou e perguntou então Sueli, já contou pro seu marido? eu disse não, ele então completou então se não contou é porque não vai contar então eu quero o pagamento que te pedi, e eu, sem saída, aceitei, era o preço do silencio. então perguntei como seria o pagamento, ele já tinha tudo preparado para transar comigo, falou que viria até minha casa na parte da tarde daquele dia, eu falei tá louco aqui em casa nem pensar, ele então falou que tal na chacara (dos meus sogros) tambem refuguei essa ideia, falei pra ele se vc quer vamos a um motel mas não na nossa cidade porque tinha outras cidades nos arredores da nossa, e por ele não ter carteira eu tinha que ir com meu carro por isso não queria um motel na nossa cidade vai que alguem me ve entrando, ele falou tudo bem mas quero que vá de saia, eu não entendi o porque deste pedido mas concordeirnrn No dia e horario marcado me vesti coloquei uma saia conforme o pedido dele e fui ao encontro, mesmo me custando a acreditar que meu cunhado estava me chantageando e fazendo aquilo com o práprio irmão, fomos então com meu carro e nos 40 kms que separavam nossas cidades percebi o quanto ele me queria porque estava de pau duro, e durante o trajeto ele colocou a mão nas minhas coxas por baixo da saia e começou a me bolinar, sá então compreendi o porque ele pediu pra eu ir de saia, o safado queria aproveitar cada momento, já que na minha cabeça seria o primeiro e unico, não haveria outrosrnrnAo entrar no quarto do motel, meu cunhado já estava com seu pau duro e me agarrou sem muitas cerimonias, fiquei sem graça e naquele momento eu teria que dar para ele, porque eu queria salvar meu casamento ele me empurrou até a parede, e freneticamente levantou minha saia e meteu sua mão dentro da minha calcinha enfiou o seu dedo na minha bucetinha, afastei-o com jeito e pedi que fosse menos afoito, se quisesse transar comigo deveria ir com mais calma e deixar as coisas rolarem naturalmenteentão sentamos na cama Ele abriu minha blusa e começou acariciar meus seios e colocou-os para fora, deixei ele me tocar a vontade logo ele e estava mamando, como eu estava sem saida e tinha mesmo que transar com ele resolvi então aproveitar o maximo, trocamos carícias eu comecei a massagear seu pau, percebi que estava pulsando querendo me comer de qualquer jeito, resolvi judiar daquele garoto que não conhecia muito em materia de sexo, e provoquei-o de todas as maneiras.rnrnTirei seu pau para fora e cochichei no seu ouvido, agora vou chupar seu cacete voce quer? Imediatamente ele se deitou deixou seu pau totalmente à mostra, retirei então totalmente a sua calça deitei minha cabeça sobre ele e comecei a chupar berm lentamente aquele pau que de tão duro até latejava, quando abocanhei todinhoele gemeu de tesão, engoli cada centímetro daquele pau, quando de repente ele afastou e disse que eu parasse porque se eu continuasse ele iria gozar.rnrnEu estava ainda de saia e ele ainda naquela posição com o pau duro pediu para eu sentar em cima. Fiz o que ele mandou, subi de cavalinho em cima dele, peguei seu pau e coloquei na direção da minha bucetinha e fui sentando lentamente quando entrava a cabeça eu imediatametne subia e não deixava entrar todo, ei fiquei nessa brincadeira judiando dele por um tempão até que ele não resistindo agarrou-me forte pelos ombros e deu uma estocada forte que eu não consegui mais controlar a brincadeira e deixei que aquele pau ficasse agasalhado todinho pela minha bucentinha que não teve dificuldades nenhuma em agasalhar porque estava toda melecada de tesão, não foi preciso muitas bobadas e em poucos movimentos de vai e vem ele gozou abundantemente na minha bucetinha, e a adrenalina de sentir ele gozando fez com que eu gozasse tambem, deixei que aquele esperma jorrasse quente dentro de mim. naquele momento eu nem me preocupei que ele estava sem camisinha, sá mais tarde fui pensar direito no risco de eu engravidar do meu cunhadinho,rnrn Apos esse primeiro ato ele desfaleceu de prazer, eu ainda por cima dele senti seu pau amolecendo aos poucos dentro de mim, sá que eu ainda não tinha gozado apesar de ter sentido muito prazer levantei e inclinei-me novamente comecei a chupar seu pau com volupia e carinho, aos poucos, ele foi ficando duro novamente. Quando senti que seu pau estava duro novamente, tirei minha saia e fiquei de quatro, disse já que você me chantageou pra me comer tem que ser uma transa com tudo que tem direito então venha agora é hora de vc comer ceu cuzinho uando falei assim vi em seus olhos a tara que ele tinah por mim falei-lhe então que viesse com calma porque até me acostumar doia um pouco, falei pra ele que ele procurasse um gel lubrificande KY, todo motel deixa a disposição dfos clientes, então ele achou e passou na cabeça do seu pau e na porta do meu cu, direcionou-o na entrada do meu cuzinho e forçou a porta, senti que aquela cabeçorra quente pedia passagem para meu cu sem dá nem piedade, aos poucos fui sentindo aquele pau entrar rasgando no meu cu, seu pau era mais grosso que o de seu irmão, em certo momento eu tive que segurar o corpo dele pra traz para que seu pau não me machucasse, fui rebolando pra que seu pau se ajeitasse aos poucos meu corpo foi se acostumando com aquele volume foi então que agasalhei bem aquele pau que ele enterrou todinho no meu cu.rnrnEle enfiava e retirava lentamente, e começou a curtir aquele momnto até me disse, cunhada voce tem uma bunda maravilhosament gostosa isso me deixava louca, pois adoro elogios. Aos poucos ele foi aumentando o movimento ficando cada vez mais rapido, enquanto ele bombava forte eu me masturbava, e ficamos assim até que senti ele gozar novamente e senti jorrar aquele esperma quente dentro do meu cu, nesse momento rebolei mais freneticamente, o tesão era tanto que até esqueci que era casada com o irmão dele. Fui ao banheiro e me limpei, pois já estava tarde e chegou a hora de irmos eu não podia chegar em casa depois das 6.00 porque meu marido com certeza estaria lá e iria perguntar onde eu tinha ido e eu não teria coragem de encara-lo depois de ter transado com o irmão dele, mas foi por uma boa causa.rnrnRetornamos pras nossas casas e ao me despedir eu dei um beijo no rosto dele e perguntei, minha rnrnrndivida está paga né? Completei ainda que eu não iria mais sair com ele pra não trair o seu irmão que era meu marido, ele deu uma risada e disse não sei não, e saiu do carro, fui pra casa pensando naquela tarde, no fundo eu sabia que ele me procuraria mais vezes e eu não teria como negar.. porque ele sabia do Rafael e agora ele proprio era o outro personagem da historia que não tinha nada a perder, sá a ganhar... e isso incluia ganhar-me tambem... porque a partir dessa historia ele teria motivos duplos pra me chantagear, eu sei que fui fraca.. mas o que eu poderia fazer.....??

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos comendo minha filha casada e gordinhacontos ela me punhetoucontos eróticos de filha e pai pornodoidoinsulfilm mas ele perguntou se eu tenho internet eu quero filme pornô mulher transando com anãocontos eróticos traindo marido na festaquando era pequena mamava na pica do meu tiominha namorada se mostrando para outros contoconto de masoquismo com meu pai me violandocontos eroticos chamei a policia e ccontos eróticos com senhor de idade com rapazcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto tia de roupa curta pagando umaisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos eroticos a dotora crentecontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaominha muller da a sua buçetinha pro meu amigo todo diaContos Eroticos ROBERTAcontos eroticos casadas traindo e tranzand cm 2homensNetinhas mamando pica contoseroticoscache:Z27QSQh68NwJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_3473_meu-vizinho-fofo.html contos eroticos "novinha" "trapos"no pau do meu filho contoa velha e o pedreiro contos eroticoscoletania foto engatada caocontos eroticos ninfeta aventureiraconto eroticocasada traindo com negraocontos eroticos marido querendo que mulher foda com outro para ele chupar ela em seguidaNo motel os dois cabaços das duas amigas da minha filha conto eroticosou puta do porteiro pauzudovou castigar seu cuzinhoConto ertico maridohistorias eroticas comendo a irmãcontos eroticos ninfetas amazonensescontos eroticos vou gozar dentrocontos eroticos gay na infância meu irmão mais velhoContos de novinho chupando kct de caminhoneirocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaocontos comendo mulher na despedida de solteira no carnavalcontos eróticos grelao 4cm3lesbicas taradas contos eroticoscontos eroticos da esposa de calcinha fio dentalprovoquei e fui estuprada contoConto erótico minha irmã me chamou pra ir ver a porta do guarda fato que quebrou e ela enpinou a bunda pra mimcontos picante eu dando o cu pro meu tio gaysconto negro taradofiz sexo com meu padrasto contosconto de arrombando o cu do empregadocontos eroticos treinamentocontos eroticos coroa vizinha putaContos eroticos .meu bundao esta deixando.meu filho loucocontos eroticos surpreendeu a esposacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico ele pediu pra bater umazinha pra elepai e filinha pequen q deixa pai come ela contoscontos selvagens arregacei o rabo da minha esposasobrinho mandando ve no cu da tia contosContos eróticos perigosa tentaçãodopando sogra contosfudendo a cunhada cidinha pornodoidopintaocontosenteada novinha conto eroticoestórias eróticas reais de sequestrocontos fodi menininha por docescontos meu primo malvado me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecheirei a calcinha fedorenta contos eroticosmule com mule gozano noddedo da amighoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmConto de putinha para os tarados da cidadecontos meu pai me seduziucontos amor gayContos meu cu mordei o pal enormecontos eróticos de vizinhas negras virgem e homes negrosdanada da minha cunhada louca pra dar