Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXPLORANDO UM MENINO PELO OUTRO LADO

Olá a todos. Me identificarei como Circe e decidi vir aqui contar como comecei meu hobby de caçar meninos, pois imagino que mais pessoas têm tesão na mesma coisa. O site tem muitos relatos com "lolitas", mas poucos sobre o outro lado.



Sou branca, morena, não tenho corpo de mulherão mas até que tenho minhas curvas. Nunca fui de manter namorado, e minha vida sexual era ocasional... até este dia. Quando aconteceu eu tinha 21 anos e um emprego bobo no balcão de uma papelaria. Era muito comum que a dona saísse e me deixasse sozinha, muitas vezes o dia todo. O movimento era escasso e eu aproveitava para ler revistas de graça (ninguém nunca reclamou).



Num desses dias estava eu lendo sossegadamente uma Superinteressante (que na época ainda tinha textos com um mínimo de inteligência), quando percebi um barulho estranho e repetitivo vindo das estantes de revistas. Eram duas, e do balcão você não consegue ver direito quem está entre elas. Levantei e quando cheguei lá fiquei chocada: um menino mulatinho, sem camisa, havia colocado o pintinho para fora e estava batendo uma sem o menor pudor, a despeito de estar totalmente visível da rua, e com bastante proficiência apesar de aparentar uns sete, oito anos. "O que é isso, menino", eu disse exasperada, e ele retrucou: "Vamos trepar tia". Na hora meu rosto ficou vermelho de raiva. Quem aquele pivetinho pensava que era? Eu falei pra ele erguer o calção e ele: "vamos trepar tia". Nossa, eu fiquei mordida. Falei, ah, é?, e não sei bem como ou por que, mas decidi ensinar aquela criança mal-educada. Peguei ele pela orelha e levei para os fundos, fechando a porta (e deixando a loja aberta sem ninguém mesmo). A verdade é que já naquela hora eu estava perturbada com a situação, embora não fosse admitir pra mim mesma ainda. Aquele menininho praticamente pelado masturbando o pau do tamanho de um dedinho, falando que queria trepar... Eu tinha pensado em deixar ele de castigo, chamar a mãe, mas comecei a ficar com vontade de brincar de algo mais risqué.



Falei pra ele abaixar o calção. Coitado! Ficou todo feliz. Aí disse: "você foi muito malcriado e criança malcriada tem que apanhar na bunda". Ele fez uma cara de choro que eu quase perdi a pose e desatei a rir. O moleque estava se achando e agora não tinha como escapar. Falei "vem cá", firme. Ele veio. Botei ele no meu colo e ele ainda quis ficar de frente, mas o peguei pelos ombros e virei de uma vez. Ergui a mão e dei um tapa. Nossa! Aquela bundinha. Sá naquele momento entendi o quanto estava excitada. A pele dele era lisinha e suada, e a bundinha redondinha como a de uma menina. Dei outro tapa e senti minha xana escorrer. Estava morrendo de tesão. Nunca tinha sentido nada parecido. Fui batendo e a cada tapa eu quase gozava. Não resisti e comecei a demorar a mão, depois de bater ia alisando aquela bundinha até que fiquei sá nisso. Separei as nádegas empinadinhas e bolinei o cuzinho dele com o indicador. Seu pauzinho na hora deu sinal de vida. Eu não aguentei e comecei a me masturbar, enquanto brincava com seu cu. Comecei a falar bobagens: Então você está gostando do castigo, safadinho? Queria me comer e agora tá dando o cu pra tia? Bate punheta pra eu ver... Rebola a bundinha... Você é viadinho, isso sim... Eu pus ele no chão de joelhos, de quatro pra mim, enfiei o dedo sem dá, segurei seus quadris e insinuei um movimento... Ele não falava nada mas começou a rebolar bem bonitinho, enquanto mexia no pintinho... Aquilo me matou de tesão de vez, perdi a conta de quantas vezes gozei com aquela cena maravilhosa, sá de lembrar agora fico totalmente molhada... Até que ele gozou, sá um pouquinho de porra rala e transparente...



Eu não sabia o que fazer então disse pra ele sumir dali senão ia contar pra todo mundo. Depois fiquei super encanada, mas ele nunca contou pra ninguém. E foi assim que descobri meu fetiche. Votem se gostarem, se houver interesse eu conto de como conseguir fazer dois meninos se comerem... Foi a coisa mais bonita que já vi na vida...



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


voyeur de esposa conto eroticocontos eroticos gay lutas entre primosconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionariogosto de deixar meu cachorrinho brincar com . minha buceta contosporno os caes mais aloprados do mundo gozando em novinhasconto estrangeiro picudocomtos.eroticos.com.novinhos.pica.de.cavaloContos erotico com equilina da minha patroacontos eroticos minha esposa arumou sua sobrinha pra mimcasais safados de itacoatiara -Amazonasmulher alisando penis do caorelatos eroticos dando caronacontos eróticos sou corno e gostoVidio porno brexa pai pua gigante no buracaimagens de mulher.compeladcontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos tia vai foder gostoso isso delicia vai issoContos Eróticos Contados Por Veradei para o comedor do bairro filhos contoGenro preguiçoso contos erótico contos eroticos traindo o corno cdp ele assistindoporno home gozando forddePaguei xom abuceta contosconto erotico minha namorada trouxe amiga pra fuder com a gentecontos eróticos Flagrei minha sobrinha de menor transando aí eu Amei Assim ela tinha contato pai delatanguinhas usadas da minha mulher contos eroticosPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticoscontos eróticos de filha e pai pornodoidoescoteiros novinhos come bucetaContos eronicos pai n cuzinho d mininacontos eróticos com mais de 5Contos ela deixou comer o cu delaconto erótico filho verídicoxvideis 2017comi a minha tiaA loirinha punheteira contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos dormi e dei rola primanovinhas gostosinhas fudendo com vinhos pauzudos contos eroticoscontos eroticos gay hetero badboyContos eroticos mamado no seios sem dochantageei minha mae contosentei minha filhinha no meu colo e mechi na sua pepekinhaConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zooritio adora meu cuconto herorico comendo enteada na força analo velho sacudo arrombou o cuzinho da mendiga contoscasa dos contos minha bu eta e so para o dogcontos de mulheres q se masturbamver rapasea novos grizalhos pelados de pau duroPrimeira vez q dei o cu vestido de travestcontos sexo segredos entre famíliacontos eroticos com fotos mae putaxorte regasado pirnocontos gravidacontos safadezas com a tia casada inrrustidameu marido adora me ver toda gozadarelato erótico real- a visitacontos porno casadas o negrinho safadocontos travesti transando com cachorro filaeu minha esposa e uma puta contoconto erotico brincando com titioconto erótico ajudando a irmã na faltacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosConto porno com a filha halana luize novinhaseios redondinho e bicudos trepano videoscontos erotocos sogras velhasxvideoaguentandoEnage de busetacontos minha mulata foi arronbada e currada3amigo chupa paus amigosSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos incestos dividindo o filhocontos de zoofilia com cavalovoyeur de esposa conto eroticoContos eróticos perigosa tentação