Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NOIVA SAFADA

A minha noiva.

Estou noivo da Drica há 3 anos, uma mulher espetacular, loira, 175 cms, curvuda e malhada. Ela é o que chamam de “cavala”. Ela tem uma marca de bikini que parece tatooada, branquinha cercada pela pele bronzeada e uma camada de penugens douradas.

Destacaria a boca carnuda dela, os seios grandes com mamilos rosados e claro, uma bunda de 110 cms, duríssima. Porque estou contando isso? Pela simples razão de eu ter que aceitar que ela é safada.

Tudo começou há uns meses, quando estávamos transando. Numa tarde de verão, depois da praia e ela estava especialmente tesuda. Trepando de frente para ela, ela me olha nos olhos e diz: Quero fuder com outro macho ! Fingi que não ouvi e continuei a estocar, e ai ela repetiu: Amor, quero fuder com outro macho, na sua frente! Para não perder o pique, eu apenas disse: Ta legal. Mas a semente tava lançada e fiquei imaginando a minha linda noiva trepando com outro e eu assistindo, gozei na hora. Ela percebeu e deu uma rizada.

Ela disse: Não aguentou né safado, imaginando a sua noivinha se entregando para outro macho na sua frente. Esporrou logo...que patético. Ela levantou, passou um lenço na xoxota esporrada, colocou um vestido e disse que voltaria já. Eu virei para o lado e adormeci, cansado da trepada e da praia. Acordei com a porta do apartamento abrindo. Era a Drica que voltara. E ela não estava sozinha!

Ela estava com um rapaz de uns 20 anos, mulato, malhado e antes de poder protestar, ela me deu um olhar do tipo; Não fala nada! Ela apresentou o rapaz; João. Sá ai, me dei conta de que eu estava nu ainda e bem, nada mais importava porque a Drica começou a beijar o João passionalmente, trocavam línguas e saliva, num beijo molhado que parecia não terminar. A Drica deixou o vestido cair e o rapaz caiu de boca nos peitos dela, chupando os mamilos duros, isso enquanto a Drica tirava o calção do rapaz. Quando o calção caiu, ela imediatamente agarrou o pau semi ereto e deu uma rizadinha, mais de nervoso do que outra coisa. O pau era muito grande. Ela então se afastou das chupadas nos peitos e caiu de boca naquela piroca enorme. Depois de um tempo ela parou e me olhou firme: Nossa, era tudo que eu queria. Gosta de me ver assim? seu puto! Voltou a chupar, sem se preocupar com a resposta. O João a afastou e a colocou no sofá, abriu as pernas dela e começou a chupar lhe a boceta carnuda. Foi ai que ela teve o primeiro orgasmo, quando gozou, o João se levantou e enfiou a pica nela.

Eu sabia que apartir daquele momento ela jamais seria a mesma. Quando o João terminou de colocar tudo ela gozou denovo. Ele então começou de forma lenta, saboreando a minha noiva, a potranca! Ele então deitou sobre ela e começaram a se beijar pra valer e eu pude ver a pica do rapaz entrando e saindo da xoxota alagada da minha noiva. Meu pau tava duríssimo e o ciúmes tinha dado espaço á um tesão enorme. Não pude deixar de reparar que o casal que estava trepando ali na minha frente era muito bonito. E não paravam de se beijar, A Drica estava totalmente entregue ao tesão e quis experimentar o rapaz de todas as formas. –Me fode de quatro disse ela. Mudaram de posição e com a Drica de quatro, o João a comia com gosto, dava tapas na bunda dela e ela gemia e gritava de tesão. Ai fiquei preocupado, o João passava o polegar no anus da minha noiva e era claro que ele não ficaria sá com a xoxota dela. Surpresa maior foi a Drica pedir para o rapaz: -Gatinho, come meu cu! Totalmente lubrificado com as secreções da boceta da minha noiva, o João, olhando para mim, começou a enfiar aquela pica imensa no rabo da minha noiva. Ela soltou um grito de prazer e dor e começou a rebolar na pica que invadia as entranhas dela. Morri de ciúmes!

O João estocava lentamente para ela se acostumar e pouco depois ela gozava na pica dele, pelo cuzinho praticamente virgem. O João voltou a comer a xoxota deliciosa da minha noiva e pouco depois despejou uma torrente de porra dentro dela. Ela não se fez de rogada, virou e limpou o pau do amante com a boca e a língua. Cambaleante foi para a geladeira pegar água. Ela então desfilava pelada pelo apartamento, com porra escorrendo pela pernas.

Pediu para o rapaz ir embora, não sem antes de dar o numero de telefone! O João foi embora e a Drica deitou do meu lado na cama. –Gostou corno? Dei tão gostoso para o rapaz. Tu viu o tamanho da pica dele? Era tortura pura, meu pau tava duríssimo e ela falava do cara que tinha acabado de arrombar ela. Ela então se ajeitou por cima da minha boca e com os dedos abriu a xoxota. –Lambe tudo seu corno, me deixa limpinha. Ela se virou e esfregava a boceta encharcada na minha boca enquanto chupava meu pau. Eu a limpava e logo logo acabei esporrando na boca dela. Ela esperou ainda umas lambidinhas e novamente deitou ao meu lado, me mandou abrir a boca, me beijou e inundou a minha boca com a minha porra. –Engole corno. Disse ela e se levantou, foi para a cozinha pegar mais água e ao voltar pegou o papel com o telefone do rapaz. –Durante a semana vou ligar para ele vir aqui me fuder a tarde toda. Assim quando você voltar do trabalho, a sua noivinha arrombada vai estar te esperando, cheia de porra de outro macho. Sei que você vai adorar!

-Descansa um pouco ai, porque daqui há uma hora, vou descer e arrumar outro macho para me fuder, na sua frente.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gayzinho passou rebolando na minha frente contofiz a vadia sentir dor contos eroticosconto erótico O leitecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos tava batando uma derrepente minha prima me pegacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos eróticosgaysmeu primo de menorcomeram minha esposa,contos eroticoshistorias eroticas fudendo a mulher carente do meu tiovideo sexi coiada esticada de manhã cedocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto erotico cheirando a camizola davovo cache:AQRime9uCcEJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria_9_5_zoofilia.html coroas homens velhos nojentos sexo relatocomo fica a bucetaalargada com garrafa?contos eróticos brasileiro primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhoscontos erotic quarto empregadaminha priminha titio contos eróticoscontos hot festa no iatecontos eróticos pequenos maeOuvindo fank e comendo o.cu do meu irmao gayvidio porno gay em hotéis ospede e garconcontos eroticos solteira vendidacontos eroticos surubacontos eu e minha nora vomos enrabadas na praiatanguinhas usadas contosrola gigante para meu maridoArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos prazer solitario homemcontos abobrinha na bucetaamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos aposta q terminou em surubatravesti Franciellemeu filho xerou meu cucomendo o primo e olhando pela janela cavalo enchendo a bucetadeporracontos eroticos sadomasoquismo com putascomtos eróticos de fazemdeira com animal  POR ISSO VIVIA CARENTE.  viado dando o rabo desfasandocasa dos contos erotico peitoes so coroas interracial cornoMinha filha Caçula contos eroticoscomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15contos eroticos de homens com taras chupar bucetas caninas zoofiliacontos eróticos meu amigo negro enfiou sua rola no meu cuzinho branquinhocontos eroticos cheguei em casa e peguei minha filha fudendocontos enrabada pelo cachorrocontos eroticos eu e minha filha pecando carona com meu sogrovideo porno de sogra chama o genro para sua casa par dar par eleconto erotico humilhada pelo pirocudocontos eroticos meu amigo e minha mãecontos eróticos menina no circoContis eriticos fudendo e mamandi gostoso na vizinhaminha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos eroticos me encostou na paredeempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetacontos eroticos juliana e o travestiContos eroticos amorosa amigaSarado tesao mexendo movimentocontos erroticos garroto comeu minha mulher dormindoCasada narra conto dando o cucontos eroticos Araguaina TocontoseroticosviolentadaArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contosContos Eróticos Contados Por Veracontos no escurinho dando para o papairasguei a calcinha da prima dormindo fudelidade.comcontos eu minha namorada e mais dois garotosacampamento com as aluninhas – parte 2 conto eroticocontos eroticos tesao na maecontos eroticos traicao com pedreiroscontos erotico enganada mae e filhaminha esposa adora segurar o pau do meu sobrinho