Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CAMINHONEIRO SEDUTOR

CAMINHONEIRO SEDUTORrn rnEste conto é uma fantasia erática que me faz ter prazer, pois sou uma mulhertrans, mas não posso sair do armário por problemas de família e devido ser casado e ter filhos em idade adolescente.rnSou motorista profissional com mais de 19 anos de habilitação, mas, ainda não havia pilotado uma carreta bi trem, fiz o teste em uma empresa de transportes fui admitido, mas, a primeira viaje foi realizada junto com um motorista mais antigo na empresa.rnRoberto é o seu nome, um homen de 35 anos muito fortes e bem afeiçoados saímos de Belo Horizonte com destino a Alagoas-CE, nos primeiros momentos da viajem conversamos sobre nossas vidas de homens casados, pois Roberto também era casado e sua esposa estava grávida de seis meses e com alguns problemas na gravidez que estava impedindo um relacionamento sexual mais constante e Roberto reclamava a necessidade que tinha de praticar sexo e não queria trair sua esposa com outra mulher.rnAssim terminou o primeiro dia de viajem, chegou à noite e a cabine do caminhão era muito confortável, mas para dois homens dormir era apertado, Roberto falou Renato comigo não tem problema nos apertamos e poderemos dormir juntos e ai você economiza a diária do hotel, eu disse vamos fazer uma experiência se conseguirmos dormir, faremos assim por toda a viagem.rnRoberto tirou a roupa e ficou somente de cueca e deixou a mostra um volume bem grande dando a entender que era muito bem dotado eu apesar de sempre usar calcinha e sutien, pois os meus peitos já estavam bem crescidos neste dia usei uma zorba e não usei sutien, ainda não tinha intimidade com Roberto e não sabia qual era a dele, apenas que estava necessitado de sexo.rnDeitamos e notei que ele fixou os olhos nos meus peitos e no meu bumbum, mas não disse nada, deitei no sentido contrario da cama, ou seja, pé com cabeça, mas Roberto ao deitar deitou ao meu lado na posição normal, a cama era estreita para dois não dava para ficar mudando de posição deitamos um de costa para o outro, mas daí a instantes Roberto virou e ficou quase encostado em minha bunda e deu para sentir o volume do seu pau percebi que de quando em quando Roberto se encostava mais ai eu disse nos não vamos conseguir dormir, pois um atrapalha o outro, eu queria ter um romance com ele, mas me faltava coragem para tomar qualquer iniciativa, ele falou podíamos fazer assim vai rodar mais um pouco e paramos em um motel, pois a cama é de casal e vai nos deixar mais confortável, concordei, ao descermos da carreta para entrarmos no motel, Roberto colocou seu braço no meu ombro até entrarmos para o quarto e antes de deitar ele propôs jogar mos uma partida de porrinha, jogamos duas e eu ganhei todas apesar de não ser habituado ao jogo, Roberto fez uma proposta vamos jogar valendo alguma coisa para dar mais sensação no jogo e você é muito bom vamos valer um troca ?troca no sexo quem ganhar será o homem e quem perder será mulher e depois trocamos.rnEu sabia que ele tinha deixado eu ganhar já de caso pensado e que ele queria era me comer, mas aceitei a proposta, pois ela quebraria o gelo entre-nos.rnPerdi a primeira partida ele disse vamos fazer melhor de treis e eu perdi todas três e conforme o acordo eu daria primeiro e ele depois, pedi a ele um tempo e fui ao banheiro me preparar para aquele homem que seria o meu primeiro caso.rnSempre usei calcinha e sutien voltei já de calcinha e sutien Roberto ficou assustado e eu pedi a ele segredo, pois, não queria que este fato fosse divulgado ficaria apenas entre nos dois, Roberto concordou e logo tirou sua roupa quando vi sua rola quase desiste, pois ele tinha uns 22 cm de rola e com uma cabeça de uns quatro cm, eu lhe disse Roberto eu vou apenas chupar porque eu não te guento com esta rola desse tamanho.rnRoberto respondeu agora você vai ser a minha mulher e terá que me servir por completo mesmo que demore uma duas ou mais vezes a viajem é grande e teremos tempo para tudo, e eu vou ter o maior carinho com você, começei a chupar sua rola e ai ela cresceu tanto que quase não cabia na minha boca, Roberto foi se excitando e começou a puxar minha cabeça e sua rola ia ate minha garganta, eu pedi para ele não forçar, mas ele disse você tem que esconder ela todinha dentro da boca mesmo que tenha que ir até a garganta e começou a forçar eu engasgava e ele continuava ate que senti que começou a entrar pela minha garganta, mas em seguida ele gozou dentro da minha boca aquele quase um litro de leite, eu engoli e fui lambendo a rola para deixá-la limpinha Roberto adorou e me deu um beijo na boca que vi estrelas de tão bom.rnTentou me comer, mas, não aguentei de tanta dor e fomos dormir abraçadinhos.rnAo amanhecer fui acordado com Roberto me beijando e com o pau duro no meio das minhas pernas e me pedindo para lhe chupar de novo antes de continuar-mos a viajem.rnLogo depois da chupada mais uma tremenda gosada na minha boca. Saímos para um barzinho para tomar café Roberto me tratava como se eu você a mulher dele me chamando de amor e me pediu que lhe desse o braço, mas eu lhe disse que não ficava bem, pois eu estava vestido com roupas masculinas ele falou que não ligava, mas concordou e disse que na primeira cidade compraria roupas femininas e sapato para eu usar quando estivesse viajando com ele.rnContinuei a viajem eu vestida de mulher com peruca e tudo, quando entravamos nos restaurantes eu percebia olhares de outros homens em mim, pois, o meu corpo é muito feminino e notava que Roberto ficava com ciúmes dos outros homens e tinha pressa em sair do restaurante, já dentro da carreta era aminha vez de dirigir, mas Roberto disse você não vai dirigir, pois vestida de mulher se houver uma fiscalização da Policia Rodoviária vai dar problema e eu preciso de você descansada para quando estiver te querendo e eu vou querer muitas vezes até você conseguir ter minha rola toda dentro de você.rnQuando paramos para dormir já no estado da Bahia Roberto tinha comprado lubrificantes e camisinhas lubrificadas e a noite eu tive que suportar um pouco mais de dor misturada com prazer, mas, Roberto conseguiu passar a cabeça e ficou mais fácil apesar de doer muito quando ele fazia o vai e vem com isto ele me comeu três vezes naquela noite.rnSeguimos viagem no outro dia eu não estava conseguindo andar a não ser de pernas abertas e para ficar sentada tinha que ficar mudando de posição, Roberto apesar de feliz ficava me elogiando e dizendo que das práximas vezes não ia doer tanto até o meu cú acostumar com tamanho descomunal daquela rola, mas, muito gostosa.rnConcluímos a viagem e Roberto teceu muitos elogios a minha pessoa para o chefe do transporte da empresa e pediu que eu fosse escalado para eu ser o parceiro de viagem dele em todas as viagens o chefe concordou e já deu a nova escala de viagem para daí a dois dias.rnQuando saí da garagem eu fui me despedir dele para ir para minha casa ele não concordou você vai comigo para minha casa.rnEu disse você esta louco e sua mulher deixa isto comigo que eu vou resolver, ao chegarmos em sua casa ele me apresentou para dona Irene sua esposa da seguinte forma Irene a Nair é a minha companheira de viagem escalada pela empresa e esta viagem nos fizemos juntos.rnDona Irene me perguntou, mas, você se chama Nair eu ia responder, mas, Roberto adiantou este é o nome feminino dele o nome dele é Arthur, mas para nos será Nair.rnDona Irene estava grávida de seis meses e com uma barriga muito grande, Roberto entrou e disse vou tomar banho Irene arruma minha roupa e leve a Nair para o quarto onde ela vai ficar D. Irene obediente me mostrou o quarto e fiquei aguardando o Roberto terminar banho para tomar o meu, enquanto isso D. Irene ficou conversando comigo e me disse eu tenho certeza que Roberto está tendo um caso com você, mas, eu não me importo porque ele gosta de sexo anal e não faço gosta de boquete e eu não faço e somente faço sexo quando tenho vontade e agora com este barrigão fica difícil, pois eu não aceito ele me pegar por traz para não tentar o sexo anal e eu penso que se você fosse mulher de verdade eu entenderia como traição, mas, sendo você um homem mulher eu vou aceitar, mas já que você é mulher e vai ficar aqui em casa vai ter que me ajudar a cuidar da casa, quando você acabar o seu banho as vasilhas que estão sujas aqui na pia você lava eu vou ensinar o lugar de guardar,quando ela estava acabando de falar Roberto chegou e disse Nair pode ir tomar seu banho e troque sua roupa se vista de mulher como você estava antes Irene se for preciso empreste vestido ou calças suas para ela até eu comprar mais. E você Nair ajude a Irene na lida da casa. Eu vou sair vou ao centro comprar umas roupas para Nair.rnFui para o banho e já sai vestida de mulher D. Irene quando me viu disse, mas, você é uma mulher e muito bonita é Roberto não é bobo, mas quero saber você dá conta deste jegue na cama, pois custo para aguentar ele com aquela tora.rnD.Irene Roberto é o meu primeiro homem e esta tudo muito difícil ainda eu estou toda dolorida pelas três vezes que ele ficou comigo.rnHoje eu vou descansar, pois, ele hoje é da senhora, não sei não se eu conheço bem ele vai querer você também, e a senhora vai permitir? Olha eu não quero briga se ele preferir ficar com você hoje eu não importo, pois com esta barriga eu não acho muita graça no sexo eu faço para cumprir a minha obrigação de mulher, portanto fique preparada que ele vai te procurar.rnChegou à noite e Roberto chegou trazendo calças compridas e dois vestidos para mim, a televisão ficava no quarto do casal Roberto me chamou para assistir junto com ele e D. Irene televisão eu aceitei e ia buscar uma cadeira e D.Irene disse deite aqui na cama do lado do Roberto esta cama é grande e cabe muito nos três, deitei e Roberto passou a mão pelo meu ombro e no de D.Irene e ficamos, como eu estava cansada dormi acordei já pela manhã com Roberto me beijando e me pedindo para ficar de quatro eu falei, mas D.Irene esta ai, ela disse não se preocupe ele já me comeu e agora eu também quero ver você dar conta desta rola no cú, eu disse, dar conta eu dou, mas vou gritar de dor, pois estou toda arrombada com esta rola e Roberto já com a rola na mão mandou que eu chupasse e comecei a lamber e em seguida engoli aquela tora e ele forçando ate a minha garganta, D. Irene falou é você é mais mulher de que eu Roberto estava alucinado e veio para os meus peitos e mamava igual um bezerro ora em um peito ora no outro, D.Irene disse de novo eu não aceito ficar mamando nos meus peitos eles são para meus filhos, Roberto me pás de quatro e sem dá enterrou de uma sá vez aquela tora dei uma gemida e ele falou quer que tire eu disse não continua esta muito gostoso.rnDepois disto D.Irene me disse você foi à melhor coisa que aconteceu na nossa vida porque eu estava pressentindo que o nosso casamento ia acabar agora sei que Roberto esta satisfeito porque tem mulher na viagem tem duas em casa e eu ganhei uma excelente amiga e que está me ajudando muito e vai ajudar ainda mais quando o bebe nascer.rnObrigado Nair Obrigado Roberto. rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico sobrinhacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosrasgou minha bucetas contoscontoseroticos fiz chantagem com minha chefecontos cuidando da minha irma casadaContos eroticoseus.filhosContos eróticos no cu não amorcontos de sehoras coxudas que deram o cuAcordei com o cuzinho cheio de porra contosesposa conta para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e depois vai transformar o corno no maior viado e vai leva sua outra amante pra fuder com a esposarabinho impinadinho em fio dental da irmacontos eroticos gay com velhos e coroassobrinha de calcinha na piscina contosConto erotico gays meu tio e seus amigosminha bunda grande contofodacommeucunhadocontos eroticos casada que sonhava dano para um cavalocontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosnovinha greluda e o ginecologista relatos reaistreze aninhos muita orgia contosconto. a sugadora de. porraassisti porno e masturbei minha buceta contos eróticosporno insesto na hora gue o tamanho do pau me asusteidei cu de fio dentaconto de arrombando o cu do empregadovideos porno marido viciado em comer a fezes da esposaconto erotico meninos mi comeraoconto arumei um pauzudo pra minha esposa e ela vicioucontos eróticos a coroa casada gordinha com o pastorcontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos de casada pagando aposta do maridoContos eroticos... Minha sogra ouviu os gemidos da filhaConto mamei a eguaesposa lavando roupa de microshortcontos de incestos e surubas com minha irma e minha e com minha mulher nudismoContos eroticos chantagiei minha irman casadaminha filha fudendo com nosso impregados contosconto porno a coroa fitnesscontos eróticos minha colega e tem um canhão enormecontos eroticos comi a minha babá fio detraltica cuzinho piscando na camlucas meu amigo pintudo me comeucontos perdi minha virgindade com 25 anoscontos eroticos de meninas pre adelecentes gosando com uma lingua na bucetinhacrossdresser esposa cu conto rroticoester porno quando maridona camacontos de mulheres ninfomaniaca por sexocontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos casadas malandrasContos eroticos seios mautradossubo em cima do teu paudesfilado de calcinha por dinhero contos eroticoconto erotico apostou e me pagou com boqueteeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus conto erótico meu marido bobãoFudeu a cunhadinha desacordada no chuveirocontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemcomtus erroticu de zoofelia mulhe casada dano banho no seu cachorroContos gosaram no cuzinho virgem da minha filha conto erotico casada viu menino de pau durocontoerotico professorascontos eroticos viagem ônibussofrendo no boquete contos eroticosContos eróticos de incesto sobrinha gulosa mamando no pirocao do titio taradao na cozinhacontoseroticos negaopolicial come putinho na viatura no porno gaycoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçamulher safada do meu amigo deu uma calcnha usada p mim cheirar contos eroticoscontos de patroacontos encoxada com o maridocontos eroticos primeira vez infância incestocontos eroticos tive que dar pro homem da funerariaNo colinho do titio porno onlineminha mulher me comeucontos meu meu filho bruto me deichou ardidahome pega amulher de com o melho amigo transano e fi loucodepois de brigar namoradas lesbika fodim na istradaIzildinha gozando na buceta da outra