Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCUIDEI E MEU CACHORRO TIROU MEU CABAÇO.

Um relato de TAMIRES:



Eu sou a irmã gêmea de Dayane. A Daya. Vivemos grudadas como a maioria das gêmeas. Sentimos, uma a dor da outra. Até tesão sentimos juntas. Estudamos e brincamos sempre uma ao lado da outra. Enfim, nos adoramos.



Estamos agora na areinha. Uma beira do rio que passa no fundo de casa, aqui na fazenda. É uma das nossas diversões. Nadamos quase todos os dias. Sempre acompanhada de Rex, nosso cachorro de estimação. É o que estamos curtindo agora. Dando pontas no lugar mais fundo e o Rex pulando dentro dÂ’água. Eu e a Daya temos o costume de nadar, sá de calcinhas, mas às vezes eu curto nadar nua, peladinha mesmo, como agora. Estou sentada na areinha e o Rex vem me lamber. A Daya fica dentro dÂ’água sá espiando. E rindo muito. Rex adora lamber minha xotinha. Ufa! Dá o maior tesão. Ele põe o pinto pra fora. Vermelho. Da vontade de pegar, mas tenho um pouco de nojo. Eu abro as pernas e sinto as linguadas do cachorro. Meu cuzinho arrepia. Minha bucetinha incha de tanta vontade de dar. A língua dele é quente e molhada. Mal começa a chupar e eu já gozo. Rex gosta de subir em cima de mim quando quer me foder. Mas eu tenho muito medo. Mas ai que vontade que dá. Quando eu estiver sozinha... Lembro a Daya que ela tem de levar a merenda na roça, pro nosso pai.



____ Vou levar merenda pro pai na roça então e depois eu volto. Daya grita, já saindo correndo. Esperei um tempo. Assim que me vi sá, abri a guarda pro cachorro. Tinha que ser jogo rápido, pois logo a maninha estaria de volta. Virei de bundinha pra cima e deixei o Rex lamber minha bocetinha por trás. Muito gostoso. Sinto as linguadas quentes no meu cuzinho. Ergo o rabo pro alto e a língua dele alcança meu grelinho. Abaixo e ele se contenta com meu reguinho. Cheira o meu cú. Dou umas chupadas no ar. Que delícia. A Daya não sabe o que perde na vida. De repente o Rex começa a me lamber a nuca, e começo a sentir a pica pegajosa dele se enfiando no vão de minhas pernas. Sinto medo e tesão. O tesão fala mais alto e fico imável esperando o que acontecerá. O pau do cachorro, a pontinha fina dele procura, feito louca uma brechinha pra se enfiar. Vou controlando a reação dela e quando entra demais no meu rego, tranco as pernas. A vara escorrega pra cima. O cachorro uiva de tão tarado que está e isso me dá mais tesão ainda. Vou aliviando a pressão no reguinho. O cacete vermelho do cachorro desliza enfurecido pelo meu rego. Sinto uma pontada no cú. Fecho o rego rápido. Ufa! Que alívio. Quase que ele me enraba. Assim sigo na brincadeira, vou amolecendo o corpinho, me entregando ao desejo. Me entrego aos pensamentos libidinosos. A mente viaja. Por uns instantes esqueço da vida.



____ Ai! Aiaiai. Uma dor terrível. Levei uma fincada na boceta. Um descuido, e ele achou a fenda da minha grutinha e calcou o ferro. A vara entrou toda. Quase desmaio de tanta dor. Cobri o rosto com as mãos e deixei o cão me foder. Urrava de dor. Sinto os jatos quente de porra invadindo minha xaninha. Aos poucos a pressão vai aliviando. Sinto menos dores. Rex me fode sem parar. Parece alucinado. Tento escapar daquela situação. Levanto o corpo frágil e me ponho de quatro. Ai o cachorro me mete mais fundo. Volto a sentir as dores das estocadas. Tento fugir. Vou me arrastando em direção á água. Rex me abraça por trás, arranha meus peitinhos, minha barriga. Daya chega correndo e tenta me ajudar escorraçando o cachorro. Mas Rex parece maluco. Baba de tesão. Fico desesperada e com dificuldades deslizo meu corpo pelo barro e alcanço a margem. Me jogo dentro dÂ’água. Rex pula junto. Mas consigo escapar. Estou assustada. Aos poucos vou me refazendo do susto. A bocetinha sangrou. O cabacinho se perdeu no caminho. Minha pulsação a custo vai se normalizando. Daya me abraça. Sinto-me protegida agora. A brincadeirinha com Rex passou dos limites. O que era do homem o bicho comeu. Fui desvirginada pelo meu amigo cachorro. De cima do barranco Rex me observa. Parece que implora por uma segunda foda.

Eu heim! Vê se te manca. Por hoje basta.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico sou coroa puta e filhácontos eroticos eu minha esposa e a meninaconto erptico ajudamdo a filha aperder o cabaçonovinhaquinzeanosconto erotico facilitei para fuderem minha mulherconto erótico tráfico de mulheresconto chantageei minha irma evangelicanovinhas e tao depravadasconto erotico meu professor me encoxou para senti seu paucontos minha mãe sentou no meu colo de saia sem calcinhacontos fui banha no rio e minha tia foi atrazgenro faz sogra gozar contosDei para meu sogro e meu marido na piscina contosLoira de itanhaem mostrando os peitosEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticogarotinhas da bunda grandecontos ajudando a sografreiras lesbicas comendo a novinha virgem sem pudor contocache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlcontos de coroas dá paraíba gaycontos eroticos arrombando a gordacontos cu docecontos eroticos rasga cu deninocontos de sexo com velhos babõesvideos de foda grotesca de mulher que mija e chora com um pau muito grandecontos eroticos arrombando a gordaler contis eroticos para tocar uma siriricaas perversas greludas masoquistascontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandocontos diaristas safadas fotoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eróticos gay tio me comeucontos eroticos de faxineiras coroas safadasconto de sexo com rabuda asquerosocontos eroticos excitantescontos eroticos me exibi nua pra elacontos eroticos. esposo duvidou da esposadou para o meu irmao contosContos erotico.crente metroContos madrasta putacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico de crente novinha que adora dar a b*****contos eroticos colega da faculdadecontos eroticos encoxada na irmasonhar q mulher está bulinando outra nulhercontos eroticos, casada nova surpreende marido em cine pornoso mrninas na mastubando n causinha toda melada video mobilconto de sexo sobrinha galinha parte 2filme pornô minha prima gravata preta para mimapostei minha esposa veridicocontoseroticospossuidacontos eróticos meu tio pauzudocontos eroticos estourando a bucetinha minusculacontos eroticos vou esfolar vx sua putacomo virei escravinha gaycontos eroticos a dotora crentecontos eróticos de mãe cavala novinha big bundacontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadocontos eroticos 9aninhos lesbicacontos erotocoa de alufando esposamelhores contos de zoofilia de ituContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarcontos eroticos arrombando a gordawww.contos eroticosmeu pai me fazendo carinhocontos eroticos congresso medicoManinho me arrombou gostosocomi minha amiga crentecontos de sexo no bus primeira vezcontos eróticos entre mulheres e homens super dotadoscontos eróticos mulheres da b***** grandenoivinha com meu pai conto de cornohumilhado travesti contoscontos eróticos fudendo na frente do maridocontos eróticos vi minha vizinha dando pro meu cãoconto eroticos pasto e adolecetescontos eroticos mae abre a bundinha da filhinha de oito anos para o marido se masturbarEu e minha mae no hotel ela ficou nua na minha frente eu disse mae sua buceta e linda raspadinha ela disse me fode filho conto erotico