Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NÃO RESISTI E SENTEI NA VARA

Certa noite, entrei num barzinho tranquilo em outro bairro, para não ser reconhecido. Eis que estava lá exatamente o cara da mesma academia que eu, branquinho, topete rebelde, bebericando. Não esperava por isto, mas ele acenou me chamando para sua mesa, tal como sempre sonhei.

Daí a pouco nossas pernas roçavam e o clima esquentou. Meu pau tava duro, louco para pular naquela boquinha deliciosa. Fomos ao apartamento dele, ali bem perto. Bem não entramos, ele baixou minhas calças, lambeu minhas virilhas, abocanhou-me a pistola e mamou como bezerro faminto. Fazia barulho com a boca cheia, mastigava a cabeça da piça, mordiscava com prazer, atolava tudo até a garganta.

Era nossa primeira vez. Tive receio de que ele me perguntasse idade, o que ele fez na mosca. Respondi que não diria, para não afugentar a presa. Ele então me deu um beijo de língua, resmungando que adora homens maduros que oferecem amor tranquilo e confiança a um cara casado como ele, que permanece no armário. Meti-lhe o dedo na bunda e ele pedia mais, sempre mais. Depois veio sentou na minha pistola sedenta de um rabo empinado e macio. Foi sentando, falando coisas, choramingando, até que atolei a pistola inteira no rabo dele. Aí a festa ficou uma delícia, porque ele sentou de frente. Espetado, rebolava gostoso, beijava, chorava pedindo mais, até que esguichei porra quente lá no fundo e gozamos num beijo longo, profundo, demorado.

Depois ele voltou a mamar. Chupava até o cabo, vinha mordiscar a cabeça da pica, babava meu saco, até que resolveu me enrabar. Esta foi a segunda vez que um macho encanou de comer minha bunda. Fiquei supercabreiro, mas ele insistiu e, como da primeira vez, por mais que eu fizesse cu doce, ele não desistiu.

Meteu a língua no meu cu e me fazia ver estrelas. Depois fez massagem com o dedão bem na orla do meu anelzinho, até perceber que eu já estava tranquilo e meteu a pistola dura para abrir o caminho. De frango assado, ele fazia vaivém para lubrificar ainda mais, pressionando e atolou a jeba até o cabo me fazendo urrar de dor, sobressalto e prazer.

Com a linguiça toda no cu, bem comido como estava, não tinha como me fazer de rogado: batia a mão espalmada na bunda dele, para o esquentar ainda mais e ele respondia com fúria me comendo e me dando um tipo de prazer que jamais imaginei que outro macho pudesse me dar.

Gozamos como dois cavalos enlouquecidos, gritando, urrando, esporrando. Ele foi ultragentil, deixando lá dentro o pau que ia amolecendo enquanto ele me beijava tranquilo, me fazia carinhos, me lambia o rosto, a boca, as orelhas.



Quando a tarde chegava, já transcorridas três ou quatro horas, tomamos um vinho por despedida. Eu imaginava que tudo havia acabado, mas ele abriu-me a braguilha, retirou meu pau e começou aquilo que eu seria a última mamada da tarde. Abocanhou, gemeu como sempre, sorvendo meu nervo duro agradecendo nosso momento de amor. Pediu-me para deitar de costas sobre o tapete da sala e veio sentar novamente na minha marran dura e vermelha. Fechou os olhos e foi sentando, gemendo e suspirando fundo como se tudo começasse naquele momento. De repente deu um urro e falou: filha da puta, me come gostoso que eu quero gozar espetado na tua vara. Meti-lhe tapas na cara e ordenei: porra, você vai gozar na minha vara, mas tenha respeito pelo teu macho, seu viado. Além de rola dura no rabo dele, esquentei-lhe tapas na bunda e, sentindo a porra quente que esguichava lá dentro, ele entrou em transe, num gozo profundo. Abraçadinhos, entre beijos e carinhos leves, fomos nos despedindo, porque a noite chegava e eu teria compromisso com minha mulher.

Moramos no mesmo bairro, mas, para não dar bandeira, somente saímos quando tudo conspira a favor. Desejo mensagens de machos entre quarenta e setenta anos, preferencialmente casados, mas não descarto nenhum amigo. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comi minha tia de 19 Anoscontos eroticos, filhinha com assaduranovinha abocalhando um pauporno baixar caralhogrossos Contos erótics so de gang bang e so com homems pauzudosconto erotico argentino coroaConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintacontos erodicos toma no cu tomacontos de coroa com novinhocasa dos contos eroticos com piscineiro taradocontos dou a bunda desde cedoclassificados evangélica procurando cornopapai disse que me ama contos eroticoscontos eroticos de pai se faz de durmino pta faz sexo com filha novinhacontos comi minha cunhadacontos picantes seduzindo o cunhado sem quererele sofre ao meter nabuceta pequenaContos eróticos de viados que apanharam para aguentarem as jebascontos eroticos mamae e papai me encinaram a chupar bucetaContos tia de saia curtainfância;contos eróticos;enrabadobati muita punheta depois de casada. conto de mulher casada"amor vou dar" amigo colegadominada pela amiga lesbico contos eroticosnovinha desmaia de tanto gosa conto eroticonegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelcontos eroticos. esposo duvidou da esposaconto eroticos.chupconto erótico homem castradoconto erótico sequestradorescontos sado marido violentosviciei em fazer sexo com mendigoscontos eroticos arrombando a gordamorema gostosa na balada so esperando uma trepadavoyeur de esposa conto eroticoprimeira vez em fraldas tesão3 da vazão e três homens montando mamando enroleicontos eróticos mulecadapalestra buceta divididaconto erótico fode cm clientes no camarotecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentever contos porno anal no onibos de escurcaocontos meu primo novinho foi dormir comigo e eu comi o cu delehistorias de meninas que se masturbaram enfiando cenouras no cu e na checatia d********* na frente do maridoputa entra em desepero ao gozar esegerada mentecaipirinha conto eroticoconto erótico sonífero na tiatravesti linda barriga de tanquinho gostosa metendo vídeo liberado metendo gostoso peitudafazendo uma massagem no papai contocontos infancia con tio sadicominha esposa escolheu vibradorContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennohistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezPULAVAAI XVIDEOcontos eroticos com irmãs13aninhosvideopornoconto erótico cabecinha do grelocontos de mulheres ninfomaniaca por sexocontos d zoof pegei minha sobrinha c um cachorrocomi e ela nao aguentoua prima camila da minha esposa conto realminha esposa de shortinho na obracontos eroticos cara encochou mima mulher na mim frentesogra velha contoscontos de gays como foi sua primeira vezcontos eroticos marido fala pra mulher quem v ela trepa cm um pedreiroestrupado tortura esposa na frente du marido que estar amarado pornocomendo a cunhada nojenta contozoofilia fudendo cachorra com manteigaconto erotico chuva douradaconto comi cliente da minha mulherContos eroticos saia rodada e fio dentalcontos eroticos taradinhascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecuzinho de entiada contos veridicofotos porno de meu amigo fudendo minha maecontos eroticos traindo marido na Sala ao ladoputinha desde novinha sacaneadacontos eróticos no 110 ano sendo tio no banheiroMeu amigo deu sonifero pra sua mulher pra eu ver ela peladinhacontos eroticos formatura da secretaria