Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU TIO COMEU MINHA EMPREGADA

Meu tio e minha empregada casada.

Trabalhava numa empresa publica de telecomunicações, quando recebi carta azul, apás a sua privatização, como tantos outros colegas, que ficaram na rua da amargura. Tinha um bom emprego, com salário razoável e um padrão de vida bem confortável, com casa prápria, carro e duas lojas alugadas, que rendiam um dinheiro extra para as despesas.

Fazia parte dessa vida a Carmen, minha mulher e meu filho, na época com quatro anos, e uma empregada, que cuidava da casa e do meu filho. Cristina era muito querida e gozava de toda a confiança nossa, inclusive do meu filho de quem gostava muito. Era casada, não tinha filhos, talvez por isso fosse tão apegada ao Danilo. Minha mulher chegava do trabalho as quatro e meia e logo a Tina ia embora, às cinco. Meu tio, morava no interior de Goiás e veio passar uma temporada conosco para tratar de uma enfermidade. Suas consultas, exames e fisioterapia pela manhã e à tarde livre, ficava vendo tv. Assim era a sua rotina. Ele tinha 39 anos e Tina vinte e dois.

Um dia não estava passando bem e resolvi vir mais cedo pra casa. Morava no Cruzeiro, cidade satélite de Brasília, e trabalhava no Setor Comercial Sul. O trânsito não era esse inferno que é hoje e logo estava em casa, por volta das três da tarde. Morava no quarto andar, um apartamento bem amplo de quatro quartos. Abri a porta da sala e entrei. Não encontrei meu tio na sala, deu uma meia hora, me dei conta de que também não vi a empregada. Levantei da cama onde tava descançando e fui vasculhar a casa. Ao chegar nos fundos, ouvi sons diferentes do habitual e me dirigir rumo à área de serviços. Os sons vinham do quartinho de empregada. Mesmo assim imaginei que fosse a Tina fazendo alguma coisa. O som era diferente, gemidos, então fui mais cauteloso. Olhei pela janelinha e estava a safada sentada na cama e meu tio com uma senhora rola fora da bermuda. Ela segurava naquele troço e agasalhava a cabeça na boca, já que não aguentava enfiar toda na garganta. Acho que devia medir uns vinte e cinco ou mais. Mal de família, pois o meu mesmo mais modesto mede vinte centímetro e é bem grosso. O coroa mantinha os olhos fechados e apenas balbuciava para a morena chupar mais rápido: “chupa, safada. Ta gostando da minha jeba, ne, sua putinha ordinária. Chupa que quero gozar na tua boca”. E realmente ela demonstrava um prazer intenso. Lambia e chupava. Mordia com os lábios e dizia pra ele gozar na boca dela, que ela queria sentir o sabor do leite goiano. Ele ainda perguntou o que o corno devia ta fazendo naquela hora e ela cinicamente respondeu que trabalhando pra comprar comida. Meu tio parece que não cansava nunca e mexia como se tivesse fudendo a boca da puta. Ela pediu pra ele parar pois não tava mais aguentando o cacete na boca. Ele mandou que ela virasse e ficasse de quatro na beira da cama e deu umas lambidas na bunda e na buceta escura da vadia e meteu de uma vez o cacete, arrancando um AI!!! Bem alto da casada adultera.

O cacete ia e vinha na xoxota dela e chegava a fazer barulho, também das batidas da barriga do tio na bunda da empregada. Ora ele aumentava o ritmo e depois parava e ficava bem lento, era quando ela gostava mais e emitia gemidos e palavrões, xingando o velho de safado, puto, cachorro, fodedor de casadas e tudo mais, e isso aumentava o tesão do tio e ele aumentava o ritmo novamente.

Mexe, vagabunda, queu vou gozar na tua buceta. Vai sentir mnha porra lá dentro, mexe..... vou gozar, safada.......ahhhhhh, to gozannndo, piranha safada.

E gozou dentro da buceta da Tina, e ainda sobrou pra derramar sobre suas costas

Ainda deu uma palmadas bem forte na bunda da morena e disse “ vai se limpar, minha putinha, que amanha tem mais”

Eu também sair de fininho e fui tomar um banho para abaixar o fogo que me queimava e daí pra frente passe a olhar a empregada com outros olhos. Ela morou conosco por mais de cinco anos. Nesse período não precisei de outra puta, pois tinha em casa duas.



Célio Abrantes



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico vestido tubinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenua e corpo inteiro melado de margarinaeu confesso encoxeiai eu quero muita rola enfia toda arromba minha buceta mete pro meu corninho verfragrância zoofilia caseiro morena bumbumda conto eroticoeu e meu avô contos gaycontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemedica seduzidapor lesbica historiasa saga de uma puta contos eroticoxvidio pinselei ate goza pai que fica rosado.o pau na buseta da filha bebadagozando la dentro da buceta vermelhinha da dimenoVideo de travesti comendo a sobrinha de camisolinhahistorias de meninas que se masturbaram enfiando cenouras no cu e na checaaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticocontos estuproscontoerotico negrinhoslinda buceta aberta corno contoscontos de cú de primaComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colosex da negahjconto com empregada crente sosfrendo no primeiro analconto erótico ajudando a irmã na faltaler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gaySexo proibido. Contosdei,dou,e sempre darei a buceta em contosconto erotico fui arrombada depois de casadaContos eróticos Seduzi o Motoqueiro bunda Grandecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepouca enormexvidio.comcontos eróticos "peladinho" sobrinhobricando d lutinha cm meu tio contosgayas cor as coroa enxuta que tem a bunda grande fazendo sexoMinha prima me cantou contosContos fui nadar com minha avó acabei comendo elaconto esposa chefescontos eroticos diarista casadagemia baixinho para meu maridinho não ouvircontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhoconto erotico gay wesleycontos de foder empregadaContos gosaram no cuzinho virgem da minha filha papai do céu me deu o cu do priminho gayvelha da buceta grande contosmurhler.abusada.estrupradoContos pirralha inocentecontos eroticos frentistacontoseroticos primo transou com a prima e ela ficou gravidaContos Eróticos De Gay Comi a bunda do amigo Do meu Pairelatos eroticos esposas estupradasconto enteada cabacocontos eróticos com mulher deficientesobrinha novinha contos eróticoscontos novinhavídeo de namorado faz bem aqui Amanda no Pou pelo jeito da sua bundacontos eróticos cantei minha tia coroacontos eroticos esposa convida amiga pra fuder com maridoContos eroticos selvagenscasada recebe proposta indecente contosminina pela de mostrngo a busetameu marido mando eu ir mete com o subrinho delecontos - leitinho do tioconto gay negao casado deuConto erotico crenteconto porno mulher gosta pau 25cmcontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anoscontos erotico cdzinha comprwscontos eronticos tia brincando com sobrinhoContos eroticoscomendo varias negona conto erotico na pipoca do carnavalContos nossas filhinhas safadas