Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA NAMORADA COM O "NEGO"

Esse é o relato de nossa 1ª e bem sucedida experiência com outro cara. Alguns nomes são fictícios e não há como resumi-lo melhor. Manoela é minha namorada a mais de 3 anos e já passamos por muita coisas juntos e as ruins sempre conseguimos superar com muita conversa e paciência. Sou um cara magro e calmo mas sempre soube curtir uma boa noitada com amigos. Ela, 23 anos, responsável mas não deixa de curtir muito também. Um mulherão. A mais gata de nossa turma, sempre me disseram q era muita areia pro meu caminhãozinho mas e daí? Sei o que faço e como fazer muito bem. Braquinha, cabelo curtinho e preto, olhos verdes, bundinha deliciosa e redondinha, seios médios e bem empinados, seu corpo é resultado de algum tempo que fez academia e surfou. Não pratica mais, mas conservou suas belas formas e sempre chamou a atenção de todos os marmanjos e até de outras garotas. Não sei como descrevê-la melhor mas acreditem, é um tesão na cama. Fode sempre como se estivesse no cio. Sempre fomos muito abertos um com o outro e quando foi passar um tempo com sua família em Curitiba foi que me veio a fantasia de dividi La com outros caras pois vê La agindo como age comigo, com outros me despertava um tesão imenso e eu sabia que o sortudo que pegasse ela iria detona-la. Não havia como não faze-lo. Então numa conversa pelo MSN abri o jogo e ela simplesmente não se opôs a idéia de ficar com outros...mas isso ficou apenas na conversa e subentendido em nossas transas por muito tempo. Quando ela lambia meus dedos enquanto eu a comia por trás e etc. Algum tempo depois ela Fez questão de me confessar que sua fantasia era mesmo ser possuída por 2 caras ao mesmo tempo e que por isso não achou ruim a proposta que eu tinha feito por MSN. Então um bom tempo depois quando achava que essa fantasia tinha sido restrita apenas a mim, ela veio me falar que queria muito ficar com outros caras, que era nova demias para um compromisso serio, mas que não queria me trair ou acabar o relacionamento comigo...que safada...eu sabia então que era o momento certo de agir. Sá faltava coragem. “você teria coragem de ficar (diga-se transar) com algum desconhecido então?” - eu perguntei a ela e ela disse “ não. Tem que ser um amigo,alguém que agente conhece. É mais seguro!”. Vagabunda. Tudo bem então...depois de uma boa semana e de quentes momentos de tesão e exibicionismo,quando saíamos e todos inevitalvelmente a comiam com os olhos,secando-a toda até praticamente faltarem o respeito a minha presença com comentários baixinhos para si mesmo,tipo: “Ouuura...meu deus!” incompletos mas como se fossem “Que rabo é esse da sua gata, Paulo?!”,enfim achei o sortudo certo (além de mim). Seu nome era Estevão mais conhecido como “Nego”, alto,meio forte, meio bonito e “malandrão” apesar de gente boa. Era meio afastado da galera mas já havia convivido com ela e dado muito em cima (como não?). Apesar dela dizer que o havia dispensado. Um dia o chamei pra dar uma volta, tomar umas cervas e contei que estava “ficando” com a manú. “ Que puta gostosa,NE não?! E safada pra caralho,meu! – EU instigava. E ele: “ é sim,viu! Dividi uma barraca com ela num acampamento...gostossisima e linda, mas nem rolou nada, não se preoculpe...” perguntou se nosso lance era sério mesmo então lancei a real: “ Cara,to muito afim de comer ela mais um parceiro. ““Ela tem bagagem e disposição para um time inteiro” Agente podia combinar isso direitinho e marcar um encontro na semana.” Ele lágico, riu e topou a “sacanagem”. Brindamos e um frio na barriga me tomou posse... Eu tinha derrubado a 1ª barreira. Agora era sá aplicar. Numa sexta feira eu disse pra ela que ia rola e o pretendente era um velho amigo dela de acampamento. Ela quase me fez falar, eu apensas disse as características e disse que iríamos apanha-la no estágio dela naquela noite e que não iríamos sair e sim aproveitar o apartamento dela que estava vazio.

Pois bem, depois do expediente dela fui pega-la com Nego no carro dele. Os 2 no banco da frente e eu atrás do lado do som não conseguia ouvir nada além dos risinhos dela,mas também não fazia muita questão. NO apartamento fui agarrando ela contra minha coxa e ela já deixou soltar no ar um gemidinho e falou como para que o cara escutasse “parece que essa noite promete,hein?” .Que safada...mais pertinho do meu ouvido ela confessou que estava meio cansada e tudo...”Então você chamou o Estevão para nossa brincadeirinha,NE? Tudo bem se não for agora,nunca faremos...”. Agora o conto começa.

Entramos e sentamos no sofá, eu e Estevão enquanto manú tinha ido tomar uma ducha. Ele parecia bastante ansioso, se esforçando para não exagerar... mas eu compreendia,não é mesmo todo dia que um colega seu que tem uma namorada linda e com um corpo fenomenal ( e na maioria das vezes sempre existe um,não é verdade?) te convida para dividi-la na cama.

Eis que ela volta,cheirosa como os anjos devem ser e sexy como uma verdadeira diabinha. Nunca tinha visto ela daquele jeito, atiçando nás 2: sá de camisolinha meio transparente que deixava marcada uma calcinha vermelha super pequena que ela havia ganhado numa confraternização e que nunca havia usado para mim, e seus seios alvos de mamilos eriçados. Bem confiante. Veio toda empinada e se exibindo para o Nego que não disfarçava nem um pouco sua rigidez dentro das calças, com aquele ar de garanhão barato e a devorava com os olhos. Ela trouxe 3 taças de vinho e passamos uns 5 minutos conversando banalidades,tempo suficiente para ela dar a certeza para Nego que ela seria uma das mulheres mais gostosas que ele teria tido a sorte de levar para cama. Foi então que ela levantou-se já meio alterada, agachou com aquela bunda deliciosa e lisinha apontando para minha cara e perguntou ao ouvido dele, bem provocante: “Então Estevão Depois desse vinho delicioso você não está afim de...comer algo? Posso...”. Ele deu-lhe um beijo estalado e puxou-a para seu colo, lambendo a do pescoço até os seios enquanto ela fazia uma carinha de surpresa, olhando para mim. Por um instante ela ficava pegando na perna dele, levantando e empinando a bundinha como para dar a certeza para mim (e para ela mesma) que estava sentada e se esfregando no mastro de outro homem. Um moreno alto e “bem nutrido”, de costas largas e braços fortes....que concerteza possuía um mostro faminto dentro das calças. Ela estava se tocando de tudo isso, como oveio me falar depois como que contando um sonho. Ela que sempre foi uma expert em abrir cintos – o que sempre me deixava com mais tesão - sutilmente fez sua mágica e de repente já segurava o cacete enorme e gordo de Estevão, punhetando-o com força. E quando os primeiro gemidos começaram a aparecer (geme com muita facilidade ela, o que me deixa louco também), notei que dali pra frente eu deixaria por conta dela e me levantei para guardar as coisas na cozinha. Fiz uma horinha enquanto Estevão levantava ela carregando-a para o quarto mais práximo. Entrar no quarto e ver minha gata de costas cavalgando em cima daquele cara enorme, gemendo e gritando feito uma atriz pornô me fez tremer as pernas e não acreditar. Fiquei admirando a cena daquela gostosa fodendo com toda a força nosso amigo, ele notou, virou o rosto e disse: “Opa, Paulo, desculpa...nos empolgamos! Espero que você não fique chateado.”, desceu as mãos prla cintura dela puxando e apertando com força aquela bunda gostosa, começou a dar umas fortes e rápidas estacadas e ela gritava de prazer...Deu um risinho enquanto ela sá conseguia soltar seus gemidos e olhar Pra trás com um sorriso conquistador estampado numa cara de safada pingando de suor. Não resisti, depois do choque logo pulei em cima dela. O cheiro de sexo e suor infestava nossa cama. O sexo oral sempre foi algo visualmente forte e marcante pra mim e apesar de não deixar nosso amigo gozar no rosto dela, Manú chupou-o com uma voracidade e ao mesmo tempo tamanha delicadeza como jamais tinah feito comigo...aquela vagabunda. Minha vaca linda. Eu sabia que quando acontecesse ela revelaria suas verdadeiras capacidades. Ela lambia e chupava as bolas dele enquanto ele enterrava o rosto dela entre suas coxas. Gozei feito um animal antes dele, nas costas dela e ele ainda continuou uns 5 minutos também comendo ela por trás toda melada. Foi então que me senti um verdadeiro artista, contemplando o contraste da pele morena de Estevão esmagado contra aquela princesa branquinha de formas tão generosas. Ela, extasiada, de boca aberta contra a cama, revirava os olhos e gemia feito uma vagabunda. Ficava com o rosto virado para o meu lado, tentando me encarar nos olhos como que querendo dizer “essa é a foda mais deliciosa que já tive, porra” mas conseguia apenas soprar com a boca e soltar uns “caralho..” baixinhos. Ele finalizou o serviço espalhando com a mão a porra pelos seios e barriga da minha gata, deixando-a ainda mais lambuzada. Ficamos deitados ali e depois apenas fiz um sinal para ele sair.

Então depois de conseguirmos umas 150 fotos de uns 5 marmajos diferentes enrrabando minha gata de tudo quanto é jeito e gozando nas costas, seios,cabelos e barriga dela, resolvemos para e fazer um perfil para trocarmos idéias com outras pessoas sobre essas experiências.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fiquei excitada e dei para um mendigofilmou o semen saindo da xoxotaconhecemos travesti linda e dotada casal bi contocontos eroticos fui comida feito puta e chingada de vadia pelo meu chefecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico lesbico entre amigasgostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticosDei o cu pro policial, quase me rasgaContos erotico comi minha irmã cadeirantecontos minha esposa ainda resistecontos minha mãe me seduziu usando mini saiacontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos trepei com um braco de 23cmquero assistir uma mulher gritando e gemendo na cabeça da Chibata do pônei do cavalo pôneicontos eróticos engravideiconto comeu meu cu rottweilerconto erótico meu sogro bem dotadojhuly cdzinhacomtos arrobadaso fotos de putas de bunda cavadinhaconto de genro que come a sogra sem camisinhaVe foto de bucta d esposa galadinhaconto enteada cabacopau pulsou na bocacontos eroticos com meninas novinhasfui corno de muitos homens no churrasco contoscontos de coroa com novinhoConto fudendo na frentecontos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhoscomi minha cunhada, contosconto comi minha mae quando tinha dez anosconto erotico mendigocontos eroticos viagem ônibusconto de masoquismo com meu pai me violandoxvideos minha matrasdo nu meu quato sexocontos eroticos cunhada fofinha piscina. com fotosContos eroticos novinha deu a bundinha a força pro roludoconto lekecontos eroticos noiva e ali dando o cuconto erótico filhinha orgiamae e dia acradando o filho na punhetaconto eroticos entre primosconto erotucos eu esoosa e familia nustitio e sobrinha contoscontos puta chantagemmulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do Sulconto viado estupradoO que fazer pra comer minha mae conto incestotocando punheta no maracanacontos dp.na mendigacontos de incesto pai e filha no metrocontos vizinha com mae vai chupacontos mulher desmaio na picacontos de cdzinhas orientaisContos eróticos entre parentesconto minha esposa falar vizinho acabou cu arebentadogostosinha conto eroticocomendo a mulher do amigo contocontos eroticos de meninas que ja perdram a virgindademeu pai tem ciumes de mim contos eroticoscontos eroticos fui comida pelo meu inimigocontos eróticos fui visitar a esposa do meu tio Ela tá de babydollelena senta na pica duraContos erodicos comi o cu de meu sogro corno vestido de mulhermeu amante me depilou toda contosarreganha abuceta no fank muito gosocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de mulheres que aprotaram dos seus caseiroscontos minha enteada minha amanteeu minha mulher minha cunhada minha sogra contos eroticosa primeira vez que transei com dois homensConto gay com cantocontos de incesto pais deflorando filhas