Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ANNE, MINHA MADRINHA DE CASAMENTO.

Estávamos esperando nossos padrinhos de casamento, que não víamos as uns 3 mesês, cujos nomes eram Vitor tinha por ai seus 29 anos e sua esposa, Anne com seus 24 anos bem branquinha dos cabelos preto seios bem empinados e grandes parecer silicone mais não é, com Corpinho perfeito um pouco de nada de barriga que nem conta pernas grossas mais não torneadas, sorriso lindo de aparelho linda a minha cumadre. Eu e minha esposa conhecemos Anne a muito tempo mesmo, inclusive no dia que ela conheceu Victor estávamos todos juntos, e deste aquela época que eu tinha tesão em Anne, pois a menina é muito gostosa mesmo Pois então, eles moram em outro estado e vieram nos visitar e chegaram de viajem e fomos pega-los no aeroporto pra o São João aqui de campina grande - PB, chegando. Em nossa casa logo Anne ficou bem à vontade como ele sempre foi, apos troca de roupa e voltou sá de vestidinho estampado bem curto como sempre, dava pra ver que a safada estava sem sutiã, enquanto isso eu e Victor tomávamos uma cerveja na área de lazer ele já estava de bermuda. E ficamos por ali conversando sobre negácios, enquanto nossas esposas estavam colocando o papo em dia, isso continuamos por mais umas 2horas na cerveja, quando vimos já era noite hora de se arrumar pra ir pra festa, fomos comer algo que nossas esposas tinham preparado, enquanto isso. As duas já estavam se maquiando coisas de mulher, sei que quando terminamos de jantar, Victor foi ate o quarto de visitar onde e foi tomar banho, eu sempre tinha mania de entra no meu quarto pela janela da área de lazer pra fazem medo a minha esposa, eu inocente fiz. Como todas às vezes entrei, mais pra minha supressa quando vou entra no close vejo minha esposa procurando alguma Coisa que tinha caído completamente nua, aquela morena com seu cabelos molhados quase de 4 no chão era melhor imagem Que posso guarda de minha esposa, ela sempre deixava sua buceta raspadinha, ela tem a buceta daquelas com lábios grandes, Que quando fica de 4 e que é grande mesmo, eu pensado que estava sá abaixei as bermuda e nessa hora meu pau de 17cm já estava Duro feito rocha entrei bem rápido e disse fica assim que antes de ir vamos fazer amor aqui no chão, e ela sempre adorava essas brincadeiras, pois como sempre muito safada mais dessa vez eu ai ouvi o grito dela Veste a roupa louco, e ao mesmo tempo Anne no canto do close sá de calcinha branca por sinal de rendinha, cobrindo com as mão a delicia de seu peitos lá estava ela Anne rindo sem para, dizendo epa deixa eu sair primeiro, que o negocio vai Pegar fogo e nesse momento eu tentei esconder minha pica mais ela ainda viu e disse é pressão com a maior cara de safada Gulosa do mundo, eu fiquei morto de vergonha na hora, ai minha esposa Carla disse amor esse é o quarto das mulheres hoje, Sua coisa esta no outro quarto vá pra lá e depois vamos conversa viu ela estava envergonhada e pouco com raiva da situação. Depois de uns 30min estávamos todos pronto na sala pra irmos à festa, e eu pensava que a historia ia render a noite toda. Pra eles tira onda de minha cara mais pra minha supressa ficou sá entre a gente mesmo, chegando ao Parque do Povo onde tem as. Festa foi a um barzinho e sentamos em uma mesa, ficamos por lá ia passando amigos e agente conversado ate um momento que. Anne e Victor disseram vamos da uma volta, e eu disse pode ir vou ficar aqui pra não perde o lugar, e ficamos eu e minha esposa, ela falou que eu tivesse cuidado quando tivesse visitas em casa, pois não poderia agir como estivesse sá agente em. Casa depois ela ficou falando da vida deles falando que Anne tinha dito que eles estavam meio em crise que ela achava que ele estava traindo ela, que a um bom tempo eles não transava mais e eu sá escutando, e concordando com algumas coisa, e meu pensamento era como esse mané não comer mais essa delicia de mulher que era Anne, sá pensava nisso daqui um pedaço eles voltam meio brigado mais nada serio isso Victor que já estava meio bêbado ai bebe cada vez mais e Anne com raiva no mesmo rojão, eu como. Sempre sá firgindo que bebo e minha esposa bebendo um caipirinha mais moderadamente. Sei que por volta de umas 02h20min da Manha estava quase todos bêbados menos eu e minha esposa que nesse momento estava sá um pouco tonta, quando estava voltando. Pra casa percebi que Anne tentou pega na pica de seu marido e ele tirou a mão dela e disse, nem vem que estou morto de cansado. Ela explosiva logo disse, pois bebo vai dormi sá que nem chego perto de você hoje e nem amanha pra cura tua ressacar.

Chegando em casa fui logo colocar uns produto na piscina pra fica filtrando pra quando acordamos tomar um banho e fazer um Churrasco, nisso vi o movimento entre Victor e Anne, ela colocou ele pra dormir e subiu pra meu quarto e logo em seguida minha. Esposa descer e mim diz ela esta puta, e você ver se não demora que o que você queria mais cedo eu quero agora meu amor, e ela. Sobe pra nosso quarto, quando terminei de ajeitar as coisas vejo Anne descendo do 1 andar, olho pra ela e começo a rir da situação e ela morrendo de rir diz deixa de mangar seu safado a culpa é tua que mim deixou doida hoje com tua safadeza mais Carla, eu retruquei e disse minha mesmo não, mais se Victor não resolver eu resolvo seu problema tudo isso em tom de brincadeira, ela riu e disse vai da conta da tua primeiro que ela esta lá em cima lhe esperando. Pra minha supressa quando entro no quarto doido pra fuder, esta Carla sá baby doo sem calcinha de costa dormindo, pois estava um pouco bêbada tentei acorda ela Mais nada mesmo que esta morta, então fui ao banho quando terminei meu banho coloquei uma bermuda que uso pra dormir, quando saiu do banho Carla da mesma forma, mais pra minha supressa no lado da cama em um colchão estava Anne já no sono profundo toda coberta pelo edredom pensei em puxa mais tive medo, então fechei o quarto deixando bem escuro, e mim deitei e tentei Chamar atenção de Anne mais ela nem respondia, então apelei de outra forma coloquei Carla de frente e comecei a cariciar. Aquela buceta suculenta com lábios enormes e clitáris grandes comecei a esfrega por cima da calcinha ate sentir molhado e ela ainda meio sonolenta e bêbada pedia pra para, pois estava cansada, mais continuei, puxei sua calcinha e comecei um oral em sua bucetona bem raspadinha e Carla nesse momento já saltava seus gemidos baixinhos, e nesse momento já descia um mel de suas buceta e logo enfiei meu dedo acariciando seu ponto G com movimentos nele bem fortes, e nisso ela solta um grito, que fazer o favor de mim fuder logo, mim fode vai para de chupa e mim fode, mais isso o quarto todo escuro que ninguém via ninguém no máximo sentia a presença de outra pessoa, mais sem ela saber com o grito Anne acordou e tentou ver o que acontecia, eu na malicia disse amor pera rápido que vou tranca a porta. Que nessa hora já estava trancada há muito tempo então levantei fingir que fechava e abri a porta do close, pois passava uma pequena. Flecha de luz na cama, e nesse momento já de pau duro tirei o calção e fui em direção de Carla, percebi que anne observava Tudo inclusive na hora que baixei meu calção. Então fui pra cama e comecei a fuder minha esposa e ela gemia de uma forma que sá de lembrar eu gozo de novo, começamos papai e mamãe depois ela em cima e outras posições e por final ela de 4 onde ela gozou feito louca escorrendo todo seu orgasmo pelas pernas, ai coloque ela de costa na cama deitada e ainda não tinha gozado, pedi pra ela empinar aquela bunda enorme bem moreninha com a marquinha do biquíni, e comecei a fuder ela com muita força ao ponto de ela goza de novo, e continuei em cima quando eu olho pra o lado vejo Anne coberta por um vestidinho com a mão dentro de sua buceta se masturbando vendo tudo e olhando pra mim sem disse nada e mordendo seus lábios bem rosadinhos, em ver aquela cena meti com mais força ainda em Carla ate que gozei dentro de sua buceta, passando alguns minutos ela diz amor vou mim lavar

Pois quero mais nessa hora quase morro dela percebe a presença de Anne olhava tudo no quarto mais Anne mais esperta se cobri-o e ela passou e nem viu, quando Carla entrou no banheiro olhei pra Anne e ela olhou com uma cara de pidona quando pensei em ir pra cima dela Carla mim chamar, vem aqui amor, nisso eu vou no banheiro quando chego ela mim pede por favor mim pega um Copão de agua antes de continuarmos então ao passa do banheiro fechei a porta e a do close também, do jeito que eu estava nu quando entrei no quarto Anne estava em pé tentando sair do quarto escondida antes de Carla ver, quando ela mim viu mim disse sussurrando eu sou louca pelo amor de deus mim tira daqui, isso ela de frente pra porta com vestidinho branco meio transparente e com uma calcinha preta que destacava o tamanho de sua bunda bem redonda e perfeita, eu sá fiz disse tudo bem deixa eu abri a porta e isso meu pau duro na hora encostei em sua bunda ela deu um pulo e ficou paralisada, dei uma enconchada nela e disse em seu ouvido já dei o trato nela e agora será que vai ser sua vez, ela não teve nenhuma reação então virei seu rosto olhei em seu olhos E lhe dei um beijão bem rápido senti seu coração quase soltar pela boca, terminei o beijo passei minha mão em sua xoxota que parecia que sua calcinha tinha saído de um balde de agua de tão molhada e disse quero lhe fuder, nessa hora ela mim encarando mim disse eu também quero, mais esse não é o momento então eu abrir a porta e ela saiu. Em disparada e foi pra o quarto de Victor que ainda dormia, subi com a agua e encontrei no quarto e deixei a porta aberta e na cama estava Carla de 4 na ponta da cama abrindo aquele seu cuzinho raspadinho bem apertadinho pedindo fuder meu cuzinho vai, então meti pica dentro empurrava com tanta força que ela dizia dessa forma vai arromba mais de vagar que assim esta doendo, ela reclamava da dor mais gostava do que tava acontecendo, nesse momento em quanto fudia seu cuzinho eu via Anne observando no canto da porta, e metia com mais força ainda ate gozar, quando gozei Carla deu um pulo da cama e disse que tesão foi esse amor assim você mim mata e dai tomei um banho junto com ela e fomos dormi isso já era umas quase 7:00 da manhã. No outro dia quando acordamos tomamos todos café junto e ninguém nem poderia sonhar do que tinha acontecido na noite passada Sá eu e Anne. Terminamos de tomar café, depois conversamos e apos fomos pra área de lazer começa a organizar o churrasco... Continuar. A parte 2 é que o bicho pegaaaa..

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vídeo cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadafode a mulher do irmao para provar que ela é uma putacontos com fotos tia e sobrinho baixinho realcontos eróticos dupla penetraçãomachos colosso por caralhosconto erotico podemos a mae do meu amigocontos eróticos brincadeira de meninascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto eróticos zoofilia estrupei cadelacontos eroticos de travestis sem camisinhacontos erotico filho compra bikini fio dental para sua maeconto vendado sexo cornoContos lesbica come nerdcontos verdadeiro aventura das melheres com mendigos roludosContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paicontos erótico de estupro de empregadascontos de coroa com novinhocontos arrombando casadaeu.tinha.cinco.anos.e.ja.dava.o.cu.pro.meu.primo.contos.prpibidoscontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntascontos porno em quadrinhos de casais de amigoscontos a novinha comadre carentecontos eroticos fetiches. suzane deu pro paibosque conto heterocontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos minha sogra armou meu chifreconto minha tia pelada no quintalcontoporno punheta mão amiga dormindo juntosmasturbando pelo telefone contos eroticoconto erótico sequestro da minha tiaconto erótico com vigilanteConto erótico de laracontos me enganarao e comerao minha mulhercache:iOh7vGcQjJIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=151 contos trai meu marido com um dono do bar fui busca cervejacontos: puto dando ao ar livreContos minha esposa e uma morema muonto bumdida tem 1: 80 70 kl e foi enrrabada en casa num currasco meu amigo dormiu encasamulher louca de tesão gozando no peito na boca o dedo na bocamaravilha conto heterocu arrombado da minha esposa depois da noitadamulher transando com dog contosContos de cornocontos eróticos fizemos amor no carro deleHistórias eróticas verídicas tesão entre mâe e filha menina incestocontos erótico filho ajuda mãeconto erotico incesto sonifero filhaconto porno olhando negro dotadocontos eroticos minha esposaflavia e dois machosboquete gozada boca amiga contoscontos o mendigo dotadocontos eroticos com estorias ocorridas na infanciacotos erotocos piscina casadarelato ocaseiro do sitio arrombou o cu da minha esposacontos erotico gay comi meu pivetinhocontos eroticos forçaContos eroticos cofrinho esconde escondequero uma buceta envolvendo meu pauminha cunhada me suprendeu contosa massagista negao contosconto erotico novinho vizinhocontos eroticos de Maezinha bobinha do amigis transando com jovezinhoContos lesbica come nerdcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos vendadagarotinha contosContos de insestos com irmapeguei minha amante e minha mulher e fodi as duasMulher deixado melar tudo encima da buceta peludaxvidio das paninhas novinhas na siriricacontos eroticos iniciando os maridosGozou dentro contos eroticoscontos erotico brincandoporno aspanteras foi supeendido por minha titia