Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PRIMEIRA VEZ

A Primeira Vez



Era uma tarde quente de sábado. Depois do almoço pintou aquela preguiça e resolvi tirar uma soneca no tapete da sala. Eu estava sozinho em casa e meu pessoal sá voltaria no domingo, inclusive a namorada. Depois de algum tempo, acordei meio grogue de sono sentindo cácegas no corpo. Eu esquecera de fechar a porta da cozinha, e o cachorro da vizinha tinha entrado na sala. Era um tipo de vira-lata de médio porte. Tinha o pêlo curto, marrom claro, e um jeito muito brincalhão, pois ainda era bem jovem. Ele entrou na sala enquanto eu dormia e começou a cheirar o meu corpo. Eu estava usando apenas um calção, devido ao calor. Os pêlos do focinho tocavam de leve o meu corpo e a ponta gelada do focinho por vezes encostava na minha pele. Isto me deixou arrepiado. Num primeiro momento, pensei em expulsa-lo e retomar minha soneca, mas a sensação estranha me deixou imável enquanto ele cheirava meu corpo. Eu tinha 22 anos e nesta idade parece que qualquer sensação é ser interpretada como prazer sexual. As ondas de arrepio e cácegas percorriam meu corpo e meu membro começou a endurecer. Ele cheirou a minha orelha e a excitação aumentou. Vez ou outra ele lambia de leve meu braço e a barriga. Parece que ele percebeu minha excitação sob o short e começou a cheirar e lamber de leve o short, onde meu pau já começava a umedecer com o líquido proveniente da excitação. O calção era do tipo de jogador de futebol, com uma abertura larga na coxa. Ele lambeu a coxa e enfiou o focinho entre a coxa e o calção e começou a lamber o meu saco. Não consegui permanecer imável e comecei a me contorcer. E baixei o calção. Ele parecia sentir muito prazer em lamber toda a minha região genital. Sua excitação foi aumentando e ele tentava montar na minha coxa. Então não me contive e comecei a passar a mão na sua cabeça, depois no seu corpo, depois no seu membro. Ele ficou louquinho. Começou a pular pela sala, querendo brincar, corria e depois voltava. Quando tocava, percebi que seu membro estava um pouco durinho. Então ele tentou montar no meu braço. Deu algumas estocadas e vi a ponta do seu membro sair. Fiquei ainda mais excitado. Fiquei de quatro, e deixei que ele tomasse a iniciativa. Ele cheirava e lambia o corpo e queria trepar no braço. Quando ele lambeu meu saco novamente, senti um grande tesão. Depois ele lambeu a bunda, o rego e o cuzinho virgem. Sua língua era quente e macia e deslizava agradavelmente, como um carinho molhado e morno. Meu tesão estava a mil. Mas ele não sabia trepar. Então eu o ajeitei sobre mim e tocava com os dedos a ponta do seu membro. Ele começou a sentir prazer na posição e agarrou com firmeza a minha cintura. Começou a dar estocadas e eu sentia a pontinha quente e durinha do seu pau cutucando a minha bunda. Por vezes cutucava mais abaixo, no saco, por vezes mais ao lado, e escorregava para dentro e para fora do rego, chegava até a acertar na entradinha, mas ele não percebeu e continuava procurando o buraquinho. Isso me deu um tesão que tomou conta do meu corpo. Depois de algumas tentativas ele desceu, lambia, cheirava, tentava montar no braço novamente. Então eu tinha que colocá-lo novamente sobre mim e ele recomeçava a estocar no meu rego. Depois de algumas tentativas, ele sentiu que a pontinha do seu pinto encontrou um buraquinho macio e entrou um pouquinho. Ele reagiu com imediatamente, agarrou com força na minha cintura e meteu com toda energia. A sensação daquela pontinha quente e durinha forçando entrada foi um tesão indescritível, porque era pequena, lubrificada e quentinha. Seu pinto ainda fino escorregou para dentro causando uma onda de prazer. Contraí meu rabinho, travando a abertura num ato reflexo, mas mesmo assim o pinto dele entrava, escorregava para dentro. O tesão dele ao agarrar minha cintura fortemente e meter com firmeza foi contagiante. Foi como um gozo percorrendo todo o meu corpo. Ele continuou metendo, doidão, mas a bola não entrou. Ela se formou do lado de fora e eu a senti tocando a entrada, quente e volumosa. Quando ele se cansou e parou, o membro deslizou para fora suavemente. Nesta altura eu mal comecei a me masturbar e gozei feito louco. Cobri o chão de esperma. Enquanto isso o cachorro deitou-se do lado e começou a se lamber. Eu vi o famoso ná de cachorro que era mais grosso do que o meu pau e entendi porque ocorre o engate quando o cachorro cruza. Quando minha namorada voltou no domingo, transei como louco. Ela até ficou desconfiada que acontecera algo durante a sua ausência, pois nunca me viu com tanto tesão. Ficamos esgotados de tanto transar. Parece que, quando eu metia na xoxotinha dela, eu sentia a pica do cachorro cutucar o meu rabinho e isto enrijecia o meu pau e causava uma onda de tesão passando por todo o meu corpo. Ela exclamava: - O quê foi que aconteceu neste fim de semana?!! Nunca te vi assim tão louco!! Depois desta experiência, ainda tive mais três com este mesmo cachorro, mas, nos anos que se seguiram, não houve outra oportunidade. Estou contanto isto porque muita gente passou por experiências semelhantes e se julga anormal quando, na verdade, muitas pessoas tiveram estas experiências e as escondem. Quem quiser trocar idéias sobre o assunto, por favor, escreva-me: [email protected].com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefui enrabado pe lo o yravesti na baladaxvidio cu mas floxo e da peiditia muito r***** lavando o quintal não aguenteicontos espiando o decote da minha mae peitudaconto erotico gay coroa dominador escraviza viado afeminadoPorno conto mae vizinho neguinhocontos eróticos com mulheres da ccbContos eroticos selvagensfotos e imagem de cuzinho irma contosdiretor me comeu contoscontos eroticos estuprada pelo primo da minha amigavideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhacontos gay casado com o cu arrombado chega emcasamulher caucinha tirando xoti para fudeconto porno olhando negro dotadoconto erotico comi minha irma casada no ranchocontos eróticos com senhor de idade com rapazcontos erotico minha esposa e travesticonto casada veridico sequestrocontos com sobrinhaNo cu da minha namorada amigo contos relatoscontos eróticos vou arregaçar essa vagabundapadastru safadu enrabaduconto erotico minha filha e feia mais e gostosacu cona mijo enfioufiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contosgostosa se deliciando na cademis malhando de perna abertafraguei minha mulher m traindo curitibaconto erotico enfiandotudo na mulher do meu amigovi minha tia nua contosestuprada por quatro cachorros conto eroticoConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoosogra chortinho provocando genro cozinha lavandoxoxota toda ardida com a madeira dentrocontos quase bifotos e imagem de cuzinho irma contossex ensesto contos erodico pecodo entre tio e subrinha menowww.contos lutinhas com mamaesendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticoscomtos erotico peguei meu filho com minha calcinha e puni com sexocontos transando com a grávidacomendo o cu da sogra contocontos eróticos traindo com meu sobrinhomulher de sainha pescandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos abusadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMinha bucha e grande dei muito em contos eróticoscontos eroticos de pai se faz de durmino pta faz sexo com filha novinhacontos eroticos transei com a baba virgemconto esposa na orgia do carnavalvoyeur de esposa conto eroticoConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmacontos eróticos de cunhadas e subrinhasporno produto gruda pinto na bucetacontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudocontos fui cornocontos eroticos minha mae e uma safada e meu pai um corno liberalcontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanocomendo a veia crente contoscomendo o cuzinho da coroa acabada de acordarcontos meu marido comeu minha mãemedica ver garoto pelado e assusta/contoseroticoscontos eróticos de novinha que deu a b******** bem gostoso para o cão f**** o cachorrocontos fui capinar o quintal de uma senhora casada e comir ela sexocontos gay com estupros por policiaiscontos eróticos esposa de bebado não tem donocontos eroticosirmazinhaContos gay banheirocheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****ficou vixiada bo inxestominha mae me prostituia conto eroticomendigos me violaram contos eróticoschupando com tara e gula a buceta