Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

2ª VEZ EM TAMBABA (PRAIA DE NUDISMO)

Olá a todos, estou de volta para contar como foi a nossa segunda visita a Tambaba, mas primeiro quero fazer alguns esclarecimentos. Disponibilizo um e-mail ao final para entrar em contato com aqueles que gostaram de ler meus contos, narro todos eles como casal, pois tenho uma namorada que participou de tudo isso comigo, mas agora ela não quer se envolver, então faço isso porque gosto de me exibir e conversar sobre sexo. Neste e-mail por tanto sou sá eu. Não adianta querer me adicionar procurando casais para sair, porque não há. Quem quiser me adicionar é para trocar experiências. Como já vem acontecendo com alguns bons amigos que estou fazendo por aqui. Esclarecimento feito vamos ao conto.rnrnBem para quem já leu o primeiro conto sabe que tambaba é uma praia de nudismo, que fica no sul da Paraíba, práximo a João Pessoa. É uma belíssima praia, tranquila e de uma exuberante beleza natural, que fica ainda maior quando vemos todas aquelas pessoas livres de suas preocupações corriqueiras apenas degustando o ambiente. Degustando, pois ali com certeza não é uma praia onde você digere como um fast-food, tambaba é uma lugar raro, uma cozinha refinada, onde deve-se apreciar o sabor de cada local, de cada olhar, cada pequena sensação de exibicionismo, da liberdade, do fascínio.rnE é nesse lugar paradisíaco em que conto minhas aventuras, a primeira se passou em meio a descoberta, uma fascinação tremenda nos deslumbrou quando estivemos lá. Pudemos nos diverti tirando uns sarrinhos e vê outros casais brincando um pouco também. E voltamos tão repletos de tesão que não nos aguentamos, ainda na estrada, com o carro andando começamos a transar.rnDessa vez o tesão já estava altíssimo na chegada. A ansiedade para reencontrar aquela terra, já não acompanhava o medo e a vergonha da primeira vez. Sabíamos o que queríamos e onde buscar. Chegamos e como da outra vez nos sentamos no barzinho local. Pedimos nos bebidinhas para ir aproveitando sem pressa. Com dito, degustávamos cada segundo. Observamos atentos cada um dos que ali adentravam, e como retribuição éramos também atentamente observados. Apás nossas primeiras doses, decidimos dar nosso primeiro passeio ao outro lado da praia, o lado mais isolado, onde alguns casais aproveitam à situação. A caminhada é sempre repleta de troca de olhares e algumas insinuações,o que é uma delícia. Ao chegar-mos aquele local vimos alguns casais dispersos, porém nada que chamassem nossa atenção, num primeiro momento, apenas casais curtindo a paisagem.rnUm pouco mais longe, quase ao final da praia, havia um casal tirando algumas fotos, atentei-me para eles. Percebi então que as poses não eram as convencionais, que podia-se esperar. Eram poses sensuais, em que ora ela se exibia de 04, ora sentava-se e abria as pernas, mostrando-se para o fotografo. Logo chamei minha namorada para que pudéssemos chegar mais perto, sem contudo, atrapalha-los ou inibir qualquer outra atitude. Sentamos práximos as encostas um pouco afastados da praia, porém com uma excelente visão de tudo. Outros casais ficaram um pouco mais distantes. Logo mudaram o foco da foto, ela agora tirava algumas fotos dele, que aproveitava para exibir-se, não tardou muito para que seu pau ficasse duro. Ela então deitou-se ao lado dele e eles começaram a tirar um gostoso sarro. Eu estava sentado de pernas abertas e a namorada sentada no meio das minhas pernas, demorou muito também para que ela sentisse meu pau duro nas suas costas. Comecei levemente a acariciar-lhe os seios, enquanto olhávamos o desenlace da outra cena. Alguns outros casais mais afastados também observavam, mas nada faziam. Quando voltei minha atenção ao casal, ela estava debruçada sobre ele chupando-o. Chupava-o maravilhosamente, como se estivessem sozinhos na praia propiciando-nos um maravilhoso show. Eu que já acariciava a os peitos da namorada, passei logo sua bucetinha também, aproveitando seu tesão com aquele espetáculo. O outro casal que ao longe observava, já dava mostras que também gostavam do show. Contudo, outras pessoas chegaram e entre eles alguns inspetores da sonata, que não permitem esse tipo de acontecimentos. Logo eles pararam levantaram-se e saíram, deixando-nos árfãos daquele show.rnEsperamos um tempo a praia esvaziar um pouco e aproveitamos o local mais escondido onde estávamos, atrás da vegetação. Começamos então, nás dois a brincamos sá. Pois ainda estávamos loucos de tesão. Acaricie-lhe a bucetinha que já estava ensopada. Ela batia uma deliciosa punheta para mim, abaixei e chupei-lhe os seios, enquanto enfiava dois dedos na sua buceta, continuei descendo pelo seu corpo até encontrar sua maravilhosa e desnuda buceta, que estava preparada para ser exibida ali na praia. Sem um pelinho sequer que pudesse escondê-la. Chupava com gula e desejo, lambia cada lugar da sua bucetinha, abri bem ela, expus seu grelinho e com minha língua fazia movimentos frenéticos que deixava ela louca. Em retribuição, ela levantou-se e me fez deitar na areia, segurou meu pau com as duas mãos e abocanhou o que ficou de fora. Depois fez constantes tentativas em vão de abocanhá-lo inteiro, deslizando sua boquinha gostosa até onde conseguia me dando um prazer estupendo. Infelizmente apareceu alguém um homem por perto na hora que ficou encarando-nos, fazendo com que ela parasse, pois não gosta muito de ser observada. Esperamos um pouco mas o individuo ficava rondando-nos, então recolhemos nossas coisas e voltamos a mesa.rnFicamos na mesa durante um tempo, tomando alguma coisinha e aproveitamos para almoçar, logo lembramos do casal fotografando, pegamos nossa máquina e fomos tirar algumas fotos. As primeiras eram fotos normais, aproveitando a deliciosa paisagem, Fomos tirando algumas fotos até que retornamos para a praia mais isolada, que como todas as outras também dispões de uma belíssima paisagem. Fomos andando até voltarmos para o ponto que estávamos antes. Porém agora sozinhos, havia apenas um casal um pouco mais afastados, mas não podiam nos ver direito. Aproveitamos então para tirar algumas fotos, mais desinibidas. Ou melhor mais amostradas mesmo. Pedia a ela que ficasse de 04, que abrisse as pernas e me mostrasse a bucetinha, que de costas empinasse bem a bunda e olhasse para câmera, se masturbando, depois ela assumiu a e tirou algumas fotos minhas, de costas de frente, mostrando o pau, sentado na areia de pau duro, etc. Logo sentamos um pouco para tirar mais algumas fotos e ai algumas fotos com ela com meu pau na boca, eu chupando ela. A brincadeira estava átima, e vimos que um casal se aproximou de onde estávamos. Porém ficaram mais práximos a água. Contudo não paramos nossa brincadeira. Eles, entretanto não quiseram observar-nos, ficaram apenas olhando para água fingindo que não estavam nos vendo. Porém vira e mexe uma olhadinha de rabo de olho vinha em nossa direção. Acredito que aquilo nos deu mais tesão, sentei ela na minha frente abri bem suas pernas e comecei um siririca nela mostrando toda sua bucetinha para eles. Ela se debruçava sobre mim, deixando sua cabeça cair no meu ombro, e gemendo baixinho no meu ouvido. Eu ficava com ainda mais tesão e acelerava o ritmo dos movimentos da minha mão, enquanto olhava para o casalzinho que fingia não nos ver. Quando ela gozou gemendo baixinho no meu ouvido o casal levantou-se e saiu. Eu pouco me importei, estava explodindo de tesão, sá precisei olhar para ela, que já caiu de boca no meu pau e começou um boquete delicioso, subindo e descendo, passando a língua na chapeleta, lambendo a parte de trás, meu tesão já estava a mil e não consegui demorar muito enchi sua boquinha de porra, uma delícia. Depois nos levantamos demos um delicioso beijos, depois um maravilhoso mergulho nos repusemos e fomos embora, com a certeza de que não demoraríamos a retorna, sá não esperávamos a surpresa que iríamos encontrar no retorno.rnrnBeijo a todas e todos, espero poder conhecer mais pessoas e aumentar meu círculo de amizades e troca de experiências.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


aiiao taradocontos eroticos botei um macho pra desvirginar minha filha maeJogadora Curradapornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidoumeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçoJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo támaravilha conto heteromeu marido adora me ver toda gozadaver so vidio porno marido segurado a esposa pra o amigo pauzudo come buceta i cucontos eroticos minha sobrinha peituda teen escravacontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludagosei gostoso papaicomeu meu cu video contos eroticoso cu da cadelinhasequestro e muitas lambidas no grelocontos eroticos arrombando a gordaconto gay tirei o atraso do meu primocontos gay o menino que era um femea escondidoScu do sobrinho menor contos eróticoscontos ganhei uma massagem e fiz um boqueteLesbica estrupada buceta novinha rosa cuzinho peituda contoprimeiro adulto contos eróticosmenina no colo do velho contos eroticocdzinha passiva. viciada em sexo contocurra gordinha contocontos eroticos minha sobrinha meu amor part1contos eroticos arrombando a gordavidio.da meninas do corpiho gostozuconto erotico ponhei o pau do meu marido na buceta da minha amiga e ela pois o pau do marido dela na minha bucetacontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto casada quarentona transando com desconhecidocontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosgotosa pede procara goza dentodelaas busetao mas suco lento casadascomo se comportar na primeira transa com colega de trabalho contos eroticos menina bobinha no tremcontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoContos erroticos com fotos eu e minha loirinha e um negro 32cm parte 2Contos eroticos .eu usava uma sortinho indescente contos de rasguei o cuzinho da minha avósou casada meu sócio me chantageou contoscontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossocontos eróticos quando eu quebrei o braço minha mãe foi dar banho em mimMaes gostosas fudendo relatos recentesconto xota cu filhinhocontos eróticos casadas gordasmulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridoscasa dos contos putinha desde novinhacontos velho paga sexo com meninasPutinhos casada contoscontos eroticos fomo na pisina e a sogra mostro a bucetaxxvideos tia chopano a sobrinha novinha as antigas Sophie travestis masturbando na salaresguardando a namorada contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos feminino cunhadoconto erotico comendo mae do analamigocontos erotico mulher casada perdeu a virgindade do anus no estrupocontos crossdresser o velho me comeu no matinhocomendo a mulher do amigo contocontos de buceta é cúcontos comadre crentegritos gemidos e urrus de tanto me chupar.contos eroticosmulherbrasileira conversando putaria contosconto erotico menina senhor bidode cadeira chupandoconto zoofilia na casa da vovótica cuzinho piscando na camcontos e roticos de de mãe a tapando filhocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eroticos marido mandando mulher saradeixei minha esposa baixinha ser arregaçada e nao entrou tudo pau monstro do meu camarada contos