Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMIDA PELO AMIGO DO PAPAI

Olá meu nome é Mikaéla tenho 19 anos, 1,59 de altura, cabelos longos e pretos, pele morena, olhos verdes, bumbum médio e arrebitado, peitos também médios e firmes,pernas grossas e definidas

O que vou contar aconteceu em uma dessas festas de fim de ano na empresa onde meu pai trabalha. Era a primeira vez que eu ia, apás meu pai ter insistido tanto para que eu fosse, por que ele queria apresentar sua única filha a seus amigos do trabalho

Chegando a festa meu pai começou a me apresentar a todos os seus amigos que não tiravam os olhos das minhas pernas e dos meus peitos, pois eu estava com um vestido bem curtinho soltinho e com um decote generoso.

Logo meu pai começou a beber e já nem lembra que eu estava com ele, e nesse momento eu decidi ir ao banheiro aproveitando a oportunidade de atravessar o salão e fazer mais alguns homens perder a cabeça.

Assim que sai do banheiro de longe pude ver meu pai do outro lado do salão conversando com um homem que havia acabado de chegar, eu sabia disso, pois ainda não o havia visto no por ali. Percebi que meu pai olhava pra todos os lados me procurando.

Quando cheguei perto meu pai abriu um sorriso (Ai está você, onde você estava? Venha quero que conheça um grande amigo.). Mal pude responder, ele me olhava de um jeito que nenhum homem em toda minha vida jamais me olhou. Ele se chamava Fernando, tinha os olhos azuis, cabelos com apenas alguns fios grisalhos, corpo atlético, mais ou menos 1,88, apesar de estar com uma camisa social de manga longa era possível ver seus braços e peito bem definidos. (Então você é famosa Mikaéla? Seu pai fala muito de você, é um prazer conhecê-La finalmente.)

Naquele momento eu pude sentir que minha bucetinha estava totalmente molhadinha, minha calcinha estava úmida e eu não estava conseguindo disfarçar. (Tomara que ele tenha falado apenas coisas boas). Meu pai logo voltou a beber com outros amigos que iam chegando e de novo se esqueceu que nos estávamos ali. Eu sentia seus olhos percorrerem todo o meu corpo, mais eu fingia não perceber. (Seria impossível ele dizer coisas ruins, você é muito linda e...) Eu o olhei e ele estava com os olhos fixos em mim e mordia os lábios. (Linda e o que mais você ia dizer?) Dei um sorrisinho safado e ele rapidamente entendeu que eu estava afim. ( Eu não vou mentir você é muito gostosa.) Aquela palavra fez minha xaninha babar ainda mais e foi nesse momento que uma idéia me veio a cabeça eu precisava ficar sozinha com ele de algum jeito.

(Sabe que eu sempre tive curiosidade de conhcer a sala onde meu pai trabalha, mais acho que ele já esta bêbado demais pra me levar até lá. Você trabalha com ele deve saber onde fica?) Ele tomou o ultimo gole do copo e com um sorriso bem safado. (claro que eu sei, se você quiser te levo lá agora.) Era exatamente o que eu queria.

Passamos por um corredor escuro que levava até uma escada. (O escritário do seu pai fica no segundo andar, então damas primeiro.) É claro que ele ira me fazer ir na frente eu estava com um vestido e soltinho o que faria minha cacinha e meu bumbum ficarem totalmente a mostra, comecei a subir rebolando o maximo que podia.( Nossa que bunda maravilhosa.) É claro que eu tinha ouvido perfeitamente, mais dei uma de surdinha.( O que foi? Eu não entendi.). Subimos a escada e logo chegamos a outro corredor mais esse estava um pouco mais claro e tinha varias portas. ( A segunda porta é o escritário do seu pai.). Ele passou por mim e rapidamente abriu a porta, era uma sala grande com um sofá de couro preto e uma mesa grande de madeira com muitos papeis e um computador. Eu caminhei até a mesa e coloquei as mãos sobre ela fingindo tentar olhar do outro lado e fazendo a parte de traz do vestido subir cada vez mais. E por alguns momentos permaneci naquela posição. ( Você sabe me dizer pra que todos esses papeis?) Ele se aproximou por trás roçando o pau na minha bunda, e eu pude sentir já estar extremamente duro. ( É tudo trabalho que seu pai vai entregar depois das festas de final de ano.). Eu olhei para o volume da calça e olhei pra ele mordendo os lábios. (É assim que você esta me deixando sabia.) Eu soltei um sorriso e acariciei aquele cacete que parecia que iria saltar da calça a qualquer momento. (Ah você esta me provocando demais garota). (Ah è e o que você vai, vai contar pro meu pai?) Ele me pegou pelo cabelo com uma das mãos e com a outra me colocou sentada na mesa com as pernas abertas, e começou a me beijar loucamente, puxava meus cabelos e beijava meu pescoço, com a outra mão passava por todo meu corpo, minha xaninha estava toda babadinha de tesão, eu comecei a abrir sua camisa precisava ver aquele corpo forte e maravilhoso. Ele começou a levantar meu vestido e puxar minha calcinha. ( Meus Deus como uma menininha tão novinha pode ser tão gostosa e safada hem?). Meu vestido já estava todo erguido e minha calcinha estava no tornozelo. Agora vai, deita ai e abre bem essas perninhas que eu vou sentir o gosto dessa bucetinha gostosa.) Eu deitei sobre a mesa e abri as pernas o maximo que eu podia deixando minha xaninha depiladinha bem a mostra. Ele caiu de boca lambendo tudo que ele podia, parecia uma criança com sorvete, lambia, chupava, e eu não estava aguentando mais, eu gemia, que boca gostosa aquele homem tinha e como ele era bom de língua eu já não estava aguentando mais e acabei gozando. ( isso mesmo me da todo esse melzinho delicioso que depois é a minha vez.) Eu já estava toda molinha, mais ele não queria nem saber e me puxou de cima da mesa, sentou no sofá e tirou aquele cacete enorme, era enorme esmo deveria ter uns 22cm mais ou menos. Quando eu vi aquilo senti minha xaninha inchar novamente de tesão e chupei como se fosse um pirulito, eu mau conseguia enfiar tudo na boca, mais ele forçava minha cabeça quase me fazendo vomitar e chupava como se fosse o primeiro da minha vida, ele gemia gostoso e e me pegava pelo cabelo, me fazendo chupar mais e mais. Quando eu senti que ele não estava mais aguentando eu me levantei e com as pernas abertas sentei naquele caralho enorme que entrou sem muita dificuldade, pois eu estava muito molhadinha. Ele segurou na minha cintura (Isso senta no meu pau e rebola minha gostosa.). Eu rebolava o maximo que podia fazendo ele sentir cada pedacinho dentro de mim, eu não ia aguentar muito tempo ia gozar de novo.(isso goza no meu pau minha cachorrinha, deixa ele bem meladinho.) E mais uma vez eu gozei gostoso. (Agora vai minha cadelinha fica de quatro aqui no sofá e empina bem essa bundinha que eu quero goza gostoso nessa sua bucetinha.) Eu me levante e ele me colocou de quatro com a cara bem abaixada no sofá fazendo meu cuzinho e minha xaninha ficarem totalmente a mostra. ( Ah meu deus que cuzinho maravilho, vem cá que agora ele vai ser meu.) Ele meteu a língua no meu cuzinho me fazendo gozar na mesma hora. ( ah que delicia meu deus.) A língua dele entrava e saia do meu cuzinho que fazia biquinho cada vez que Le dava uma lambida, eu nunca tinha deixado ninguém fazer aquilo antes e parecia que eu tinha descoberto meu ponto fraco. ( Vem me dá esse cuzinho delicio pra mim dá.). Naquele momento meu coração disparou e me fez tremer eu nunca tinha dado meu cuzinho pra ninguém e aquele pau enorme ia acabar comigo. ( Não meu cuzinho não por favor.) Ele mordeu os lábios. (O que se ta me dizendo que esse cuzinho é virgem? È isso?) Eu não consegui dizer nada apenas confirmei com a cabeça. ( Ai minha cadelinha, não faz isso comigo não, me deixa tira o cabacinho desse cuzinho delicioso vai?) Eu o olhei com cara de medo e nem precisei dizer nada.( Tudo bem eu não vou fazer isso hoje, mais você vai me prometer que esse cuzinho é sá meu e não vai da ele pra ninguém.) Eu dei um sorriso de alivio ( eu prometo, ele é sá seu) Ele sorriu e começou a bombar na minha xaninha que ardia de tanto tesão, e mais uma vez eu não aguentei mais dessa vez ele também não aguentou e gozamos ali juntinhos. Caímos no sofá e ficamos ali por alguns minutos, depois nos vestimos e voltamos pra festa, quando a vistamos meu pai ele veio por trás e disse no meu ouvido. ( A partir de hoje você é aminha cadelinha e da práxima vez esse cuzinho gostosinho não me escapa.) Mais essa já é uma outra historia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto de putinha que adora ser cadela de muitos machosa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscache:dajWPa8OLIYJ:mozhaiskiy-mos.ru/conto_4229_mae-bonitona-chantageada-pelo-filho.html conto na praia com filho nucontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenacontos eroticos picantes de cunhado ao telefonemamei as tetas da minha irmacontos eróticos batir punheta no ônibusContos gays fantasiado de crossdress no cine pornocontos de sexo sogroconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaestuprada na lanchonete contosconto gay fiquei bebado e dei o cucontos casada novinha trai marido com cão contos de 2017Conto erotico bunda a enteada mas velha.contos eroticos meu amigo e minha mãecontos sadomasoquismo extremovovó foi lavar meu pintinho e chupou minha rolaAcordei com o cuzinho cheio de porra contosconto levadio e safadinho bucetinhaconto de esposa vendo seu marido na rola de outrocontos de rasgando o cu da babacorno safada do Pará corto eróticoscontos eroticos femininos de casadasconto incesto mestruavapraia de nudismo contosDanadinha sapeca contosContos eróticos gay bem novinho querendo sentar no colo do papaifilha dando para pai pai seleiro contos eróticoscontos eroticos mamando o peitao da patricinhaconto erotico casada mete com mendingo fedendo a mijorelatos eroticosde portuguesas de noVinhas sacanaje no exercito policias cuzudascomir minha conhadinha irmã da minha mulher d ferias lá em casaLoirinha novinha chantageada conto eroticoconto erotico sogro na piscinacontos erotico papai vai caberwww.molhes.mais.vigis.pornozi..comcontos fudendo com priminhs de dose snosconto erotico casada comdp e fotoMeu amigo comeu minha mãe contocontos eroticos minha namorada virgemcontos eróticos conanovinho delirando na primeira gozadacomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****a boceta da fazendeiracontos eroticos madrasta deliciosa em anal com enteado do pau grandecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos coroas enfermeirasLóira safada narra conto metendo na coberturamacho coñoca calcinha e da o cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico Fui obrigado a violentar minha filhafiz sexo com meu padrasto contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteeu estava raspada contos de esposa acanhadative que comer a esposa do meu amigo contos eróticoscontos eroticos meu pai alojou a rola no meu cuzinho e na buxetinhamulher alisando penis do caozoofilija detei i poróporno tia boazuda provocando o so brihocontos de incesto pais deflorando filhascontos eroticos arrombando a gordaincesto com a titia praser abesoluto contos so metendo n mato n buceta da minha filha n causinha video mobilflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos ela gozou no meu dedo no metrôme realizando com travestiGozou na minha buceta contos eroticossou puta do meu genroconto erótico gay taxista manauscontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gay