Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O FILHINHO DE PAPAI II: O PODEROSO PAU DO PADRINHO

Depois que papai me comeu (vide "Filhinho de Papai I"), passei a viver os melhores dias de meus 19 aninhos: sempre, tarde da noite, papai adentrava no meu quarto e, com aquelas mãos poderosas e vibrantes, me acariciava e me comia. Meu cu ficava sedento pela rola dele. Eu quase enlouquecia de tanto tesão.

Depois de nossa primeira noite, papai quis ter uma séria conversa comigo. Eu estava peladinho e ele também. Sentei-me no seu colo, com sua deliciosa rola me cutucando o cu:

- Olha, Nicolas, o que fizemos hoje é um grande segredo nosso. Você sabe o que fizemos?

- Você me comeu, papai.

- E você gostou?

- Adorei, papai. Sua rola é uma delícia. gostei muito quando senti ela dentro do meu cu.

- Você quer continuar fazendo isso com o papai?

- Toda noite!

- Então tem de ser um segredo nosso! Ninguém pode saber, ou nunca mais vou poder enfiar meu pau no seu cu. Promete gaurdar segredo?

- Prometo, papai.

Nesse momento, senti o grosso dedo de papai no meu cu. Ele sorriu e disse:

- O cuzinho do meu filhote já tá molhadinho! Pronto para levar minha vara de novo.

Abriu aquele sorriso sedutor, me lascou um beijo e me virou de ladinho, me estraçalhando o rabo.

Como disse no outro conto, o pai de mamãe piorou e teve de ir para São Paulo, para receber mais cuidados. Mamãe foi com ele e eu fique sob os cuidados dos deliciosos olhos verdes de papai. Quase exultei de alegria. Papai chegou a me transferir para o turno da tarde, na escola, pois como sá ia para o trabalho às nove da manhã, poderia me comer sem problemas a noite toda.

Dois dias apás a partida de mamãe, papai recebeu a notícia de que tio Alessandro, irmão mais velho dele e meu padrinho, viria passar uns dias conosco. Estava tão viciado na rola de papai que, enquanto ele falava com titio ao telefone, eu brincava com sua rola. Apás desligar o telefone, papai disse:

- Mama, filhão, pois teremos de segurar um pouco a onda, já que vamos receber visitas.

As transas com papai despertaram em mim um apetite sexual incomum para um garoto de doze anos; no entanto, não sentia tesão por outros homens; queria, somente, sentira as mão fortes de papai e sua boca carnuda me comendo.

No dia seguinte, cedo, meu padrinho cehgou: era um pouco mais velho que papai, mas era igualmente lindo: mais alto, um pouco grisalho, olhos azuis maravilhosos, voz firme, mãos imensas, coxas grossas e bunda deliciosa. Ao ver meu dindo (como eu o chamava) senti meu cu piscar de tesão. Dindo Alessando me abraçou forte, me levantando do chão; quase gozei ao encostar nele:

- Esse meu guri tá grande!

Meu padrinho abraçou papai e aquela cena me deixou de pau durinho, tanto que me sentei para disfarçar.

NAquela noite, já alta madrugada, papai veio me comer, como de costume. E eu transei feito um louco, imaginando que meu dindo estava ali conosco.

No outro dia, papai saiu para trabalhar e eu, por estudar à tarde, fiquei sozinho com o Dindo Alê pela manhã. Dindo ficou sá de bermuda e tinha um corpo de fazer qualquer um babar de tesão! Na hora em que fui banhar para ir para a escola, tio Alessandro também estava enrolado na toalha, pronto para entrar no banho:

- Também quer banhar, meu guri.

- Preciso, dindo; tenho aula.

- Então vamos dividir o chuveiro, pois também preciso sair.

Entramos juntos debaixo do chuveiro e a visão do corpo nu, peludo na medida certa de tio Alessandro me deixou enlouquecido. Titio percebeu meu tesão, e começou a ficar com o pau a meia-bomba, mas disfarçou; sorriu, conversou trivialidades, mas, de propásito, me pediu para lavar as costas dele.

Naquela tarde não consegui me concentrar nas aulas e, quando papai veio me enrabar a noite, quase o levei ao delírio, pensando na jeba do meu dindinho...

No dia seguinte, quando acordei, pedi a papai para não ir à aula, pois não me sentia bem. Ele concordou e pediu ao meu padrinho para ficar de olho em mim.

Logo que papai foi embora, titio entrou em meu quarto, com um short branco que deixava perceber que seu pau estava a meia-bomba; eu estava debaixo das cobertas, sá de cuecas; titio puxou as cobertas, colocou a mão em minha testa e disse:

- Acho que você está com febre, lindinho.

Titio pegou um termômetro que estava sobre o criado-mudo e colocou em minha boca:

- Acho que está estragado. Vou medir em um lugar que é tiro e queda. Tira a cueca para o dindo, meu fofo, tira...

Logo que eu tirei ele disse.

- Abre um pouco as pernas para o dindo, meu gatinho, abre...

Abri e titio colocou o termômetro dentro do meu cu. Não aguentei e soltei um gemido.

Titio tirou o termômetro e disse:

- Engraçado... não mediu direito... Deixa eu ver como tá isso...

Dito isso, enfiou o dedo no meu cu. Gemi de novo e titio começou um vaivém com seu dedo. Tirou o pau para fora e começou a bombar. Quando dei por mim, titio estava com a cada enfiada em meu cu.

- Pisca esse cuzinho para o dindo, pisca, meu gatinho!

Ele dizia isso e enfiava sua l[ingua imensa dentro do meu rabao.

- Vou testar outro termômetro!

Disse isso e começou a pincelar seu pauzão em direção ao meu cu.

- Me come dindo... me come...

Dindo Alê me posicionou de quatro e, de uma vez, enfiou aquela tora toda no meu cu.

Vi estrelas, mas aquentei firme! Ele bombava com firmeza e batia em minha bunda com vigor:

- Ta gostoso, viadinho? Tá gostoso, meu putinho, tá?

- Tá uma delícia dindo!

- Quero te comer de ladinho!

Dindo Alessandro me colocou de lado e metia o pau com tudo no meu cu, ao mesmo tempo em que me beijava. De repente, senti o pau de tio Alê pulsando no meu cu e sua porra me enchendo o rabo. Gozei sem tocar no meu pau.

Depois dessa safadeza, ele me colocou no colo e repetiu o mesmo discurso de papai. Mal sabia ele que eu estava tramando um jeito de vê-lo transando com papai...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cuzinho de entiada contos veridicoContos eroticos aii te amo ..ai ..ai mo vc e gostosa devagrlésbicas casadas liberadas conto eróticoolha o pezinho dela todo gozadinhocontos eroticos arrombando a gordaContos de esposa gostosa acompanhado marido numa festabuceta cheia de porra corno contos ccontos eroticos velha greludacontos eroticos traindo marido na viajandoMeu marido comeu a minha filhaputinha adora ser arrombada no gangui bangui com muita porra na bocacontos eroticos madrasta deliciosa em anal com enteado do pau grandeTio come sobrinha a força contos eroyicosFetiche pelos pezinhos da minha amadacontos eroticos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualcontos de vovo me comeu com seiss anosminha mae tava dando a buceta pro papai e fraguei contos eroticosConto erotico esposa com dogcontos erotico travesti novinha fudendo acampamentocontos eroticos mulher sai para trabalhar com o consolo no cuhomem chupa b***** depois coloca rola dentro da b***** e AdeleContos Eróticos abusada todos os dias por estranhoscomo perdi o meu analporno velho cafetao ajeita macho pra mulhet de cornohttp://comtos eroticos de estuprobuceras com paj giganti dentrocontos eroticos solteira vendidapapai me comeu contoconto de não aguentei a pica grande de meu avôtanguinha suja contos eroticosComtos casadas fodidas pelo sobrinho e amigos deleComtos mae e filha fodidas pelo empregado do maridocomtos eroticos humilhada e currada por molequesComi minhas afilhadas parte 2contos etoticoscontos eroticos casada e comida por traficantescontos eróticos engravidei de um garotoconto porno crente coroa casadacontos eroticos fodendo com a tia e mdrinha ao mesmo tempoconto erotico vizinha casada e velho pirocudogai enche a mao no pacotao do travestiacabei com o cu da minha subrinha contos eroticos pornouma mossa parol ocarro chamol omen paratranzaComtoerotico a coroa me seduzilComo me tornei a cadela do meu padrato contos eróticogay e o cachorro contosMeu sogro me seduziu contoponei arrombando morena com tesaoCONTOSPORNO sapecavídeo de namorado faz bem aqui Amanda no Pou pelo jeito da sua bundacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemãe puta, contominhasobrinhae sua amigacontoscontos de mulheres cadeirantes soltando a rodinha e gozandocontos gay padrasto cuidou de mimcontos eeroticos peguei minha sogra no flagrasou incestuosa desde novinhacontos erotico de cdzinha fudendo em copacabana em festa de fim de anoConto loira 20 aninhos casada e amigo de maridãocontos/meu primeiro broche e fodamulheres implorando travesti pistoludoguero asistir filmi porno as freiras virgem goxando na bucetacom minha filhinha novinha contos eróticoscontos erotico reais inserto. gay cu arrombadocontos namorada chupa rola de outro escondidocontos eróticos coroa chatanovinha greluda e o ginecologista relatos reaiscache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 Contos eroticos enrrabada por um cao picudocomendo cusinho da baba da minha.sobrinhaconto dado para minha familia a xoxotaestoria porno a fantasia do meu marido e c cornofomos pro motel contos lesbicoshomens q gosta d ve sua mulher com uns roludos novos contosmama direito vadia csralhocache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99