Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NA PRAIA...COM MEU MEIO PRIMO

Na praia...com meu meio primo



Fui passear na casa dos meus tios em cabo frio, rj. Tia Lúcia e tio Pedro. Ela é minha madrinha e irmã do meu pai. Nunca puderam ter filhos e adotaram um. Hoje, esse meu primo tem 28 anos mais ou menos... ele é um negro lindo, um homem enorme, forte que deve ter 1,90 de altura e pelo menos uns 120 kg de músculos...mas, mesmo assim eles me tratam como se eu fosse filha deles.

Bom, no mesmo dia o Cleverson, meu primo adotivo, me chamou pra ir a praia e eu como sempre adorei praia já estava bronzeada, mas, resolvi reforçar a cor.

Quando chegamos lá na praia, eu tirei o meu shortinho, a camiseta e abri a cadeira e a esteira e sentei um pouco. Percebi que o Cleverson não tirava os olhos do meu bumbum.

Quando entramos na água as ondas estavam um pouco fortes e todo momento ele queria me segurar quando vinha uma onda.

Eu juro que não enxerguei maldade naquela hora, até que teve um momento que veio uma onda muito forte e ele me segurou pelos quadris e eu pude sentir o baita cacete dele por baixo da sunga, que estava muito duro relando na minha bunda. Como ele é enorme e forte demorou pra me soltar e quando ele me largou eu dei uma desculpa de que tinha ficado assustada e saí da água.

Cheguei e deitei na esteira de bruços, fingindo que nada tinha acontecido. Logo ele saiu também e veio sentar perto de mim e notei que o cacete dele não estava mais duro por baixo da sunga.

Depois de um tempo mudos ele se ofereceu pra passar bronzeador em mim. Eu aceitei e ele começou pelas minhas costas, e foi descendo, pulou minha bunda e foi direto pra perna e coxa...quando achei que ele não iria passar na bunda ele veio por baixo, pela minha coxa apertando muito e apertou com gosto minha bundinha. Naquela hora eu me arrepiei toda, meu biquíni já era minúsculo e acabou que deixou a minha bundinha meio que aparecendo mais ainda e acabei dando aquela famosa ajeitadinha no biquíni e ele deve ter ficado com mais água na boca. Dei um tempo me levantei, agradeci e caminhei na direção do mar.

Ele então veio devagar, mas eu não olhei, continuei pulando as ondas com a bundinha arrebitada segurando a parte de cima do biquíni e derepente senti suas mãos tocarem novamente na minha cintura e ele dizer: - Nossa priminha, você ta gostosa, heim? E encostou na minha bundinha, me fazendo sentir de novo o enorme mastro dele, me arrepiei, disfarcei para ele não notar, mas fiquei molhadinha, estava muito calor e eu respondi: - Nossa, ta muito quente né? Deixa eu mergulhar!. E mergulhei na onda que tinha chegado até nás. Enquanto nadava pensei que ele não aguentava ficar olhando pra minha bundinha queimada de sol porque ficava me devorando com os olhos o tempo todo.

Quando parei o lugar não dava mais pé e fiquei mexendo os braços para permanecer com a cabeça fora da água. Ele foi chegando e perguntou: - Ta fundo pra você ai? Eu respondi: - Aham, como é horrível ser baixinha! Ele riu e falou: - Deixa eu te ajudar, então. Chegou junto do meu corpo por trás e ficou me encoxando e acariciando com as mãos bem de leve a minha cintura por cima do biquíni enquanto eu aproveitada o movimento das ondas e me mexia e rebolava bem devagarzinho no cacete dele fingindo olhar a paisagem. às vezes eu encolhia as pernas e percebia que ele também fazia isso pressionando o cacetão nas minhas polpinhas, sá pra me fazer sentir aquela coisa enorme atrás de mim. Podia sentir a sua respiração quente no meu pescoço, nos meus cabelos e atrás da minha orelha enquanto a gente boiava. Minha xaninha já tava molhada e a calcinha do biquíni começou a ficar melada.

Assustada eu falei: - Primo! O que nás estamos fazendo? Isso não é certo!

Ele me juntou com mais força pela cintura e respondeu: - Ah! Prima, deixa disso! E mais espantada ainda fiquei quando fui sentindo dentro da água, aquele cacete enorme fora da sunga dele, entrando no meio das minhas coxas.

Sem saber o que fazer eu podia sentir a cabeça do mastro dele, roçando a tanguinha do meu biquíni e saindo pela frente das minhas coxas. Fazia tanta pressão na minha xaninha que parecia que ia furar a minha calcinha. Ele falava no meu ouvido que iria me virar no avesso e tauz! Ali mesmo, eu não resisti e apertei com as minhas coxas o cacete dele que ficava entrando e saindo delas dentro da água.

Gemi e falei: - Ah! Cleverson você é louco mesmo heim? E é uma delícia!

Aquilo fez ele se entusiasmar e falou: - Então você vai deixar eu comer esse corpinho gostoso, vai? Acenei que sim com a cabeça e respondi: - Vou! Mas, a bundinha não!

Ele me abraçou mais forte por trás enquanto a gente boiava e resmungou: - Ahhhh! Porque prima? Sá um pouquinho! Juro que você vai gostar! Aproveitei que ele não sabia que eu já tinha dado a bundinha outras vezes e perguntei curiosa: - Porque vocês gostam tanto de uma bundinha, heim? Posso saber?

Ele muito safado, respondeu no meu ouvido: - Quer mesmo saber? É porque é muito apertado de colocar, faz pressão no cacete, é quente, gostoso e muito difícil de comer...não é toda garota que gosta, sabia?

Eu mais que depressa respondi: - E quem te disse que eu gosto? Sá to perguntando...sá isso! Mas, vou pensar no seu caso ta?

Falei isso, me soltei dos braços dele e disse que já estava saindo da água e ia embora.



(continua...)

Beijos

Cinthia

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vídeo pornô caseiro ele comeu minha b***** só na manha meteu bem devagarinhomarido leva esposa na cabine erotica contoscdzinha de sorocabaconto eRotico os piralhoS m comeraocontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadscontos eróticos namorada de top lessconto erotico comeu e surrouminina pela de mostrngo a busetacontos eroticos extraordinários pegando dormindocontos eroticos a crente do fretadoconto novinha amigos do papaiconto erótico gay vizinho jumentocontos pornos fui estuprado na adolescência e gosteiconto lesbica humilhei minha amigacontos erotico casal e amiga uolcontos eroticos escritos incesto vovô e eu.contos eroticossobrinha brincando com bonecaComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paicontos veridicos de mulher casadaeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolacontos eroticos a namorada e sogracontos eróticos sobre irmã bucetudatransando com meu brotherContos herotico de lesbica entre mãe e filhinhascontos sexo peguei mamae no flagracontos eroticospais e filhas novinhasConto erotivo estupro veridicoConto porno com escravo bem dotadocontos erotics maduras tias coroasporno tio roludo viaja dd onibus com sobrinhacontos de pura putaria entre pais e fMarido tem fantazia ver a esposa dar praum poney contos eroticosConto erotico novinha.pediu pra passar bromseadorcriei uma puta contos de anjinha safadacontos/ morena com rabo fogosomeu namorado me fez de putacontos casei com uma puta sou negrosarinha contos eróticos numero de telefoneconto erotico enrabadocontos eróticos fazer oque a sogra me deu a bundacontos erotis orgia bicontos eroticos arrombando a gordacontos comi minha tia mortaconto erotico 30 cmcasalgozou muitosegurou a filha para tirar cabaçoponen titando cabaso de mulheressamba porno buceta com sujeiras brancasempregadinha contoRelatos e imagens de homens velhos negros seduzindo e comendo a bunda de meninos novinhos branquinhosnao filho nao posso e pecado ela faz a vontade/dele chupa pica/dele cem querecontos de esposa pagando aposta do marido pro cunhadocontos eroticos arrombando a gordaviciada no pau do meu cachorrocontos vi pau enorme cheio de veiascontos eroticos eu minha mulher e um travestiscontos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casacontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhocontos minha noiva perdendo o cabaço do cumulhe dane a buseta a primeira vezwww.contos eroticos com fotos de comendo a madrastacontos eroticos dei pra varioscontos eroticos minha tia de saiacontos eróticos irmãos paiconto erotico selinho seio coroa amigocontos eroticos corno e amigo mesmconto corno calcinhaconro erotico gay meu tio alopradoporno.com.negra estupradopau gradecunhado pegou a cunhadinha mimada e meteu a rolacontos erotico irmaosIncesto do cu desde pequenocontos eroticos seios com leitemasagista se marturbando no meio do espediente porcontos eróticos de gay comi o cu do filho do meu amigoZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorhttp://okinawa-ufa.ru/conto_77_papai-me-pegou-de-surpresa.html